Rolim de Moura

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Rolim de Moura é a capital da LCRNRDS (Liga de Cidades Rondonienses de Nome Ridículo e de Duplo Sentido) da qual também faz parte Pimenta Bueno e Espigão d'Oeste, sendo apenas uma cidade isolada qualquer de Rondônia, dessas que foi construída às pressas.

História[editar]

O tal Rolinho de Moura, único local da cidade onde é possível fazer uma curva com o carro que não seja dobrar uma esquina, e também onde está a famosa estátua em tamanho real de Jeca Valente, o grande idealizador dessa idiotice toda.

Tudo começou quando os militares que governavam o Brasil durante a década de 70, em toda sua sapiência e senilidade, perceberam que Rondônia podia ter algumas cidades a mais. Por nenhum motivo em especial. Percebendo a grande quantidade de cearenses desocupados e paranaenses desempregados devendo até as calças que vestiam, o governo federal decidiu anistiar estas duas classes desafortunadas desde que todos eles fossem ir viver no meio do nada em Rondônia, e assim melhorar as estatísticas econômicas tanto do Sul como do Nordeste.

Graças ao INCRA, uma região ideal foi selecionada, no meio do mais vasto nada, rapidamente aquele bando de imigrantes derrubou toda a floresta nativa para dar lugar a uma vasta paisagem desolada composta unicamente por pastos, e assim se sentirem mais em casa, tanto os paranaenses em seu pampas como os nordestinos em seu sertão

O motivo de tal nome tão ridículo se deve ao fato de que no começo, aquela aldeia ainda não nomeada era composta apenas por barracos de madeira sem qualquer pintura ou esmero, pois seus primeiros colonizadores não tinham qualquer vontade de fazer algo decente. Todavia, um fazendeiro de sobrenome Moura teve ideia de pintar tudo com seu rolinho, e assim surgiu o nome da cidade.

Geografia[editar]

Ao observar uma foto de satélite de Rolim de Moura e seus arredores é possível observar os inúmeros hectares e quilômetros quadrados de destruição total, não se vê mais nenhum verde, apenas o amarelado de uma terra assolada pela devastação.

Transportes[editar]

Em Rolim de Moura não existem curvas, a cidade está localizada no cruzamento entre as rodovias RO-479 e RO-383, as duas mais inóspitas de todo o estado. A única curva em toda cidade (que não seja virar em esquinas) é a rotatória do centro no encontro entre as RO-479 e RO-383.