Desnotícias:Papa Francisco passa por cirurgia, mas continua internado: entenda o porquê

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

VATICANO, Vaticano

Após um dia de intensa oração e pedidos ao chefe da empresa, o papa resolveu dar continuidade ao seu santo jejum, como é de costume. Porém, dessa vez a coisa deu errado porque, ao voltar com a comida, o santo padre comeu algo que não devia e acabou indo pedir arrego no santo hospital da santa cidade.

No total, os cirurgiões passaram cerca de mais de vinte e quatro horas investigando, futricando e analisando as entranhas papais, até que finalmente encontraram o negócio que deveriam remover lá de dentro. Mas pra não fazer feio e mostrar serviço, já que o coronga anda fraquinho na Itália, eles resolveram ir além e submeteram o santo homem a mais um santo procedimento, desta vez para corrigir um leve problema de estreitamento anal.

O estreitamento anal é uma condição raríssima ainda não catalogada pela OMS, que aflige 3 entre 2.4 machos virgens a partir dos 80 anos (isso quando eles sobrevivem tanto tempo assim).

O papa continua confinado por dois motivos: o primeiro é que ele é do grupo de risco, e o outro, é para que não espalhe mais ainda a parcela do vírus ainda presente no hospital. Em nota, após beijar a santa mão, o principal médico responsável pela troca de óleo informa que, mesmo sendo "um paciente difícil", o papa colaborou em todas as etapas com aquilo que classificou como uma "experiência longa, indolor e deliziosa".

Fontes[editar]

  • Agência de Notícias Palavra Divina