Super Xuxa contra Baixo Astral

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Teria sido melhor ir ver o filme do Pelé... Cquote2.png
Chaves sobre Super Xuxa contra Baixo Astral

Super Xuxa contra Baixo Astral é um filme do final da década de 80 onde a apresentadora e ex-atriz de filme pornô, Xuxa, estava no auge de sua carreira.

Sinopse[editar]

Xuxa e sua roupa sujestiva.

Após deixar a vida de prostituta em um bordel de luxo em São Paulo, Xuxa se torna apresentadora de televisão e resolve dar uma de João Dória e convocar as crianças para colorirem muros pichados na cidade. Isso faz com que um ser malvadão chamado Baixo Astral fique revoltado, pois a atitude da Xuxa poderia impedir os planos dele de contaminar o mundo com sua maldade, e ele então decide dar um tiro sequestrar o cachorro da Xuxa, o Xuxo, que tem uma música com mensagens subliminares do capeta.

Desesperada com o desaparecimento de seu cachorro, Xuxa resolve dar uma de Maddie Bowen e entra dentro da televisão buscar o seu cachorro, Xuxa encontra em sua viagem um sequestrado por Baixo Astral e todo o tipo de personagem ridículo e mal feito.

Crítica[editar]

O script é ridículo, o figurino é horroroso, as musicas são toscas, a atuação da Xuxa é vergonhosa, o filme é cheio de esquetes trocadilhos toscos e cheios de merchandising forçado. O legal do filme é ver a Xuxa vestida de ninfeta com aquelas velhas roupas minúsculas que ela costumava usar antigamente, contribuindo para a erotização precoce das crianças.

Curiosidades[editar]

  • Durante toda a década essa porcaria foi exibida na Sessão da tarde.
  • O figurino erótico da Xuxa foi um plágio no figurino do Michael Jackson em um filme.
  • A Mia Toretto fez aparece nesse filme, apesar de não ter sido creditada.
Aí, peixe, esse esboço vai atrás das 1000 palavras, parceiro.
Mas, peixe, edita esta bosta que você se dá bem, tá ligado?