Henry de Vere Stacpoole

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira da Inglaterra.png GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de Rainha Elizabeth II.

Certamente, paraguaios, franceses e alemães odiarão este artigo!
Queen picking.jpg
NovoWikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Henry de Vere Stacpoole.
Esse cara é uma merda mesmo e nasceu em 1812

Henry de Vere Stacpoole é um escritor inglês da Era Vitoriana que vivia inserindo crianças peladas que vivem transando em seus livros românticos, ele era mentalmente pedófilo, as crianças vivem numa selva Amazônica cheia de mosquitos da dengue e maoris canibais, vivem órfãos, vivem nuas e transam.

Em seus livros quem é civilizado e usa roupas é vilão e tem que sair do lugar onde essas crianças selvagens vivem ou é devorado por tubarões. Em seus livros adultos morrem de mera gripinha. Ele também era racista de merda, em seus livros quem não é da raça branca é um selvagem inferior e também é colocado como vilão. Tem que ser criança branca, loira burra e de olhos azuis e viver pelado para não ser considerado vilão segundo Henry de Vere Stacpoole.

Suas obras tão cheias de coisa baseada na Bíblia que parece evangélico. Tudo é tão aquela coisa Inglesa Vitoriana Pentecostal que enaltecem duas crianças brancas que vivem nuas e no meio de uma ilha selvagem.

Biografia[editar]

Nascido em Essex no ano de 10.000ac 1812, esse merda era um militar que vivia pensando em crianças que naufragam em um lugar selvagem e que no lugar tiram todas as roupas do corpo e ficam peladinhas, essas crianças do seu livro pensam como animais selvagens e vivem transando.

Esse livro com crianças nuas que vivem transando e pensam como animais selvagens chamado A Lagoa Azul rendeu bastante sucesso para esse escritor, que a partir de 1859 esse escritor se tornou reconhecido e passou a viver em Isle of Wright até 2 de Janeiro de 1901, quando ele virou presuntinho e esqueletinho e foi parar num céu que é cheio de pessoas pedófilas que viveram na Era Vitoriana.