Império Gana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Não, não é aquele país pobre que chegou às quartas-de-final da Copa do Mundo de Futebol



Cquote1.png Hei, não é aquele país do Eto'o? Cquote2.png
Qualquer um sobre Gana

Império de Gana, futebol com ouro arte

Cquote1.png Eles tinham ouro Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Império Gana
Cquote1.png FUCK YEA! Cquote2.png
Árabes sobre Império Gana


O Império Gana foi mais um dos impérios da África com os negões 20 centímetros e blá blá blá. A diferença entre eles e atualmente é que era um império rico, rico como uma pessoa branca que mora na Europa. Ou rico como um homem negro que faz sucesso com o HipHop.

História[editar]

Uma das filhas do Gana, mostrando o melhor da Gana

Gana foi governada por negros da tribo Soninque, da antiga Uagadu, atual Nigéria (daí vem a palavra nigga, traficante, cafetão, Snoop Dogg) perto do ano 300. De lá a 770, os manos fizeram a dinastia berbere, com negros Soninque os derrotando ao final. Isso tudo chamou a atenção dos homens-bomba, que mandaram entregar o poder, ou explodiriam toda a África, e como no Egito a Cleópatra se divertia com o rei Gana, o soberano decidiu entregar o poder para poder terminar seu phoder. Embora fossem ricos, quase ninguém sabia onde ficava essa joça, somente Noé quando foi estacionar a Arca em um lugar alto e longe de tudo

Gana, a terra do ouro[editar]

Enquanto os brancos iam na Idade Média com seus cavalos e brincando de pique-esconde nos feudos, Gana ia fazendo história na África como um império do ouro. Ninguém tinha mais ouro que Gana, nem o Chuck Norris tinha mais ouro que Gana. Eles tinham tanto ouro que resplandecia na pele dos negões e eles pareciam brancos, motivo pelo qual a Europa não deixou de comerciar com o império. Só foram perder o posto quando Cabral não sabia usar a bússola e acabaram descobrindo essa porra aqui.
Ao contrário dos outros impérios, Gana não tinha fronteiras, ou seja, você está aí e eu aqui, e nós somos parte do mesmo povo, ao contrário do meu vizinho chato que coloca o som do Restart no último volume. Para o rei de Gana, chamado... Gana (irônico, não? Troll HD.png) não importava o tamanho, mas a quantidade de indivíduos dando dinheiro aos seus bolsos. Acho que é por isso que nosso país é pobre e uma merda, enquanto outros menores sempre tiram onda com a nossa cara.
Gana tinha duas capitais: Koumbi Saleh (ou não), onde viviam os mercadores, comerciantes, traficantes de drogas e os mais famosos rappers como 50 Cent, Usher e Jimi Hendrix; na outra, ainda não encotrada pelos vagabundos arqueólogos ficavam o Gana, sua corte e suas prostitutas. Segundo relatos de viajantes, tinha ouro em tudo: pulseiras, colares, espadas, escudos, e até no cu dos cães de guarda. E de lá os brancos trouxeram para o Brasil essa tradição

O fim[editar]

Assim como todo império, povos de outras nações conquistaram o local, em 1240 o Império Mali começava a florescer na África e a cota de reinos ricos passou para outro. Mali e os muçulmanos invadiram e destruiram Koumbi Saleh e deixaram lá vários pretos aidéticos que estão no Teleton até hoje.

NaomiCampbell.jpg

Grandes Impérios Africanos