Trapézio (geometria)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Trapézio, antes de qualquer coisa estranha que você esteja imaginando, é uma figura geométrica. Não pense em mulher abrindo as pernas em cima de uns cavaletes, aqueles se chamam trapézios por aproximação, mas não são trapézios perfeitos, assim como a Terra é oblonga e jamais poderia dar em uma bolinha perfeita, ainda mais com tanta balbúrdia que pessoas como você e eu, fazem sobre ela.

Retângulo torto[editar]

Trapézios podem formar uma pirâmide não assumida.
Em urbanismo, quadras em trapézio servem para bagunçar um bairro.

Para se ter um trapézio é preciso somente pegar um retângulo e arregaçar um dos lados, deixando um menor um maior e dois iguais. Calcular a área do trapézio não é mais chato do que outras figuras, mas menos facin do que o quadrado ou retângulo, não é de chorar nem de rir, portanto o trapézio não tem graça, ao menos sobre a folha. Em urbanismo uma quadra em forma de trapézio, nada demais, porém se forem várias, significa que o bairro foi fudidamente mal planejado e até mesmo pessoas maloqueiras como eu e você(não negue que piora), que andam vagabundeando por aí nas horas vagas podem errar o rumo e depois ter que andar bem mais. Quadras de ruas devem ser retângulos, qualquer outras coisa dá em bosta.

As ruas formando trapézios não são linhas que devam deixar de ser trapézios e se transformar em pirâmides de modo que as ruas se encontrem, para que ninguém diga que foi planejada por um conspiracionista ou asneiras assim, além de darem impressão de bagunça, reforçando que ruas devem ser retângulos pra que sejam decentes. Além disso, se o trapézio não quis ser triângulo, pra nem correr o risco de se transformar numa pirâmide, que ninguém faça isso, deixemos o trapézio sem topo ou com o topo achatado que é melhor.

Relações íntimas[editar]

Exemplo de trapézio, sem trapézio.

Os trapézios não mandaram nenhum macaquinho ficar subindo nele, mas os humanos gostam de inventar. O mais estranho é que, mesmo malabaristas de circo, ou esportistas que sequer usam o trapézio, são chamados de trapezistas. Uma balancinha não é um trapézio, nem um elefante, nem uma cadeira e muito menos ainda outros malabaristas que servem para outros subirem, são trapézios... Mas mesmo que os trapézios nem apareçam na cena, nem tenham o privilégio de pernas gostosas de mulheres se abrindo, ainda assim se houve o nome trapezistas. Isso começou apenas porque algumas esfregadas alguns exercícios eram executados sobre uma espécie de trapézio.

O trapézio, assim como toda figura que não é circular, é cheio de triângulos externos e internos, isso pode facilita foder mais mais ainda na hora de calcular, bom leva mais tempo, mas é o preço que pagamos por viver em um mundo de muitas formas, qualquer outra coisa que não fosse multiforme, seria uma desgraça... melhor dizendo, isso nunca poderia funcionar, então respire fundo, calcule e não reclame.