Peixe

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Montfortpoulpe.jpeg Este artigo é aquático!

E é especialista em natação. Se você vandalizar, ele te joga uma tsunami, então cuidado com os tubarões e não leia sem usar uma máscara de oxigênio.


Peixe
Um peixe
Um peixe
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Superclasse: Aquáticos

Cquote1.png Come peixe, peixe é bom! Cquote2.png
Marion "Cobra" Cobreti sobre peixe
Cquote1.png Os piscianos têm uma personalidade calma, paciente e amável. São sensíveis aos sentimentos dos outros e respondem com simpatia e tato ao sofrimento dos demais. São muito queridos por todos porque têm um caráter afável, carinhoso e amável, e não supõem uma ameaça para os que querem ter postos de autoridade ou maior popularidade. Costumam assumir seu ambiente e suas circunstâncias, e não costumam tomar a iniciativa para resolver problemas. Preocupam-lhes mais os problemas dos outros que seus próprios problemas. Cquote2.png
zodiaco sobre peixe
Cquote1.png Hmm, escamas!! Cquote2.png
Furry sobre peixe
Cquote1.png Where is the Fish???,OOOOOH FISHIIII,FISHIIII,FISSSSH,OOOOOOOOHH... Cquote2.png
Monty Python sobre Peixe
Cquote1.png É isso aí peixe, valeu? Cquote2.png
Romário sobre peixe
Cquote1.png Na União Soviética, o peixe pesca VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Peixe
Cquote1.png Eu não bebo água, peixes transam nela Cquote2.png
Você sobre peixes
Cquote1.png Peixe fora d'água é FRESCO Cquote2.png
Dadário sobre punheta

Peixe é um animal carnívoro que reside em oceanos, rios, lagos, aquários e privadas e ficam o dia inteiro fazendo nada.

Habitat[editar]

Ao contrário do que afirmam especialistas sobre o aquecimento global, o atual estado de derretimento das calotas polares irá beneficiar os peixes consideravelmente, dando aos mesmos mais espaço e tornando-os a espécie dominante da Terra muito em breve.

Evolução[editar]

Pesca de peixes voadores

O peixe não sabe ler nem escrever, portanto o peixe não escreveu sua história. Portanto, alguém escreve a história do peixe, não sei quem foi, mas certamente é alguém bem desocupado sem nada de melhor para fazer da vida. Todavia, se o peixe não tem história, como é que alguém vai escrever a história do peixe? Se você acredita que a história do peixe que você vai ler é verdadeira é porque você acredita em Papai Noel, Mafagafos e na Menina Pastoura Louca e seu Deus. Ou seja, só sendo um Mané você vai ler isso.

O peixe é o terceiro estado de evolução dos seres vivos conforme os biólogos criacionistas. De acordo com eles uma bactéria se dividiu e se agrupou formando um molusco que por sua vez criou barbatanas transformando-se no peixe que conhecemos hoje. Alguns peixes ornaram-se anfíbios e saíram da água e toda aquela mitologia que culmina no surgimento milagroso do humano.

Historicamente, pescar é um esporte, sendo que os lugares mais incríveis do mundo são cidades pesqueiras (Alexandria, Constantinopla, Santos). O Homem sempre usufruiu dos benefícios da pesca, já que dela se obtém uma grande fonte de proteínas e, em certas áreas, materiais radioativos. Civilizações como os cartagineses, gregos e os ingleses foram potencias marinhas; todos exploradores do mar.

Um furry e seu peixe

É óbvio que os peixes estão ressentidos do poder do homem. De fato, há evidencias que sugerem que os peixes sempre lutaram ativamente contra a dominação dos terráqueos. Se depender dos humanos os peixes serão extirpados do mundo, e os poucos que sobrarem trancafiados em aquários ou parques aquáticos.

O asteroide que quase destruiu a vida na Terra há 65.5 milhões de anos não matou nenhum peixe. Será isso uma pura coincidência? Uma teoria bastante provável é a de que os peixes coletivamente manipularam os rumos da Terra utilizando suas espinhas dorsais para criar movimentos artificiais na rotação do planeta de maneira a deliberadamente colocá-lo em rota de colisão com o asteroide assassino. Isso liberaria o potencial magnético do planeta, jogando objetos em sua direção. Nessa época os peixes venceram os répteis extinguindo-os, agora que declararam guerra aos humanos no século XX estão com um novo plano mirabolante, os trilhões de peixes nos oceanos combinaram d epeidar na água sem parar, o que aquece os oceanos e gera distúrbios climáticos na terra que resulta em tornados, terremotos, vulcões, nevascas, estiagens ou tempestades.

Outra pista de que os peixes estão se saindo bem é que apesar da suposta abundância de peixes (chegando ao número de vários trilhões), eles estão cada vez mais difíceis de serem pegos, levando ao errado conceito de que eles estão se extinguindo.

O documentário "Procurando Nemo" era absurdamente simpático a causa dos peixes encarcerados, chegando a retratar o resgate do protagonista "Nemo" de sua cela em Sydney. Provavelmente, este documentário é uma obra de propaganda criada pelas criaturas aquáticas, ou ao menos influenciada pelos seus espiões em Hollywood da mesma maneira que o Comintern auxiliou a perverter a venda de produtos anti-soviéticos no século XX.

Mitologia[editar]

Placas comuns em peixarias da França, onde peixe não é baguete

Uma antiga lenda de uma criatura chama Peixe que habitava na água. Não está claro por que e quem criou esse mito, mais nas "moderna" vezes que é um teorema muito explorado por uma ampla conspiração de grupo global mundial conhecidos como ELES.

Eles são os pescadores. Existem dois tipos de pescadores: os que nunca capturaram e admitiram ter pegado, e aqueles que pegaram mais tem vergonha de admitir. Quanto mais tarde vangloriam-se constantemente e se vangloriar de suas experiências e são a maioria. Tudo é uma grande ilusão, pois não há peixes. Contos de fadas, lendas, ouvir-dizer, fofocas, boatos, mitos, fumaça e espelhos. Para sustentar a ilusão de boa propaganda é essencial. Uma indústria inteira foi criada, composta por revistas, rádio e programas de TV, livros, know-how workshops, concursos, etc... O avanço das tecnologias fez finalmente possível para apoiar a legenda por meio de dispositivos eletro-mecânicos, capaz de flutuar e impulsionar na água, e forma como as criaturas mitológicas acima mencionados.

A pergunta natural do leitor por agora deve ser, o que temos, quando nós pescamos ordem na loja, ou no restaurante? Bem a resposta é esta: Senhor,não existe nada bom. E com preços em conformidade. A mais barata, os produtos de baixa qualidade foram introduzido no mercado, chamados de "galinha do mar". E se você acha que esse é o topo de sua arrogância gritantes, ler mais e decidir por si mesmos.

No Japão, eles introduziram o mito de uma comida deliciosa, Fudu. A carne de frango temperada com sabores exóticos japoneses. Alegadamente, Fudu é um "peixe" com o corpo em forma de bola, blindado com pontas e lodo que cobre o corpo inteiro. Na se você pisar em um desses na lama irá sentir uma forte dor, se o dedo é perfurado por um prego. O Fudu mítico é misturado com veneno tetrodoxin mortais, causando a morte às vezes dolorosa para a pessoa(s) que comeram Fudu. Fudu só deve ser preparada por um chef habilidoso, criando uma maneira conveniente de eliminar os inimigos venenosos, enquanto o cozinheiro ficar com a responsabilidade.

Um local de venda destes animais.

A invenção da eletricidade e do avanço da tecnologia permitiram o desenvolvimento do plástico e dispositivos eletromecânicos. Eles eram movidos forma como o peixe mitológico é suposto. Eles foram expostos nos jardins zoológicos, vendidos como animais de estimação, retratada em livros didáticos, utilizados na indústria do cinema, como "Tubarão", "A vida sexual dos peixes" e "Como comer uma piranh]a", para citar alguns. Mas afinal, o peixe servido como uma prova da existência dessa criatura.

Os primeiros modelos, de codinome "enguia elétrica" e "raios elétricos de picada", eram tão grosseiros, eles não foram feitos para serem tocados ou examinado em uma estreita faixa. Para este efeito, os dispositivos foram cobertos com eletro-gel condutor e fornecidos com bobinas de alta tensão, oferecendo até 600 V choque para o azar e os curiosos. No entanto, um parecer alternativo existe, que as propriedades elétricas dos dispositivos acima não era uma característica, mas foi devido ao isolamento inadequado. Nós provavelmente nunca saberemos ao certo. Gradualmente, o peixe-dispositivo tornou-se mais bonito, menor e mais ágil. A maioria dos modelos recentes, como Viperfish e apresentam Tamboril e diodos emissores de luz (LED), que piscam periodicamente. LEDs virou o Viperfish e Angelfish em agradáveis adições para cada aquário. Outros modelos elétricos são vendidos em Wal-Marts, com o nome "Coma um tubarão". Não é suposto ser submersa e não se espera debaixo de água para a propulsão seja, tornando-o tão simples e tão barato quanto um urso de pelucia.

Também, ao contrário da crença popular, o peixe não existe no ar, mas na esperança combinado de crianças pequenas africanas que um dia eles irão conseguir um emprego decente e um QI de mais de 65%.

Curiosidades[editar]

  • Contrariamente ao dizer popular , é um mito que peixes necessitam de bicicletas para se transportar. Embora bicicletas sejam populares entre certas classes de peixes, Lambretas são muito mais convenientes para o estilo de vida do peixe contemporâneo.
  • O único país que já foi reinado por um peixe foi o Império da Sardenha. Ah e o Chile que até 2006 era governado por uma grande Merluza Negra chamado Ricardo.

Classes[editar]

Uma espécie que ainda não foi encontrada

Ver também[editar]