Pierre Gasly

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.svg Você quis dizer: Pierre Gastly Cquote1.svg
Google sobre Pierre Gasly
Cquote1.svg Eu não tenho nada a ver com isso. Cquote2.svg
Jean Pierre Polnareff sobre Pierre Gasly

Pierre Gasly é teoricamente um piloto francês de Mario Kart que também acredita-se ser de Formula 1. É um desses pilotos reservas de talento mediano que nasceu para ser só mais um no grid e ninguém dar muita atenção.

Carreira[editar]

Formula Renault[editar]

Começou a carreira (de verdade, porque corrida de kart não é carreira) na Formula Renault 3.5 em 2014, quando correu pela Arden International, uma espécie de Red Bull Racing D que corre na quarta divisão. Como o carro na época era feito das sobras do que o Mark Webber batia a sua RBR na Formula 1, Pierre Gasly nunca teve qualquer chance nessa competição, terminando o campeonato em segundo atrás de seu companheiro.

GP2 Series[editar]

Os maus resultados na Formula Renault 3.5 e o fato de não ter ganhado uma corrida no ano de 2014 inteiro chamou a atenção dos executivos da Red Bull Racing que decidiram assinar um contrato vitalício com o garoto. A ideia inicial era que ele substituísse aqueles manequins nas áreas de testes das fábricas para simulação de batidas. Infelizmente o sindicato de pilotos proibiu que isso pudesse acontecer, pois ele poderia morrer igual o compatriota Jules Bianchi que foi o último empregado nesse tipo de coisa, então a Red Bull, como não poderia mais quebrar contrato, o deixou como piloto reserva da escuderia, ou seja, pilotaria no dia de São Nunca.

Enquanto era reserva na Formula 1, começou a correr na Série B da Formula 1 pela Caterham Racing ainda em 2014, ficando em último claro, visto que usou um carro movido a motor de cortador de grama, mas foi uma boa experiência, para já ir se acostumando às zonas finais do grid.

Em 2015, ainda na série B, correu pela DAMS, fazendo um campeonato discreto, agradando os chefões da Red Bull pelo fato de quase não ter batido. O importante não era um piloto vitorioso, mas um piloto que não ficasse mandando carros para o ferro-velho e gerando prejuízo, não a toa Daniel Ricciardo é a grande estrela desse time.

Traindo os seus chefes da Red Bull, em 2016 decidiu competir a Série B com o melhor carro daquela competição, a Ferrari B, vencendo várias corridas e se tornando campeão da Série B da Formula 1 de 2016. Grande destaque para a corrida na Alemanha, quando terminou em primeiro mas foi desqualificado por excesso de peso, época em que a gordofobia virou debate nas redes sociais.

Formula 1[editar]

Pierre Gastly faz sua estreia na Formula 1.

Graças à incompetência grosseira e monumental de Daniil Kvyat, que não contente em já ter sido rebaixado da RBR para a STR, no meio da Temporada de Fórmula 1 de 2017 foi rebaixado da STR para a GP2, deixando uma vaga em aberto na Formula 1. O natural da Toro Rosso foi chamar um piloto tampão, nada especial, apenas que não comprometesse e que não saísse batendo, e assim no circuito de Sepang Pierre Gastly fez a sua estreia na Formula 1. Já na corrida de estreia, ao contrário de grandes talentos como Max Verstappen e Sebastian Vettel que desde a equipe secundária como STR já demonstravam talento, Pierre Gastly emocionou a todos seus familiares ao fazer uma corrida de merda, sem conseguir efetuar uma ultrapassagem sequer, esbanjando falta de arrojo, mas pelo menos não bateu.

v d e h
Pilotos da Fórmula 1