Kadabra

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mr. M.jpg Hocus Pocus!

Este artigo se trata de charlatanismo magia, encantos e todo tipo de macumba. Ele serra pessoas ao meio, tira coelho de cartola, faz vodu e adora uma varinha mágica. Se vandalizar, Criss Angel fará você desaparecer.


Kadabra
ユンゲラー Yungerer
#064
px
Agora sim um pokémon mais útil.
Habilidade
Ter um método de evolução inútil
Tipo
Psychic
Espécie
Chico Xavier
Cadeia evolutiva
Abra Seta.JPG Kadabra Seta.JPG Alakazam


Cquote1.png Você quis dizer: Cadáver? Cquote2.png
Google sobre Kadabra

Cquote1.png Filho, pare de brincar com a colher!! Cquote2.png
Mãe do Kadabra
Cquote1.png Meu pokémon de estimação Cquote2.png
Carrie, a estranha

KadabraSprite.gif

Kadabra é o pokémon #64 da primeira geração. É o resultado de um Abra após um longo período de condicionamento. Um pokémon da espécie energúmeno que ainda não aprendeu a comer de garfo e faca, e por isso vive a vida inteira comendo de colher, parecendo a retardada da sua mãe.

Características[editar]

Kadabra é um pokémon do tipo psíquico, assim como Abra, por razões lógicas. Também prefere mexer as coisas com a cabeça (pelo amor de Deus, não é com cabeçadas) em vez de pegar no pesado, servindo para fazer serviços domésticos para treinadores mais relaxados. Como muitos doutores devem saber, é improvável que um Abra aprenda algo útil por si só, por isso seus treinadores normalmente os enviam para centros de treinamento, como o conhecido Casal-de-Velhinhos-Day-Care ou a Academia Militar de Kanto, de longe a opção mais recomendada para pokémons que já chegaram a esse grau de inércia. Na academia, esses elementos aprendem como que um pokémon de verdade se porta, ou seja, aprendem técnicas de combate de verdade, deixando de lado aquela viadagem de teletransporte. Depois de anos uma temporada lá, alguns Abras conseguem evoluir para Kadabra.

Inexplicavelmente, é possível encontrar Kadabras selvagens em alguns lugares ermos. Acredita-se que sejam egressos da Academia Militar que conseguiram fugir de seus treinadores ou então conseguiram fugir da própria academia e mesmo assim evoluíram, pois já haviam aprendido como que se é macho. São uma opção interessante para pessoas que não querem perder tempo ensinando um mais um a Abras, pois um Kadabra já terá todas as bases de um pokémon campeão, entretanto ele certamente reagirá a uma tentativa de captura, e não será por meio de teletransporte, ou seja, se você não morrer tentando, talvez consiga pegar um Kadabra selvagem, mas dizem que vale a pena o esforço.

Na academia, os Kadabras aprendem a usar o Jutsu da Colher de Pau para não perder tempo dormindo. Graças à colher, um Kadabra consegue fazer mais esforço sem precisar dormir 18 horas diárias, afinal essa técnica permite uma maior economia de energia. Então seus problemas acabaram, nada de carnaval de 364 dias por ano, nada de inutilidades agora que seu pokémon evoluiu, certo? Não é bem assim, um Kadabra pode até contribuir numa arena pokémon, mas ainda prefere usar poderes mentais em vez de se mexer para trabalhar e pior, alguns têm uma mania de entortar as colheres da casa do treinador, e isso não é muito bom. E o melhor (ou pior) é que um Kadabra ainda pode evoluir, caso mostre ainda mais desempenho em combate, ou mais facilmente, caso você o troque com outro treinador, porque você nunca será capaz de evoluir um Kadabra sozinho. Esses Kadabras de elite evoluem para Alakazam, que é uma espécie de Kadabra com mais uma colher e ainda mais bigodudo e apelão.

Curiosidades[editar]

Além de praticarem pisicocinese, os Kadabras gostam de fazer sopa com suas colheres e suas treinadoras...

São fatos comprovados que um Kadabra...

  • Pode ou derrubar um oponente de primeira com um "Psychic" ou cair no primeiro golpe, caso você jogue Pokémon Stadium?
  • Não fica se teleportando, mas desenvolveu outra técnica chamada "Recover"?

Ver também[editar]

Alakazam

Venonat

Ekans

v d e h
1ª Geração