NASCAR Xfinity Series

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Serjão entrevista.jpg Enxada-1.png Esti artigu é caipira, sô!! Enxada-2.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

EUA Falencia.jpg God Ble$$ De$ciclopédia!!

Este artigo é gringo! Ele usa eletrônicos da Apple, tem um Chrysler poluidor, não joga futebol e acha que é privilegiado..

Cquote1.png Você quis dizer: NASCAR Kyle Busch Series Cquote2.png
Google sobre NASCAR Xfinity Series
Cquote1.png VENCE KYLE BUSCH!!! Cquote2.png
Sérgio Lago narrando pela milionésima vez o Kyle Busch ganhar uma prova da Xfinity
Cquote1.png Porra de Kyle Busch! A corrida sempre fica mais chata com esse filho da puta ganhando! Cquote2.png
Fã da NASCAR sobre Kyle Busch
Cquote1.png TINHA QUE SER O KYLE BUSCH MESMO!! Cquote2.png
Seu Madruga assistindo a uma corrida da Xfinity, puto com outra vitória de Kyle Busch

A NASCAR Xfinity Series, também conhecida como NASCAR Kyle Busch Series, é a mais chata de todas as categorias da NASCAR. Além do fato de 99,9999999999% das pistas serem ovais (sendo 0,00000000000001% de mistos), em quase todas as corridas um filho da puta da categoria principal chamado Kyle Busch vence, fudendo com todos os pilotos que correm o ano todo nessa porra.

Cena totalmente repetitiva na categoria.
Cena raríssima de acontecer, mas que faz os fãs da NASCAR pularem de alegria no sofá, além de saírem bêbados e pelados para as ruas.

História[editar]

Essa porra de categoria é disputada desde o ano de 1950, mas era pré-era e chamada de NASCAR Sportsman Series.Em 1982, começou a Era-Moderna, com o nome de Nascar Grand National. 4 anos depois obteve o nome Busch Series por causa do patrocínio da empresa do dono da Budweiser, Anheuser-Busch (provável parente do Kyle Busch), garantindo muita bebedeira e cirrose para seus telespectadores. Em 2004, com o objetivo de reverter a cagada que o patrocínio de cervejas fez - mais de 8 mil caipiras voltaram embriagados e mortos para casa com seus trailers - a categoria passou a ser patrocinada pela seguradora Nationwide, até o ano de 2014. Em 2015, para deixar seus fãs mais sedentários e gordos do que já são, ela passou a ser patrocinada pela empresa de telecomunicações Xfinity, resultando num aumento vertiginoso de gordos e sedentários, em especial nas zonas rurais sulistas dos Estados Unidos.

Carros[editar]

Os carros usados na categoria são muscle cars, ou seja, carros que correm pra caralho, feitos para macho e ruins de curva. 3 montadoras participam dela: Chevrolet, Ford e Toyota. A Chevrolet usa o seu carro ruim de curva, versão fodida do Corvette, o Camarão. A Ford utiliza uma meia xerox da Ferrari, o Mustang. Já a Toyota, fodida do jeito que é, por não ter muscle car, usa o seu carro de pobre metido a patrão, o Camry.

Pontuação[editar]

As corridas são divididas em 3 segmentos, nos 2 primeiros apenas os 10 primeiros ganham pontos (9 na verdade, pois 1 deles ou é o Kyle Busch ou é outro piloto da Monster Cup, e para evitar campeões por antecipação os filhos da puta pilotos da Monster não pontuam. Já no último, todos os pilotos (menos os das outras categorias) marcam pontos.

Caipiras Pilotos[editar]

Regulares[editar]

  • Elliott Sadler: Já foi piloto da categoria principal da NASCAR, mas não fez porra nenhuma. Na Xfinity, até deu uma melhoradinha, e mesmo não conseguindo ganhar nada (culpa do Kyle Bicha) é o líder do campeonato.
  • Justin Allgaier: Outro que não tinha feito porra nenhuma na categoria principal e melhorou quando se rebaixou de categoria.
  • William Byron: Ganhava muitas corridas na Truck Series, mas hoje, graças ao Kyle Bicha mais uma vez, mesmo andando uma vez ou outra no pelotão da frente, não consegue ganhar nada.
  • Darrell Wallace Jr. (ou Bubba Wallace): O único negão da NASCAR, a categoria mais caipira e racista do mundo, só consegue chegar em 6º lugar e pilota o número 6, só faltou ficar em 6º no campeonato.
  • Daniel Hemric: Outro que veio da Truck, ao contrário do Bubba, não ganhou porra nenhuma lá e por enquanto há uma pequeníssima possibilidade dele ganhar alguma corrida em 2017.
  • Ryan Reed: Depois que ganhou a primeira corrida do ano em Daytona (graças ao excesso de big ones), não fez mais porra nenhuma, a não ser terminar fora do top 10 ou ir para o muro.
  • Brennan Poole: Outro que não faz nada, nem quando os pilotos da categoria principal não correm.
  • Matt Tifft: Discípulo do Kyle Busch, mas nunca consegue andar na frente. Pelo contrário, na maioria das vezes termina fora do top 10 ou vai para o muro.
  • Michael Annett: Não fez nada na categoria principal e continua não fazendo nada na intermediária.
  • Cole Custer: Só conseguiu 2 vitórias na Truck (em 2014 e 2015) e raramente chega no top 10 da Xfinity, mais fácil dele ir pro muro.
  • Blake Koch: Já conseguiu uma pole position esse ano, mas o seu carro bosta, junto com o desempenho de bosta que ele vem tendo, só poderia resultar em muito mais bosta ainda,
  • Dakoda Armstrong: Outro que só sabe andar no fundão do grid, além de ir no muro.
  • J. J. Yeley: Andou numa equipe bosta na categoria principal e continua numa equipe bosta na intermediária, além dele próprio ser uma bosta.
  • Ryan Sieg: Nunca aparece na transmissão por sempre andar mais no fundo do que o pré-sal.
  • Brendan Gaughan: Gordo de 42 anos que desde o final de 2014, quando resolver dar um plus no seu peso, comendo inúmeros Big Macs, só sabe andar no fundão e bater no muro.
  • Brandon Jones: Moleque de 20 anos, parece um japa, tanto que aprendeu muito bem com o Takuma Sato a bater com frequência no muro.
  • Jeremy Clements: Outro que só sabe andar no fundão e ir no muro.
  • Spencer Gallagher: De vez em quando andava na frente na Truck, mas só queria saber mesmo de bater no muro.
  • Ross Chastain: Outro apaixonado pelo fundão e pelo muro.
  • Garrett Smithley: Idem
  • Joey Gase: Parece o Supla.
  • Harrison Rhodes: Outro apaixonado pelo fundão.
  • Ray Black Jr.: Recordista de bandeiras amarelas, desde quando corria na Truck Series namora o muro.
  • David Starr: Idem o Rhodes.
  • Timmy Hill: Idem.
  • B.J. McLeod: Idem.
  • Jeff Green: Outro recordista de acidentes, raramente termina uma corrida e por incrível que pareça mesmo terminando entre os 5 últimos em todas as etapas foi campeão da temporada de 2000.

Intrometidos Pilotos da Monster Cup que correm na Xfinity[editar]

  • Kyle Busch: O Michael Schumacher da NASCAR. Quando corre, sempre fode com os pilotos regulares, assim como deixa a corrida toda chata e o telespectador disposto a mudar de canal, por isso é um dos maiores vencedores da categoria.
  • Kyle Larson: Assim como Kyle Bicha, sempre fode com a corrida e ganha quase tudo.
  • Ryan Blaney: Sempre quando corre, só chega em 2º, a não ser que, por cagada (ou falta dos Kyles), ele vence.
  • Joey Logano: Aparece pouco na categoria, mas, assim como Blaney, quase sempre chega em 2º.
  • Aric Almirola: Corre com um carro meio bosta na Monster Cup, assim como na Xfinity, pois ele anda mais no pelotão do meio para o fundo (junto com a maioria dos pilotos regulares). Só um milagre (que raramente acontece) faz ele vencer.
  • Kevin Harvick: Aparece menos que o mico azul mas sempre anda na frente.
  • Brad Keselowski: Idem.
  • Kasey Kahne: O Rubens Barrichello da categoria principal (pois ele só anda no fundão), mas quando aparece (fenômeno raríssimo), ou ele anda na frente ou entre o meio e o fundão.
  • Daniel Suárez (NÃO CONFUNDIR COM O VAMPIRO): Mexicano (milagre o Trump ainda não deportá-lo), campeão da categoria em 2016, tomou Rivotril no início do ano e, assim como não anda mais na frente na Monster Cup, não ganha mais nada na Xfinity.
  • Austin Dillon: Outro piloto que anda do meio pro fundão na categoria principal e anda na frente na Xfinity só pra ter o prazer de dar coro no irmão Ty Dillon.
  • Denny Hamlin: Aparece menos que o Cometa Halley.
  • Corey LaJoie: O amante dos muros das corridas da Monster Cup, por mais estranho que pareça, não bate neles nas corridas da Xfinity.
  • Paul Menard: Idem o Hamlin.