Kay Parker

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA EX-GOSTOSA!!

Se você acha que ela está enrugada, gorda ou morta e enterrada, é porque o Tempo, o grande comedor, também traçou esta. Respeite os veteranos e não vandalize este artigo! Gerações passadas já homenagearam na intimidade do banheiro esta

EX-GOSTOSA

Hedy lamarr 1933 ecstasy.jpg
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Kay Parker
Kay-Parker.gif
Nascimento 28 de agosto de 1944
Birmingham Bandeira da Inglaterra Inglaterra
Ocupação Atriz, escritora, e modelo
Altura 1,75m
Peso 64 kg
Olhos Azuis Sedutores
Cabelo Quase sempre morena

Kay Parker é uma ex-atriz pornográfica inglesa, conhecida pelo seu papel de Barbara Scott na série de filmes Taboo, em que viveu uma personagem que trepava com seu filho punheteiro depois do divórcio dela. Ela foi considera a MILF Legendária de todos tempos, superando nomes como Lisa Ann e Kendra Lust, por ter simplesmente inaugurado o fetiche de meninos jovens transarem com mulheres mais velhas.

Parker apareceu fodendo bastante em filmes adultos durante o fim dos anos 70 e durante a maior parte dos anos 80. Ela é bastante conhecida por ter seios naturalmente fartos, ou seja, sem plástico. Muitos de seus fãs também a admiram por ela permanecer no trabalho até a maturidade. A ponto de fazer 40 anos, ela ainda participou de várias cenas de sexo hardcore, trepando para caralho até ficar idosa.

Sucesso do Filme Taboo de 1980[editar]

Sua mais famosa atuação foi como a mãe incestuosa "Barbara Scott", no filme de 1980, Taboo,que gerou diversos fãs devotos, especialmente os que tinham fetiches com relação incestuosas. Muitos fãs masculinos admiravam Kay como a "mãe" que fantasiavam ter em suas camas, e praticamente, junto com a atriz Honey Wilder, criaram o gênero Milf na pornografia. E basicamente, foi esse papel que despertou a fantasia de milhões de fãs que conversam sobre o assunto em diversos chats pela internet, que batem punheta para contos de merda em fóruns de punhetaria.

Curiosidades[editar]

Kay Parker fazendo uma selfie
Kay Parker cultuando o incesto
  • No auge de sua popularidade, Kay se mostrou tão popular que até fez pequenas participações em filmes como "Burt Reynold" e "The Best Little Whorehouse in Texas" em que ela podia ser vista durante uma pequena cena no começo do filme, chupando um pauzão.
  • Ela admitiu em entrevistas que sempre preferia foder com homens mais jovens.
  • Ela é a estrela pornô predileta do lutador de luta-livre Mick Foley. Como escrito em seu livro "Foley is Good" em que diz que Foley sempre mencionava seu nome em eventos de luta livre na Inglaterra. Foley realizou sua fantasia em 2012, comendo Kay no Auge de seus 70 anos.
  • Kay trabalha atualmente como conselheira metafísica e palestrante. Em 2001, ela escreveu um livro chamado Taboo: Sacred, Don't Touch, em que escreve sobre sua infância, carreira na indústria pornô e suas experiências como metafísica.