Viktor

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Massacration.jpg Este artigo é metálico!

Ele é revestido ou banhado a algum metal ou liga que se encontra na tabela periódica. Se você corroer este artigo, Mordekaiser vai exterminá-lo!

Cquote1.png Você quis dizer: Dr. Destino Cquote2.png
Google sobre Viktor
Cquote1.png Una-se a Gloriosa Evolução! Cquote2.png
Viktor sobre os devaneios delirantes de um nerd depressivo

ViktorSquare2.png

Viktor, o Arauto das Máquinas é, sem sombra de dúvidas, um dos personagens mais nerds de League of Legends. Como quase todo nerd, ele é um mago, ou seja, ocupa a rota do meio. Em termos de jogabilidade, Viktor é aquele típico mago que você em geral despreza e não levará muito a sério na fase de rotas quando o vê pela primeira vez antes de ele começar a farmar. Isso deve-se sobretudo ao visual esquisito dele, pois ele usa uma máscara ridícula de Halloween, tem nas costas uma daquelas garras metálicas toscas que você usa para pegar ursinhos encardidos para crianças retardadas em máquinas de bugigangas, e por fim carrega um cetro que mais parece uma versão automatizada daquele pedaço de madeira com copos coloridos que o Chaves gosta de equilibrar.

História[editar]

Viktor se apropriando da propaganda para recrutar gente retardada o suficiente para aceitar ter suas partes saudáveis substituídas por próteses mecânicas.

Inicialmente Viktor era apenas um jovem comum e sem-graça como qualquer outro de Zaun, filho de pais artesãos que vendiam pantufas e trajes steampunk em brechós e feiras de tecnologia por toda Valoran. Porém tudo mudou quando ele teve o primeiro contato com o cyberpunk, por meio de um livro de William Gibson. Dali em diante, Viktor passou a ler outras obras de mesmo estilo, e chegou a conclusão de que os seres humanos, essencialmente, são falhos e inúteis. Essa visão era reforçada pelo fato de que todas as ocasiões em que algo resultou em merda na história da humanidade, não foi por erro mecânico, e sim por erros de seres humanos desqualificados (e também estagiários).

Com ajuda de de alguns livros de Dungeons & Dragons, Viktor decidiu se tornar um artífice, convencido de que os seres humanos só se tornariam verdadeiramente úteis quando abraçassem a tecnologia e abandonassem seu corpo carnal, abdicando-se de sentimentos inúteis como felicidade, raiva e desejo de fazer sexo. Viktor então criou um site na Internet e passou a ganhar a vida oferecendo seus serviços como uma espécie de quebra-galhos universal. Sua privada entupiu? Viktor era a pessoa certa a se chamar, pois com certeza tinha alguma engenhoca específica para resolver o problema. Sua namorada ou namorado te colocou um chifre? Chame Viktor, que com o o aparelho certo ele conseguirá resolver seu problema.

Os feitos de Viktor chegaram até os ouvidos de figurões de Piltover, que decidiram chamá-lo para estudar na Escola de Tecnologia Acarajé Feliz, onde seus feitos tornaram-se uma lenda. Entretanto nem tudo foram rosas, já que lá ele conheceu Jayce, um poser com cabelo lambido que se achava um gênio da tecnologia. Jayce era um verdadeiro mala, a união perfeita de todas as falhas humanas: arrogante, narcisista, sem-graça, playboy, chato e sem-graça. Aquilo só reforçava a tese de que seres humanos são uma verdadeira porcaria.

Certo dia, uma explosão em uma fossa séptica de Zaun gerou um grande vazamento de lixo tóxico na cidade, que transformava em LOLzeiros todos aqueles que eram contaminados. Para tentar conter essa calamidade, Viktor cria Blitzcrank, uma máquina à vapor ambulante especializada em capturar os infectados e isolá-los da civilização, para que não passassem aquela doença para as pessoas inocentes. O projeto foi um sucesso, mas algum tempo depois um salafrário roubou o projeto de Viktor e o apresentou como sendo seu. Aquilo só alimentava ainda mais seu pensamento de que seres humanos são um lixo completo que deveriam ser substituídos por máquinas.

Viktor, usando uma fantasia nerd temática, jogando algum joguinho de arcade em um emulador no seu computador da Positivo.

Viktor foi ficando cada vez mais obcecado com a ideia de que as máquinas deveriam dominar o mundo, até que de volta a Piltover, ele foi ainda mais ousado. Durante um projeto para melhorar a eficiência do saneamento básico de Piltover, Viktor iniciou uma linha de produção de Big Daddies, acoplando cobaias humanos a roupas de mergulho para aprimorar a eficácia da limpeza do chorume radioativo dos esgotos da cidade. Jayce, que era um X9, entregou Viktor, que acabou sendo expulso da escola por sua visão a frente de seu tempo.

Voltando para Zaun ele acabou entrando em depressão, já que suas tentativas de ajudar a humanidade eram vistas pelos ignorantes dos humanos como meros devaneios psicóticos. Foi então que Viktor surtou de vez, e transformou a si mesmo num ciborgue, eliminando qualquer resquício de sentimento humano que poderia ter. Afinal sentimentos são falhas, e seres humanos são cheios de sentimentos. Logo, seres humanos são cheios de falhas, e quanto menos humano ele fosse, mais bem sucedido ele seria em sua busca pela Gloriosa Evolução, que consistia basicamente em transformar todos os seres humanos em ciborgues.

Viktor começou a sequestrar doidos psicopatas das docas de Zaun, que haviam sucumbido a loucura pelo consumo excessivo de fast food e Mini-Chicken Perdigão. Esses malucos passaram a ser usados como ratos de laboratório, dos quais Viktor delicadamente esquartejava eliminava as partes defeituosas (lê-se "órgãos humanos") e substituía por partes aprimoradas e verdadeiramente eficientes (lê-se "próteses mecânicas"). Desse dia em diante Viktor decidiu que transformaria todas as pessoas do mundo em ciborgues, e faria com que a "Gloriosa Evolução" viesse na marra, nem que fosse por meio de métodos não-ortodoxos.

Habilidades[editar]

Entretanto, a verdade é que Viktor é uma verdadeira pedra no sapato, da qual você jamais vai querer ficar no caminho caso consiga pegar dois ou três abates no jogo. Apesar de bastar um sopro para qualquer um que o foque matá-lo, caso Viktor seja bem sucedido em seu combo, você não viverá para contar história, já que mesmo depois de ter sofrido alguns nerfs, ele continua uma máquina (literal e figurativamente) de extermínio. Ou seja, Viktor é um desses caras que causam um dano altíssimo num combate e que tem capacidade de te detonar em menos de 5 segundos caso você dê sopa, sobretudo se você se aproximar dele.

Cquote1.png Eu vou, eu vou, solar um noob eu vou... Cquote2.png
Viktor em um dia de bom humor.

Gloriosa Evolução (PASSIVA): Viktor inicia todas as partidas com o Núcleo Hex, uma bugiganga esquisita que já inicia comprometendo um precioso espaço do seu inventário, reduzindo a quantidade de itens de mago que você poderia fazer. Apesar de em uma primeira vista essa passiva ser uma porcaria, por ocupar um espaço que você poderia estar usando para fazer mais itens de dano ou penetração mágica, conforme Viktor vai comprando as melhorias para esse item ele vai ficando cada vez mais apelão. Além desse item lhe garantir toneladas de dano mágico no late game, cada vez que você gasta ouro para aprimorá-lo ele concede a uma de suas habilidades mágicas uma digi-evolução, tornando-a verdadeiramente poderosa. Dessa forma, quem joga de Viktor costuma terminar esse item primeiro antes de partir para os demais itens, com o objetivo de tornar Viktor quebrado o quanto antes no jogo.

Transferência de Poder (Q): Viktor cria um escudo de energia ao seu redor lança uma shuriken mecânica no inimigo, que causa um dano mixuruca no inimigo. Entretanto, o verdadeiro poder dessa habilidade é apresentado em seguida: ele potencializa o próximo ataque básico de Viktor, causando dano adicional no alvo. Essa habilidade, em níveis mais avançados da partida, é capaz de varrer do mapa qualquer um que não seja tank sem que Viktor precise usar qualquer outra, principalmente se estiver acompanhado de um item chamado Perdição de Lich. um verdadeiro terror para jogadores chorões de Atirador, que simplesmente somem sem poder fazer porra nenhuma no jogo. Quando aprimorado pela passiva, essa habilidade ainda lhe dá bônus de velocidade de movimento, o que possibilita que ele mate um vagabundo e consiga se afastar da cena do crime mais rapidamente.

Campo Gravítico (W): Viktor coloca uma rebimboca da parafuseta no chão, gerando um campo de gravidade que transforma os inimigos em lesmas lentas, até que se ative e atordoe os meliantes em cima dele. No início da partida é difícil para alguém sem dedos conseguir prender os alvos ou usar essa habilidade para algo que preste. Entretanto, com o aprimoramento da passiva, a engenhoca atrai todos os noobs nas redondezas para dentro dela, prendendo-os e tornando-os alvos fáceis.

Raio da Morte (E): Viktor usa uma mão mecânica, daquelas de pegar ursinhos de pelúcia em parques de diversão, para gerar um feixe de energia em uma direção alvo, causando dano mágico em todos os inimigos pelo caminho. Quando aprimorada pela passiva, essa habilidade causa dano duplo em qualquer jumento que insistir em ficar no rastro do raio mesmo depois de ter tomado a primeira rodada de dano.

Tempestade do Caos (R): Viktor usa sua tecnologia altamente evoluída e incompreensível para a obsoleta mente humana para perturbar o campo magnético terrestre, gerando uma tempestade geomagnética no local alvo que causa um dano absurdo em qualquer noob que estiver por perto. Essa habilidade não pode ser aprimorada pela passiva, porém, é muito eficiente para perseguir covardes com medo de serem solados por Viktor no mano-a-mano.

Ver também[editar]