Desnotícias:Dólares e mais dólares cobrem rodovia em San Diego

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

SEM DINHEIRO, Estados "Unidos"

Suposta imagem do acontecido.

Já que tudo que acontece nos Estados Unidos é comum porque foi nos Estados Unidos, uma simples chuva de dinheiro não seria impossível. E foi o que aconteceu na cidade de San Diego, na tal da Califórnia, milhares de notas de dinheiro se espatifaram no asfalto após a porta dum carro-forte se abrir e os sacos de grana que estavam lá dentro caírem. Segundo alguns vídeos e imagens postadas por aí em redes duvidosas, tipo o TikTok, mostraram que a rodovia até chegou a ser bloqueada e teve aquele processo chato de fecha uma via e deixa a outra aberta (tô falando da rodovia!). Ah não, fecharam completamente a rodovia, e olha que ainda essa é uma das mais importantes rodovias da Costa Oeste. Se fosse na Rodovia Anhanguera iria dar um congestionamento desgraçado que iria dar quatro copas e quatro Olimpíadas e o trânsito ainda não tinha andado nem meio metro.

Enquanto esse circo todo acontecia, apesar de isso não ter acontecido no Brasil, surpreendentemente o povo estadunidense deve tá pobre ou quem fez isso era algum brasileiro exportado pro exterior, porque resolveram saquear tudo, mas acabaram levando no cu e foram em cana. Devido a essas grandes ações, as autoridades ainda tiveram que pedir gentilmente que o pessoal devolvesse o dinheiro, senão eles iriam mandar bala em geral sem dó nem piedade. Pra você ver que o caso é sério, envolveram até o FBI no meio. E ainda deixaram um recado às pessoas que raptaram o patrimônio deles: "Se você pegou algum dinheiro, tome cuidado, seu histórico de pesquisa está em nossas mãos, então devolva o dinheiro ou mandamos print para sua mãe. Caso não queira devolver, é por sua conta e risco". Além do FBI estar nessa roda cotia, resolveram de enfiar a Polícia Rodoviária no meio também e imploraram (com um fuzil na mão) que o pessoal devolva o dinheirinho deles.

Fontes[editar]

Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram