Página principal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bem-vindos à Desciclopédia

A enciclopédia livre de conteúdo que qualquer um pode editar.

61 004 artigos · 202 635 imagens

Ajuda

Embaixada

Perguntas

Políticas

Portal comunitário

Mídia

Chat

Contribuir

Artigo em destaque
Os grandes rivais da série, Kyo e Iori, se enfrentam num duelo de Curió e Chirê.

The King of Fighters, conhecido no Brasil apenas como Têquingui, é uma série de jogos de luta muito famosa por ter um bando de viados e putas como personagens recorrentes, além da fama de possuir os chefes mais desgraçados de impossíveis de se matar, tipo o filho da puta do Rugal, o arrombado do Mukai, a bichinha do Evil Ash, o traveco desenfreada do Magaki, o desgraçado apelão do caralho do Igniz, o comedor de cus do Geese, o combeiro filho da puta do Zero e tantos outros.

A principal característica desejada para a franquia seria ter só personagem feminina gostosa! Afinal eles sabiam que a Capcom só tinha a Cammy e a Chun-li, então coube ao KOF trazer Mai Shiranui, Blue Mary, Shermie, Angel, Vanessa, Leona Heidern, Yuri Sakazaki, Lien Neville, Athena Asamiya, etc..., só biscate, com duplo destaque para a Mai Shiranui que nitidamente está ali só para a punheta dos nerds, sendo importante ressaltar que todas as garotas do jogo usam roupas de maneira a deixarem a barriga e as pernas de fora para enfatizar ainda mais que não passam de objeto sexual para punheta alheia. A segunda característica seria lotar de personagens masculinos altamente viados ou no máximo assexuados, havendo ali uns 20 japonês/coreano com a cara tudo igual sempre praticando algo oriental tipo karate, kung fu, taekwondo ou judô, e uns 10 loiros também com a cara igual. Claro que a Capcom não perdeu a oportunidade de ridicularizar isso criando o Dan Hibiki, um fracote com o cabelinho do Robert Gracinha, roupa do Ryo e personalidade do Ash.

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



Eventos recentes


Neste dia...


Sabia que...


Imagem do dia
 
Apresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desciclopédia, uma (des)enciclopédia escrita com a colaboração de seus leitores. A Desciclopédia é um site de humor debochado e seu conteúdo não deve ser levado a sério. Todas as nossas regras e políticas convergem para um só princípio: ser engraçado e não apenas idiota. É um princípio amoral, mas que implica numa ética subjacente. Significa que, no âmbito da Desciclopédia, só podem ter procedência as críticas que se refiram à qualidade divertida de um artigo. Não tem, portanto, nenhum sentido tentar defender os méritos morais ou artísticos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, programa, game, etc.) e que tenha sido sacaneado num artigo da Desciclopédia. Essas coisas não interessam nem um honorável pouquinho aqui.


Participação

Todos podem publicar conteúdo on-line desde que não sejam vândalos ou desrespeitem as regras.

Dentre as diversas páginas de ajuda à sua disposição, estão as que explicam como criar um artigo, editar um artigo ou inserir uma imagem. Em caso de dúvidas, não hesite em perguntar e dar sua apnião.


Comunidade
A comunidade vem crescendo dia após dia. Porém precisamos de mais colaboradores para podermos ampliar o número de artigos em língua portuguesa e expandir, melhorar e consolidar os que já existem.


Projetos irmãos

A Desciclopédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre: