Kraven, o Caçador

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
St Basils Cathedral-500px.jpg РУССКАЯ ВОДКА

Estin artigovski é russki!

Ele já foi comunista no passado.

Smirnoff.gif
NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Kraven, o Caçador.


Cquote1.png Você quis dizer: Sergei Kravinoff Cquote2.png
Google sobre Kraven, o Caçador
Cquote1.png Ai gente, mantenham este animal longe de mim, ui!! Cquote2.png
Clodovil sobre Kraven, o Caçador
Cquote1.png Um grande homem, grande companheiro de bar, ele adorava Vodka... Cquote2.png
Silvio Santos sobre Kraven, o Caçador

Sergei Kravinoff, mais conhecido como Kraven, o Caçador, era um rico caçador de mafagafos na URSS, até que Kim Jong II (Ditador da Coreia do Norte) decrarou guerra contra a União Soviética com o intuito de roubar todas as batatas. Sua família fugiu para a América a fim de não terem suas batatas roubadas. Lá ele acabou conhecendo e fazendo parte do Eixo do Mal. Com sua perspicária empreendedora, fundou alguns negócios que prosperaram vertiginosamente.

O Início[editar]

Kraven caçando alguns Mafagafos

Nas belas pastagens de neve da URSS havia uma família de fazendeiros ricos, a família Kravinoff. Sua principal atividade era plantar batatas e cogumelos alucinógenos no gelo, o que lhes rendia muito dinheiro visto que eles eram os únicos capazes de desenvolver tal técnica.

O chefe da família era Sergei Kravinoff, grande caçador de mafagafos e maior plantador de batatas dé toda a Rússia. Sergei e sua família viviam contentes em sua fazenda e não pretendiam mudar de vida, porém, um dia, um louco chamado Kim Jong II resolveu invadir a URSS a fim de roubar todos os alimentos para fornecer suprimentos para seu numeroso exército (Os países pararam de fornecer alimentos por causa de chantagens militares). Kraven, como era conhecido pelos amigos íntimos do Pub, ficou preocupado. Se os coreanos roubassem suas batatas, eles iriam à falência. Ele resolveu vender sua propriedade (junto com toda a plantação de batatas e cogumelos) pelo dobro do preço a um rico mercador mongol que não estava a par da invasão (ele tinha tentado vender a um árabe, porém este era muito pechinchador e não aceitou a fazenda por 1/20 do preço de mercado).

A América[editar]

Depois de fazer um excelente negócio, Kraven mudou-se para a América. Lá ele conheceu um sujeito chamado Sílvio Santos, com o qual fundou um cassino. Eis que, um dia, aparece um sujeito (dono de um clube de caça) conhecido como Homem-Aranha, o qual deseja jogar uma partida de canastra com Kraven. Kraven era um ótimo jogador de canastra e não recusou. Acontece que ele não contava com a derrota, e foi isto que aconteceu. Não aceitando a derrota, Kraven afirmou que o aracnídeo estava roubando e reivindicou uma revanche... frustrada. A noite toda foi de jogatina e nada de Kraven ganhar. Pela manhã, o Homem-Aranha foi embora com o bolso cheio de dinheiro e Kraven estava arrasado.

A Birra[editar]

Kraven com raiva, logo após perder a competição de caça

Kraven simplesmente não aceitava a derrota e resolveu fundar, em conjunto com o Eixo do Mal, um clube de caça para competir com o do Homem-Aranha. Esta ideia foi tão bem sucedida que no primeiro mês de operação arrecadou muito mais dinheiro que o rival.

Tamanho sucesso era devido às habilidades políticas impressionantes de Kraven. Ele decidira colocar vários mafagafos à caça em seu clube, oferecendo assim um risco extra a vida do caçador que viesse em seu clube. O clube do Homem-Aranha só contava com bambis e emos, oferecendo nenhuma emoção aos caçadores.

Naquele mesmo ano, havia na cidade uma importante competição de caça. Homem-Aranha e Kraven estavam nela. Kraven era um ótimo caçador e conseguiu caçar 99 bambis em apenas 10 minutos. Para sua surpresa, Homem-Aranha caçou 99 bambis e um emo (com quem fez amizade no meio do caminho) no mesmo tempo, levando o troféu de 1° lugar por uma margem de diferença mínima (já que um emo não vale muitos pontos).

A Revanche[editar]

Agora Kraven estava consumido pela raiva, e a intriga já não era pelo dinheiro, mas pela sua honra de caçador. Ele armou então uma cilada para o Homem-Aranha, já que sabia que ele estava querendo descobrir o segredo do sucesso do seu clube de caça.

Kraven comemorando o sucesso de seu plano

Quando o Homem-Aranha invadiu o clube de caça de Kraven, este soltou os mafagafos atrás do mesmo, que correu desesperado por todo o clube (enquanto isso, Kraven e seus sócios e amigos bebiam uma Vodka e assistiam o espetáculo). O Homem-Aranha acabou sendo assassinado pelos mafagafos e teve seu corpo sepultado junto com os bambis e emos de clube.

Com seu orgulho restaurado, Kraven foi a uma festa, onde bebeu Vodka demais. Quando voltou ao seu clube ele fora abordado por seus mafagafos. O impressionante é que, mesmo bêbado, Kraven conseguiu matar 25 mafagafos com uma única flechada e mais 37 com três tiros de sua arma, pouco antes de ser mortalmente ferido.

Ele ainda resistiu até o Hospital, porém o médico era um emo amigo do Homem-Aranha e lhe aplicou um veneno que o matou em alguns minutos (o efeito era para ser imediato, porém Kraven conseguiu resistir durante algum tempo).

Seu enterro contou com a presença de várias celebridades, como Sílvio Santos, Dr. Octopus, Duende Verde, entre outros.

O sacrifício de Kraven, o Caçador, foi em vão. Alguns dias mais tarde, os emos e os bambis pediram para a Fada Azul reviver o Homem-Aranha, e a mesma realizou este pedido, trazendo ao mundo, novamente, mais uma ameaça à heterossexualidade dos seres.

Família[editar]

Kraven teve dois filhos:

  • Vladimir Kravinoff: Não tinha as mesmas habilidades políticas do pai, portanto voltou para a Rússia e tratou de desenvolver a arte de sua família: plantar batatas e cogumelos alucinógenos na neve. Era um bom caçador, sendo conhecido como o Caçador Sinistro (pois sempre que se via uma silhueta estranha no meio da escuridão, ele aparecia). Foi cruelmente assassinado por Kaine em uma noite que caçava mafagafos.
  • Alyosha Kravinoff: Foi criado na África e não conheceu o pai. Combateu o Homem-Aranha e suas bibas inúmeras vezes sem motivo aparente. Trabalha, hoje, de assistente do Dr. Chapatin no México.
  • Calypso: ex-amante de Kraven, era uma bruxa que tentou assombrar o Homem-Aranha inúmeras vezes, porém o mundo de fantasias criado pelos emos sempre fizeram suas tentativas resultarem em fracasso. Hoje, ela mora na República Checa e é uma famosa atriz pornô.