Quinta coluna

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Para outros significados de coluna, ver coluna (desambiguação).
NovoWikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Quinta coluna.

Cquote1.png Você realmente traiu um movimento, velho! Cquote2.png
Dado Dollabella


Quinta coluna é um termo usado para se referir a grupelhos panelísticos que trabalham sorrateiramente dentro de um país ou região, família, site de relacionamento, salão de beleza ou boteco, ajudando a invasão armada promovida por rivais em caso de guerra. Por extensão, o termo é usado para designar todo aquele que auxilia a ação de pessoas não convidadas, mesmo quando não há previsão de invasão.

Origem do termo[editar]

A origem da expressão remonta a Emílio Mola Vidal, general nacionalista espanhol que atuou na Guerra Civil Espanhola. No final da década de 1930, quando os madrilenhos que apoiavam Mola já haviam golpeado as tropas de Francisco Franco com quatro chutes na coluna, ele se referiu aos que ainda não haviam desferido o golpe mas esperavam na fila como "Quinta Coluna".

Quando o líder espanhol Francisco Franco preparava-se para marchar sobre Madri mesmo com quatro chutes na coluna mal-curados, o general Quepo de Llano disse: "Cquote1.png Há um grupelho esperando para saudar-nos com um quinto golpe na culuna dentro da cidade Cquote2.png. Pela primeira vez, o mundo ouvia a expressão fatídica — "quinta-coluna". O termo ganhou força no curso da Segunda Guerra Mundial, mas o termo ficou consolidado mesmo quando empregado para denunciar falsos descíclopes, agentes wikipedistas duplos infiltrados em nas fileiras do Exército Descíclope e em território da Desciclopédia durante a Guerra da Wikipédia.

Modus operanti[editar]

A ação de uma quinta coluna não se dá no plano puramente militar. Assim como os demais partícipes de uma guerra, os elementos quinta-colunistas agem por meio da sabotagem, editwars, flamewars, maquinações via MSN, orkut, Twitter e Formspring.me e da difusão de boatos caluniosos. Em outras palavras, pode-se dizer que a força da quinta coluna reside tanto na possibilidade de "atacar por dentro", sendo dura e grossa, machucando lá no fundo como com as tradicionais sapatadas na espinha dorsal.

Ver também[editar]