Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desinopselogo2.png

Este artigo é parte do Desinopse, a sua coletânea de filmes rejeitados.

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Shang Tsung e Quan Chi mataram um clone do Shao Kahn, ou que Thanos sacrifica Gamora para obter a Joia da Alma.

Spoiler3.jpg
O Império Contra Ataca
Feio contra ataca.jpg
Diretor George Lucas
Gênero Ficção Científica
Lançamento 1980
Produtora LucasArts
Idioma Ingrêis Americano
Duração No máximo duas
Exibição Em ex-andamento
Elenco Luke Skywalker
Darth Vader
Princesa Leia
Mestre Yoda
Han Solo
Chewbacca
Lando Calrissian
Boba Fett

Cquote1.png Você quis dizer: Darth Vader dá o troco Cquote2.png
Google sobre Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca
Cquote1.png Suas armas precisar não vai! Cquote2.png
Yoda numa sessão de treinamento com Luke
Cquote1.png Estamos literalmente fudidos nesse episódio Cquote2.png
Han Solo sobre O Império Contra Ataca
Cquote1.png Prefiro ser comida beijar o Luke! Cquote2.png
Leia discutindo sua relação amorosa entre ela, Solo e Luke
Cquote1.png AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Cquote2.png
Mais um pobre infeliz morrendo nas mãos de Darth Vader
Cquote1.png Tô louco, meu! Isso é que é dar o troco bicho! Cquote2.png
Faustão sobre O Império Contra Ataca

A Ditadura O Império Contra Ataca é o quinto episódio da série completa de Guerra nas Estrelas (ou segundo episódio na série clássica) exibindo os fatos ocorridos entre Uma Nova (Des)Esperança e O Retorno de Já dei Jedi, que conta como Luke conheceu Yoda, como Solo pegou a Leia, como Landor aparece na história bem como Darth Vader resolve dar o troco pela puta sacanagem que fizeram com ele no episódio anterior e finalmente revela que ele é o pai de Luke.

Vale a pena ver de novo[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Uma Nova Esperança.

No episódio anterior (também conhecido como o primeiro da trilogia clássica), Darth Vader ataca uma das naves rebeldes, sequestra a princesinha gostosa sobrando como sempre pro Mário, ou qualquer outro babaca, ter que salva-la. Para ir ao seu resgate foram convocados por livre e espontânea pressão Luke (um caipira que decidiu largar a vida de Zé Ninguem), que conhece a Obi Wan Ben Kenobi (um druida-centenário que manipula mentes alheias), que conhece a Han Solo (um cafajeste-ladino com +10 de carisma), que é parceiro de Cheewbaca (o cachorro do grupo), que possuíam uma nave, que foram até a Estrela da Morte, que juntos resgatam a princesa, que por final se juntam com o resto da turminha de RBD e destroem o lar, doce lar de Darth Vader.

Agora, muito puto da vida, Darth Vader quer dar o troco no panaca que fudeu com o seu planetinha artificial bem como voltar a botar ordem na casa antes que esses estúpidos rebeldes anarquistas fãs de música K-Pop fiquem se achando, só pra mostrar que ele é fogo e quem brinca com ele acaba se queimando (sendo que todos que o conhecem sabem que ele é aloka que lidera o Lado Rosa da Força). Por fim, prepare-se para a continuação episódica em que o mal é que se dá bem no final.

Rebeldes no Planeta Hott[editar]

Luke, Leia e Solo se preparando para mais uma suruba

Depois de destruírem a Estrela da Morte, os rebeldes tiveram de fugir para outro planeta, pois Lord Vader começou a descer a madeira em todo mundo pra saber quem foi o filho da puta que deu fim na sua imitação barata de exoplanetinha e ter a sua tão saborosa vingança em cima do engraçadinho (no caso, o Luke).

Dai a turminha do bem se mandou para o planeta congelado de Hott Dog. Por lá Luke Skywalker resolveu dar uma voltinha e acabou dando de cara com o abominável homem das neves durante sua cavolgada matinal; por sorte conseguiu se livrar do monstrengo quando este o levou para sua caverna a fim de come-lo, e logo em seguida num estado de transe (por ter consumido muita droga no episódio anterior) começou a sofrer de alucinações vendo o fantasma de Jesus Obi Wan que lhe disse para dar um jeito de sair desse fim de mundo onde ele estava e encontrar o Mestre Yoda no planeta Dagobah (muito bom. Como o fedelho desmestrado faz isso? Paciência, porra! Ben agora é um espírito, não o solucionador dos problemas...).

Enquanto isso, na base rebelde, Han Solo fica jogando verde pra cima de Leia sem sucesso enquanto ela fica cada vez mais preocupada com o Luke (que havia prometido gratiná-la assim que voltasse do passeio). Sobrou que no final foi Solo que teve de resgatar o idiota do Luke pra este só receber um selinho de Leia na frente do mercenário boco (que ficou morrendo de dor de cotovelo com essa). Depois disso o Império finalmente encontrou a galerinha de RBD e foi até lá pra descer o pau nos ditos-cujos.

O ataque dos Battle Destroids[editar]

A primeira pancadaria logo no início dessa budega

A casa já estava caindo pra gangue dos republicanos, e quando todos achavam que as coisas não poderiam piorar, eis que surge o pior: uma cambada de Battle Destroids Cavalos de Tróia automáticos aparece para alegrar a festa. Com isso os revoltados resolveram participar da suruba com alguns noobs na artilharia terrestre e o resto da cambada nos jatinhos fudidos do esquadrão X-Wing.

Luke resolveu acompanhar os babacas aéreos já que ele fazia parte dessa tribo enquanto Solo ficava na pior com os pobres da cavalaria e pevete. Em meio a uma série de explosões, destruições, vandalismo e invasão de privacidade, os Battle Destroids começam a chamar reforços via pevete também para a treta ficar ainda mais emocionante; numa tentativa de acabar logo com toda essa tabacudice, Luke sobrevoa os cavalinhos automáticos mando bala nesses até uma horas, mas acaba sendo atingido (não, infelizmente ele não morreu porque... porque ele é o protagonista da história, apesar de todos preferirem o antagonista Darth Vader). Pra não fazer viagem perdida, o projeto de semi-jedi ataca um dos robozões com seu sabre de luz que explode o bicho por completo (como já dizia o grande mestre Paulo Maluf, nunca subestime o poder de um sabre de luz!).

Em meio a essa pancadaria, por mais brasileiros que os revoltadinhos do bem sejam (pois não desistem nunca), a base rebelde é destruída e o império começa a samba nos destroços dos pobres infelizes que bateram as botas nesse pedaço de chão gelado.

Fuga do planeta e ao infinito e alem![editar]

A emocionante batalha de naves que nunca sai de moda em filmes de ficção científica

Já se cagando de medo, boa parte da cambada dos rebeldes se mandam dali antes que a coisa comece a fuder pra cima deles também; com isso Luke se manda do lugar com R2 em sua navezinha particular enquanto Solo, seu cachorro de estimação e Leia partem na banheira dele para qualquer outro lugar perdido noku do universo pra não virarem ração imperial. Em meio a isso, acontece uma série de perseguições de naves viajando na velocidade da luz, atirando lasers sem parar, passando por uma porrada de asteróides.

Para dar uma respirada Solo deu uma paradinha numa caverna (pra ver se a suruba diminuía); só que ai foi que o bicho pegou (literalmente), por que nessa caverna tinha um minhocão que quase comeu a nave do mercenário metido a preyboy. Dai o império resolve pegar pesado e tiozinho Vader resolveu mandar seus caçadores de recompensa entrarem na brincadeira, só que agora foi nossos miguxos da banheira do Gugu de Solo que se deram bem passando a perna na cambada do cabeça de penico preto. Depois disso Solo, Chew e Leia resolvem fazer uma visitinha a cidade tecnológica ambulante de Angel Island Bespin.

O encontro de Luke e Yoda[editar]

Luke Skywalker sendo encoxado num rigoroso treinamento para elevar o cosmo a força feito por Yoda (no caso é o baixinho quem está aplicando mais força por traz de Luke)

Enquanto o trio na banheira voadora participava dessa festinha, Luke e R2 seguem para o planeta pantanoso de Dagobah, onde logo de cara já ficam completamente passadas abismados com a falta de saneamento básico do lugar, sem falar que já na chegada o jatinho do Luke ficou completamente atolado no esgoto da floresta principal (pra você ver o nível de civilização desse planeta em pleno Século Apocalíptico).

Em meio a todo esse cenário pré-histórico e desatualizado, Luke encontra-se com Mestre Yoda e com isso passa a ter uma sessão de treinamentos forçados e penetrantes com o ancião verdinho. Entre alguns de seus testes merecem destaque: levitar um pedrinha de ponta cabeça, decepar a cabeça de um Darth Vader fake, sair se balançando pelos cipós que nem o Tarzan, desentupir o encanamento do pântano (que estava emperrado graças a sua navezinha que caiu lá dentro), ficar pulando de pedra em pedra pra não cair no lado cheio de crocodilos e piranhas e pra completar tendo que fazer tudo isso recebendo uma encoxada do mestre anão carregando Yoda nas costas.

Por sorte logo Luke reencontrou-se com o espírito do Exu da Capa Preta de Obi Wan que só fez volume em meio a toda essa joça. Porem logo a força falou mais alto com Lukinhas e ele largou os estudos para ajudar Leia e os outros que estavam em apuros, mas como era um bom menino, prometeu que iria voltar pra se formar como um Jedi com direito a diploma e formatura.

Chegada em Bespin (e o troco de Vader)[editar]

Mais uma vez, os rebeldes caem na velha e famosa pegadinha do Mallandro

Enquanto Luke falava com fantasmas e gnomos, Han Solo juntamente com seu cachorro mutante e a princesa patricinha que não lhe dava bola chegavam a cidade nas nuvens de Bespin Alameda dos Anjos onde logo de cara são bem recepcionados por Apollo Creed, digo, Lando Calrissian e seus comparsas. Aí eles por alguns minutos ficam numa nice, totalmente de boa, só que logo descobrem que não estão nenhum pouco seguros e foi tudo uma pegadinha do Mallandro, pois logo aparece o Lord Vader com seus capangas dizendo que pagaram Lando e seus empregadinhos para entrarem para o Lado Rosa da Força.

Daí eles resolvem plagiar o Rei Koopas sequestrando a princesinha gostosa enquanto o Mário não vem e congelar Han Solo no mercúrio quente (o.õ) para dar pro Boba Fett (no bom sentido) para que ele o entregasse a Jabba(bão), uma gosma sebosa cafetão que adora furries gostosas. No meio dessa bagaça toda Chewbaca ficava carregando o fudido do C-3PO e Lando entrava em depressão por ter traído o seu melhor amigo Vader não ter lhe dado a chance de comer a princesa Barbie; frustrado com isso, ele resolve trair o lord sith fugindo na banheira de Solo enquanto Lukinhas chegava nesse fim de mundo sem saber como é que a música está rolando.

Luke contra Darth Vader[editar]

Cquote1.png Filho, me dê o seu cu venha para o Lado Rosa da Força! Cquote2.png

Chegando ao lugar, diante de um cenário bem sinistro (como já é de se esperar na luta épica de final do filme), Luke encontra-se com Darth Vader para a hora mais esperada por todos os nerds, noobs e guris retardados que curtem uma boa dose de pancadaria em produções milionárias em qualquer filme de ação;

Logo de início, como já era de se esperar, Luke apanha, apanha, apanha e apanha para Vader só na base da briguinha com o sabres de luz, e quase vira torrada dentro de uma câmara de gás tóxico seguido de frango no espeto alumiado de Darth Gayder (hum...); como se isso não bastasse Luke continua a lutar e ai apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha e apanha ainda mais com as apelações do lord sith que fica usando a força para jogar paralelepípedos no coitado do protagonista (como se já não bastasse apanhar numa luta justa agora também tem que aguentar as apelações).

Depois de muitos tobos, cacetadas, apelações e faíscas de laser's que ficavam saindo do cruzamento dos sabres de luz, Luke fica caçando Darth Vader no meio de uma fumaceira dos infernos até que finalmente o encontra e voltam a lutar; ai pra encerrar essa suruba Luke apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha, apanha e apanha muito mais ainda até que Vader resolve acabar com toda essa tabacudice e desce a pecheira alumiada decepando a mão de Lukinhas (que grita feito uma menininha e perde tanto a mão como o sabre de presente do tio Kenobi). Diante de um buraco infinito, uma medíocre plataforma fudida e de cara com o vilão do filme que ficava tentando puxá-lo para o o seu lado da força, Luke ficava mais puto ainda e já todo lascado resolve xingar o lord sith, num bate papo que terminou mais ou menos assim:

Cquote1.png Se você conhecesse o poder do Lado Sombrio. Obi-Wan nunca lhe contou o que aconteceu com seu pai. Cquote2.png
Darth Vader
Cquote1.png Ele me contou o suficiente! Ele disse que você o matou! Cquote2.png
Luke Skywalker
Cquote1.png Não. Eu sou seu pai! Cquote2.png
Darth Vader
Cquote1.png Não... Cquote2.png
Luke Skywalker
Cquote1.png Busque os seus sentimentos. Você sabe que é verdade. Cquote2.png
Darth Vader
Cquote1.png NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!! Não é verdade!!! É impossível!!! Cquote2.png
Luke Skywalker

Com isso Luke fica ainda mais fulo e resolve tentar suicídio se jogando no buraco infinito, mas por mera sorte acaba caindo dentro da banheira de Solo que estava sendo pilotada por Lando, na companhia de Chew, Leia e os robôs noobs da série; em meio a isso ele conta pra Leia tudo o que aconteceu e com medo de ver o projeto mal sucedido de jedi entrar em depressão, a princesa patricinha resolve leva-lo pra cama a fim de dar uma animada no garoto (pelo menos nisso Luke se deu bem nessa joça toda).

A suruba espacial[editar]

Cena final do filme, quando depois de já ter dado pro Solo, pro Luke, pro Landor e pro Vader, Leia tambem é assediada por Chew

Depois disso, uma pancadaria começa a rolar no espaço sideral envolvendo laser's, naves barulhentas, explosões que vão contra as leis da física e uma porrada de coisas sendo destruídas e virando poeira galática. Ao fim disso, Vader fica rindo a valer com a vitória até o próximo episódio, Solo continua congelado e é mandado para a corte de Jabba(bão), Lando vai tentar salvar Solo, C-3 e R2 continuam tão secundários quanto antes, Luke fica muito puto por ter perdido sua mão (mas ganha uma de máquina, que nem o seu papai em O Ataque dos Clones) e Leia se sente realizada por finalmente ter sido comida pelo protagonista do filme. Fim? Por mais estranho que pareça, sim!

E depois?[editar]

Veja o resumão do filme feito por um nerd em gif produzido na forma de montagem de paint

Depois dessa loucura, loucura, loucura, seguem-se o último episódio da série tão idolatrada pelos nerds intitulado O Retorno de Jedi, que mostra com Luke vira um cavaleiro Jedi (bem como consegue um novo vibrador alumiado), Solo sendo resgatado, Leia como quenga de Jabba, a morte de Yoda, a aparição do Imperador, Darth Vader voltando a ser bonzinho, os famíngeros Ewoks (para deixar a pancadaria mais furry) e a queda do Império. No entanto, diferente da maioria dos filmes onde o último episódio é o mais querido e desejado, uma porrada de nerds ainda proferem O Império Contra Ataca ao invés de O Retorno de Jedi por um único motivo: Darth Vader vence a luta no episódio V e perde pro emo do Luke no episódio VI (que desconta a decepada da mão que ele levou nessa briga). Em fim é o que todo final de série tem que ser: violento, explosivo, cheio de spoilers com o bem vencendo o mal no final (muito clichê, não?).

Mas qual foi o segredo do sucesso deste filme?[editar]

Não verdade não existe nenhum mistério. É a revelação cuminante de que Darth Vader ser o pai de Luke Skywalker, sendo então na verdade, o Anakin Skywalker, um dos maiores Jedis da história onde antes de conhecemos a sua verdadeira história, se dizia ele ter sido morto pelo temivel Darth Vader, que de alguma forma ele havia morrido mesmo. A cena dele revelar ser o pai de Luke foi tanto sucesso, que foi posto atér mesmo em satiras de alguns filmes ou desenhos de grande fracasso sucesso. Fizeram até mesmo um clipe sobre essa revelação. Duvidam? Veja então esse video:

Cquote1.png NÃAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAOOOOOO!!!! Nãaaaaaaaaaooo! Cquote2.png
Luke Skywalker após assistir esse video acima