Comercial da Shopee

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Galvao-bueno-na-globo.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém que enche o saco e é muito irritante. Se você vandalizar, ele será seu tormento pro resto da vida!


Cquote1.svg Você quis dizer: Comercial nojento do Colgate Plax Cquote2.svg
Google sobre Comercial da Shopee
Cquote1.svg Você quis dizer: Gente, o Dudu tá lendo! Cquote2.svg
Google sobre Comercial da Shopee
Cquote1.svg Na Shopee pee pee pee pee pee pee Cquote2.svg
O próprio comercial enquanto você clica em algum vídeo no YouTube

Eis uma vergonha

Comercial da Shopee é um comerical, que entrou no ar em 2018 e já conseguiu dominar o mundo com a paródia do Beibi Charqui, quis dizer, Baby Shark. Estava tudo ok no Brasil enquanto isso passava apenas na Ásia, até que a Shopee veio para a América do Sul e conseguiu fazer sucesso e até foi para a Rede Globo, causando irritação. O comercial que era para ser de pessoas dançando Baby Shark de um jeito alegre e que faça comprarem coisas na Shopee (que até então só existia nos comerciais de margarina), e que logo depois foi substituído por uma versão dos Barões da Pisadinha que recém entrou no ar (depende de quando você está lendo esse artigo) e já teve o mesmo efeito do comercial do Baby Shark.

E se você for de Portugal e ainda não viu esse comercial passando na internet ou na TV, parabains!

Criação[editar]

Começo[editar]

Já que a Shopee veio lá de Seringa Pura, quis dizer, Singapura, o pessoal do marketing da Shopee viram que o Baby Shark, vídeo que por ter o replay estuprado por crianças que não sabem mecher no YouTube, conseguiu ser o mais visualizado da plataforma. Aí eles lançaram em 2018 um comercial asiático que faz paródia ao vídeo, mas o comercial se espalhou muito e vários xinglings e xingxongs reclamaram, mas o mais bizarro desse comercial é que espalhava que nem um vírus, cada comercial mais bizarro que o outro, tendo um onde aparece o Ronaldinho Gaúcho dançando a música Baby Shark, meio WTF. Mas em 2020 durante uma pandemia que surgiu 100 anos depois do sumiço da Gripe espanhola, a Shopee investiu mais, mas já que a Década de 2020 é uma época de tecnologias que fazem as crianças jogarem Free Fire o dia inteiro, a Shopee chegou na América do Sul.

América do Sul[editar]

Como foi dito, a Shopee chegou na América do Sul em 2020. E a Rede Globo que estava tudo ok, foi possuída por esse comercial que além da Rede Globo também passa em canais de TV a cabo, e isso causou perigo e caos, só que em 2021 teve uma versão que também irritou a maioria, a versão brasileira, que é uma paródia da música Recairá meu C* dos Barões da Pisadinha.

O Comercial[editar]

Existem dois comerciais na verdade, mas já que a versão do Baby Shark é mais famosa, essa seção vai falar do comercial da Shopee que faz paródia do Baby Shark.

O comercial começa com duas pessoas que tiveram que usar a mesma roupa que sempre usam, dizendo que eles tem mais nada para vestir, sendo que se só tivesse aquela roupa não teria armário, até que do nada começa uma música estilo Baby Shark, com Cquote1.svg É a Shooooooopee pee pee pee pee pee pee, tem tudin din din din din din din Cquote2.svg, que mais parece o protagonista de Lorax cantando Cquote1.svg Será que sou tão ruim assim? Cquote2.svg. E a cada cutucada que eles fazem na tela do celular uma coisa surge, mostrando que algumas coisas fazem a Shopee sugar o dinheiro do cliente, mas depois aparece mais pessoas cantando isso como se fosse um show do Rock in Rio. E no final aparece BLACK FRIDAY DA SHOPEE, ambos Baby Shark tem nada a ver com Black Friday.

O sumiço do comercial[editar]

Em 2021 o comercial estilo Baby Shark parou, mas não foi proibido, apenas parou, pois irritou milhares de pessoas.

O Comercial Baby-Sharkiano[editar]

Achou que só tinha a do Baby Shark? errou![editar]

Ver também[editar]