Guimerdães

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Featured Ribbon.png Candidato a melhor artigo
Este artigo é candidato à lista dos melhores artigos da Desciclopédia.
Veja a página de candidatura deste artigo.
Verdade. Este artigo contém... VERDADES!
(pelo menos foi o que a Veja disse)

Material verídico: Use com moderação.

Verdade.


Nota: Se procura pela cidade brasileira ainda mais irrelevante, Guimarães (Maranhão).


Cquote1.svg Você quis dizer: Cidade Sanita Cquote1.svg
Google sobre Guimarães

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.svg Eu nasci mesmo nessa merda? Dá pra fazer igual o Itamar Franco e colocar na certidão de nascimento que nasci em alto mar? Cquote2.svg
Portugal sobre Guimarães

Paragem de autocarros de Braga Este
"Capital Europeia da Soberba"
Informação geral
Hino: Despacito 2
Código Postal -480/0
Código Municipal GMR (de Ganda Merda, Realmente)
Aniversário 24 de Junho
Fundação 868 no foral versão alfa
1096 no foral versão beta
1128 no foral versão 1.0
1853 no foral oficial com alguns patches de correção
Gentílico Idiota
Lema Ninguém se importa
Apelidos Aldeia a sudeste de Braga
Futuro Campo de Provas Nucleares de Braga Este
Chernobyl Portuguesa
Scroll Lock de Portugal
Presidente da Câmara Municipal Paulinho e Wenderson Galeno
Orago São Lúcifer e Nossa Senhora dos Azeiteiros (GUÁLTER NEM É SANTO)
Região NUTS II Morte
Sub-região NUTS III Ave
Distrito BRAGA
Província Minho
Municípios limítrofes Braga
Vizela
Vila Nova de Famalicão
Fafe
Póvoa de Lanhoso
Felgueiras
Santo Tirso
Distância da capital do distrito fica do lado de Braga, mas só consegue vê-la por um canudo
Distância de Lisboa 364km
Nível na Escala de Toxicidade Social 0
Características geográficas
Área Aproximadamente dois campos e meio de futebol, num total de 0.4 km²
Número de habitantes 153 mil Karens 2011
Idioma Pronúncia do Norte
Espanhol
Grunhidos incompreensíveis
Altitude A dos pés ou a da cabeça? metros
Clima de guerra RIP
Fuso horário UTC na hora da morte
Indicadores
IDH -1
Descitacoeslogo2.png
O Descitações possui citações de/sobre Guimarães.


Guimarães, capital do uma parvónia qualquer do Distrito de Ana Maria Braga é uma mera paragem de autocarros a cidade mais maravilhosa de importante para Portugal (de acordo com apenas e somente seus 153.000 habitantes) e tem o time de futebol mais épico e vitorioso de todos os tempos (de acordo com os 100 torcedores do Escória Scroto Club). Na verdade, nada de importante, relevante ou positivo teve origem naquele local. Seu apelido é Cidade Berço, pois, para os habitantes locais, este é o local de origem da nação portuguesa[carece de fontes], mas, para o resto dos portugueses, o apelido se dá pelo fato de Guimarães ser o único lugar em Portugal onde a idade mental média é calculada em meses em vez de anos.

Até quando há uma notícia sobre algo positivo vindo de Guimarães, a notícia é má

Etimologia do nome[editar]

O nome da cidade vem da palavra proto-germânica wimaranz, que descreve um sentimento de superioridade que não tem nenhum motivo para existir. Durante a ocupação muçulmana, era chamada de Mubuala (no original, مبولة), talvez por ser considerada como parte de Braga, que já naquela época era conhecida como penico do califado por ser uma cidade onde chove em uma frequência muito maior do que o resto da península ibérica.

História[editar]

As primeiras menções à localidade onde se encontra Guimarães vieram de manuscritos de Séneca, onde ele mencionava "uma aldeia a sudeste de Bracara Augusta, onde os habitantes chamam-se de romanos do ocidente e chamavam seu líder de César entre os Césares". Mais tarde, no século IX, um galego fundou uma fortificação com o próprio nome no local, que já tinha sido destruído e abandonado pelos visigodos, continuando o culto à própria personalidade que os habitantes do local tinham e que é praticado até hoje por seus descendentes.

Cquote1.svg Após 1129, nada mais aconteceu. Fim. Cquote2.svg
Entrada sobre Guimarães no Dicionário de História de Portugal

Guimarães, como é desconhecida hoje, surgiu no século X como um mosteiro, um castelo e uma casa de raparigas ligados por uma ruazinha transversal. O intenso fluxo de pessoas estabeleceu o primeiro povoado de padeiros que viria a se tornar esta que actualmente é uma das cidades mais conhecidas e importante do mundo de uma rica história, tão rica que não passa de alguns poucos tediosos parágrafos na Wikipédia, podendo muito bem servir de roteiro para uma produção da Susana Melo para o Pornhub. Foi eleita como a primeira cidade de Portugal[1] a receber o foral[2], e, como consequência, a "primeira" capital do (ainda embrião de) país[3], resultado de uma noite de bebedeira de D. Afonso I. Três dias depois, já curado da ressaca, D. Afonso quis queimar o foral da cidade, porém, este já se encontrava em um local desconhecido. Após um ano inteiro de busca mal sucedida, Afonso I decidiu desistir da busca pelo documento e simplesmente se mudar para Coimbra, que se transformaria na nova e definitiva[4] capital de Portugal. Após isto, nada mais aconteceu na cidade, além de mais versões do foral do que versões de Street Fighter II, o que justifica de alguma forma o fato da mentalidade da maioria absoluta de seus habitantes ainda estar parada no século XII.

Cquote1.svg Eu nunca deveria ter escrito o foral desta parvónia Cquote2.svg
Henrique de Borgonha sobre o maior arrependimento da sua vida

O foral de D. Afonso I teve tanta validade quanto as teorias da terra plana, tanto que o Thesouro de Nobreza, datado do século XVII, constava Guimarães como vila

Os vimaranenses gostam de se chamar de "Os Conquistadores" de porra nenhuma, pois foi em Guimarães que supostamente surgiu a primeira resistência da ocupação moura na Península Ibérica[carece de fontes]. Os patrícios de lá não queriam comer kibe com charutos de repolho, eles queriam bolinho de bacalhau, por isso criaram um cartel de vinhos feitos a base de groselha (o Vinho do Porto) e com muita propaganda enganosa ele agora é o melhor vinho do planeta e com esse dinheiro arrecadado os portugueses puderam vender sua alma para os britânicos que ajudaram a expulsar todos árabes para o Marrocos. Embora um bem sucedido plano de Zinedine Zidane tenha mantido muitos árabes em Guimarães disfarçados de vendedores de miçangas.

Actualmente é só mais uma dessas cidades portuguesas cheias de castelos velhos que não servem para mais nada mas o povo gosta de idolatrar como se fossem a coisa mais importante do mundo.

Em 1999, Guimarães foi palco de um dos crimes mais ambiciosos da história de Portugal, onde um grupo de ladrões armados invadiu a sede do Vitória Sport Clube em plena luz do dia e roubou todo o conteúdo da sala de troféus. Relatórios da GNR calcularam as perdas materiais em dois extintores, um cinzeiro e cinco revistas, sendo quatro delas pornográficas.

Em 2007, foi eleita uma das Sete Desgraças de Portugal, a única eleita de forma unânime. Em 2012, a cidade recebeu o título definitivo de Capital Europeia da Soberba.

Economia[editar]

Como em Guimarães que, de acordo com seus habitantes, o ábaco foi inventado[carece de fontes], até hoje eles só fazem cálculos usando esse instrumento porque tudo que é feito em Guimarães é maravilhoso e não existe coisa melhor.

Apesar de estar tão parada no tempo que seu sistema económico e político ainda é o feudalismo, Guimarães é uma das cidades mais industrializadas de Portugal, pois lá estão 70% de todas fábricas do país que convertem toda framboesa do país em adocicados e amadeirados vinhos de caixinha daqueles de serem consumidas no canudinho (Compal, em outras palavras). Apesar de tudo, o produto mais reconhecido de Guimarães são as reclamações dos seus habitantes por Braga ter as coisas e Guimarães não.

Cquote1.svg Nesta semana, visitamos o Minho. Ficou decidido que os investimentos de infraestrutura nesta região serão concentrados em Braga, sua capital, apesar dos protestos de cidades vizinhas. Explicamos aos barcelenses que a sua cidade era demasiado pequena e rural, e aos vimaranenses, explicamos que a única coisa que Guimarães tem mais do que Braga é que Guimarães tem mais é que se foder. Cquote2.svg
Carta de Salazar, datada de 31 de Janeiro de 1930, ao general Óscar Carmona sobre a economia de Guimarães na época pré-Salazarista. Acredite, nada mudou desde então.

A nota de zero euro nasceu graças à iniciativa de Guimarães de querer colocar seu castelo em uma das notas de euro, o que foi aceito pelo Banco Central Europeu, que confirmou que representaria o castelo em uma nota que tivesse o mesmo valor e relevância que os portugueses dão à sua cidade

Transportes[editar]

A cidade é servida por alguns trechos de autoestradas como a A7, conhecida oficialmente como Highway to Hell no Guia Michelin britânico, e a A11. Entre as estradas locais, destaca-se a EN105, eleita a estrada da morte cerebral pela revista Século.

O transporte urbano se resume a alguns autocarros de segunda mão contrabandeados de Inglaterra, fazendo com que pegar um autocarro em Guimarães seja uma tarefa extremamente arriscada, com uma média de cinquenta atropelamentos fatais por ano. Graças a isto, o Governo de Portugal, em seu plano de infraestruturas para 2030, decidiu fazer um corredor exclusivo de autocarros ligando Guimarães a Braga. A cidade conta com um serviço de táxis próprios que só circula dentro da cidade, evitando retaliações dos vizinhos devido ao fato dos táxis vindos de Braga sempre serem apedrejados pela população local quando transitam por suas vias.

A CP atende a cidade com um terminal de três linhas de comboios, o que inspirou os nazis a colocarem linhas ferroviárias em seus campos de extermínio. Nunca existiu transporte aéreo legal na cidade.

Guimarães também contava com um aeródromo pirata em Moreira de Conas, construído por pura e simples inveja pelo fato de Braga ter um aeródromo e Guimarães não. A Javard Air, primeira linha aérea de baixo custo em Portugal, mantinha seu hub de operações lá até sua falência em 2010. Esta companhia aérea tornou-se conhecida pelo acidente fatal com Francisco Sá Carneiro em 1980, que, para conter custos, desistiu na última hora de um voo da TAP para o Porto, pois esqueceu o dinheiro em casa. Sá Carneiro então pegou um avião da Javard Air, que se desintegrou em pleno voo apenas cinco minutos após a descolagem.

O Cátia Vanessa, último avião da Javard Air, no aeródromo pirata de Guimarães. Fotografia de meados de 2007

Geografia[editar]

Guimarães é uma das cidades mais poluídas de Portugal e mesmo assim considerada a melhor de se viver (de acordo com seus próprios habitantes. Para o resto de Portugal, tanto importa se aquela joça virasse campo de testes para bombas nucleares). O rio que corta a cidade é o Rio Pagaioão, que desemboca no oceano depois de 3 metros e 18 centímetros de sua nascente.

Freguesias[editar]

  • Cabação e Gémeos
  • Airão Santa Maria, Airão São João e Vermil
  • Aldão
  • Arosa e Castelões: Originalmente apenas Castelões, até o dia em que um grupo de gunas tentou destruir o Castelo com um Seat Arosa cheio de explosivos. O fato é relembrado desde então.
  • Atães e Rendufe
  • Campo de Estudos Forçados de Azurém: onde os azarados que vêm de outras cidades são presos para serem vítimas de lavagem cerebral para que pensem assim como um vimaranense, ou seja: não pensem.
  • Barco
  • Briteiros, Santo Estêvão e Doom
  • Briteiros, São Salvador e Briteiros Santa Leocádia: Onde se encontra o mais famoso e requintado hotel da cidade, o Citânia, único hotel cinco estrelas no Minho.
  • Cabrito
  • Cagadelas: Cópia mal feita da freguesia de Amares. As lendas dizem que a Caaba original se encontra lá, enquanto a de Meca é só uma cópia de uma pedra gigante com umas coisas estranhas escritas que se encontra nas Caldas das Taipas.
  • Candoso (São Martinho)
  • Candoso, São Tiago e Mascotelos: Nesta freguesia se encontra a Casa de Sezim, incluída na rota oficial das putas e vinho verde feita pela Turismo de Portugal em 2015.
  • Conde e Gandamerda
  • Bosta
  • Creixomil: Cópia mal feita da freguesia homónima de Barcelos. Lá se encontra um padrão que, segundo as lendas locais, deu origem à ideia de predefinições presentes na Desciclopédia.
  • Fermentões
  • Gonça
  • Gondar
  • Guardizela
  • Infantas
  • Leitões, Oleiros e Figueiredo
  • Longos
  • Lordelo
  • Merdão Frio: Cópia mal feita da vila do distrito de Vila Real
  • Moreira de Conas: Conhecido pelos avistamentos de OVNIs por gente que exagerou no consumo de Chocapitos. Por este motivo, dois discos voadores estão presentes no seu brasão.
Os discos voadores no brasão de Moreira de Conas
  • Nespereira: Cópia mal feita da cópia mal feita que Gouveia fez à freguesia de Cinfães
  • Oliveira, São Parvo e São Sebastião: Onde se localiza a casa noturna Relação, chamada pelos habitantes de Casa dos Coitos.
a Casa dos Coitos, tombada pelo Ministério da Cultura de Portugal como um dos únicos locais onde Guimarães tem mais jurisdição sobre Braga
  • Péniselo
  • Pinheiro
  • Polvoreira
  • Podre
  • Prazins (Santa Eufémia)
  • Prazins, Santo Tirso e Corvite: Por alguma razão desconhecida, a cidade vizinha de Santo Tirso é considerada como freguesia de Guimarães, mas isto não tem valor nenhum fora da cidade.
  • Ronfe: Distrito industrial. A concha em seu brasão simboliza o nome que os espanhóis davam ao local, La Concha de la Lora.
  • Sande (São Mortinho)
  • Sande São Lourenço e Salazar
  • Sande Pila Nova e Sande São Demente
  • São Torcato: Possui uma referência a um acidente acontecido em 1954 em seu brasão, relatando o acidente fatal em que o padre local morreu esmagado por uma árvore e um poste da rede elétrica após uma tempestade.
  • Selho (São Cristóvão)
  • Selho (São Jorge)
  • Selho, São Lourenço e Gominhães
  • Serzedelo: cópia mal feita da freguesia de Póvoa de Lanhoso. Em 1993, mudou o fundo de seu brasão para vermelho referenciando o álbum Master of Puppets do Metallica, como homenagem à primeira passagem da banda por Portugal. Devido à banda só ter tocado em Lisboa, o brasão voltou a ter fundo verde no ano seguinte.
  • Serzedo e Calvos
  • Silvares
  • Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar: Outra tentativa de se tomar uma cidade que não só não lhe pertence, como está a quase 50 km de distância na Área Metropolitana do Porto.
  • Tabuadelo e São Faustino
  • Urfezes

Cquote1.svg Graças a Deus saímos desta merda! Cquote2.svg
Habitantes de Tagilde, Caldas de Vizela, Infias e São Paio de Vizela sobre serem separadas para a criação de Vizela

Como pode perceber-se, não existe uma freguesia chamada Guimarães, pelo fato de que Guimarães per se é uma grande freguesia das cidades vizinhas.

Clima[editar]

O clima em Guimarães é classificado como glacial, pois a temperatura média anual da cidade é determinada pelo número de pontos de diferença entre a equipa local e seus maiores rivais. Tal valor encontra-se, para 2020, em -10, mas já houve casos recentes de anos com temperaturas médias abaixo dos -20°, sendo raros os anos com valores positivos. Isso se dá pelo fato de que a cidade se encontra a uma altitude média de 200 metros, porém o ego de seus habitantes encontra-se nos limites da termosfera terrestre.

Fauna e flora[editar]

As plantações de kunami dominam as margens do Rio Ave, onde se pode pescar o peixe dentro de outro peixe dentro de outro peixe dentro de outro peixe dentro de mais um peixe, até os limites com Vila Nova de Famalicão.

O animal símbolo da cidade é a ameba. Nas zonas rurais da cidade, é comum ver animais extremamente perigosos, como o galo de Barcelos e o cavalo-vapor.

Desporto[editar]

O desporto favorito do povo Cagalhanense é apunhalar os outros pelas costas, razão pela qual o Escória Scroto Club jamais alcançou qualquer relevância no futebol português fora os casos de racismo. O outro clube da cidade é o Moreirense, cujos adeptos são os vimaranenses que não foram considerados selvagens o suficiente para ser adeptos do Vitória, e a quem pertence não apenas a honra de carregar as cores da bandeira da cidade, mas também a maior glória do desporto vimaranense: ter levado os primeiros golos da carreira de Cristiano Ronaldo.

O clube local manda seus jogos no Estádio D. Adolfo Henritlers, conhecido não por seus momentos no futebol, mas sim pelo atletismo, especialmente a prova do arremesso de cadeiras, no entanto, o dérbi local é entre os dois maiores clubes da cidade: União Torcatense versus Caçadores das Taipas.

De acordo com o Deadspin, o antigo Estádio Municipal viu Nadia Comaneci marcar um golo de canto a serviço da Académica de Coimbra em um jogo da primeira divisão na temporada 1985-86, evento que foi o único digno de nota até o dia em que um gajo do Benfica caiu morto por envenenamento devido a passar noventa minutos a respirar o ar tóxico daquele local. Tal estádio foi demolido em 2003 para dar lugar ao estádio atual, que abrigou um grande total de três jogos no Euro 2004, mas deixou uma dívida de milhares de euros que a cidade só conseguiu pagar quando rifou o estádio. Por sorte, o clube local venceu o sorteio após ser a única entidade a comprar bilhetes para tal rifa.

Fora do futebol, a cidade é conhecida pela "tradicional" maratona em corrida Naruto, conhecida por seu cobiçado prémio de uma Playboy da Ana Malhoa sem as páginas coladas para o vencedor, além do meeting internacional de atletismo alternativo, com modalidades como arremesso de pedras em autocarros e arremesso de cadeiras ao relvado, e de ter sediado o campeonato mundial de porra nenhuma sete vezes, sendo a última, marcada para Setembro de 2020, cancelada devido à pandemia do COVID-19.

Política[editar]

Como continua presa no século XII, a cidade é a única em Portugal onde os principais partidos nunca conseguiram representação na câmara municipal. Em vez dos quatro ou cinco partidos de sempre do resto de Portugal, os partidos principais são o Partido Feudalista, o Partido Antissocial Psicopata, o Bloco de Esterco, o Centro Demoníaco de Satanás - Partido Profano e a Coligação Diabólica Unida (feita do Partido Cocó e do Partido Escatológico - Os Vermes). Um dos costumes tradicionais do povo cagalhanense é gritar Hitler não fez nada de errado ou Precisamos de um novo Holocausto, desta vez com os pretos toda vez que encontram uma pessoa de pele escura nas ruas. O sistema político da cidade é o Battle Royale, e os vereadores da cidade se reúnem na Câmara de Gás Municipal.

Recentemente, a bancada do PSD na Assembleia da República propôs que todos os habitantes de Guimarães sejam submetidos a exames psicotécnicos e toxicológicos caso manifestem a intenção de utilizar o Twitter, sendo exigida uma carta de habilitação para uso de redes sociais. Tal carta seria imediatamente cassada sem possibilidade de reabilitação em caso de infracções como demonstrar uma opinião tão carregada de preconceito que faria o André Ventura parecer um militante do Bloco de Esquerda ou colocar expressões como "Cidade Berço", "1922", "1128", "VSC" ou uma bandeira da Finlândia no username ou na descrição do perfil. Esta proposta de lei foi aprovada de forma unânime na Assembleia da República, entrando em vigor a partir de 1º de Janeiro de 2021. É estimado que, a cada dez contas no Twitter com origem em Guimarães, oitenta e cinco sejam extintas com esta nova medida.

Educação[editar]

Característica completamente ausente nos cidadãos locais. A matriz de ensino é completamente diferente do resto de Portugal. Todas as salas de aula são equipadas com espelhos atrás das portas, onde os alunos têm que estender o braço direito como em uma saudação nazi, citando algum elogio a si mesmo, como se fosse seu próprio deus.

Ensino básico[editar]

No primeiro ciclo, as crianças são aprendem conceitos básicos por meio de lavagem cerebral:

  • Línguas: Os pequenos vimaranenses já aprendem no mínimo dois idiomas (pronúncia do Norte e português, sendo o primeiro o idioma principal) desde o primeiro ano de estudos.
  • História: O ensino da história é extremamente resumido, e nada além de 1128 é ensinado. Esta cadeira é vista apenas no primeiro ano, sendo apenas uma aula de reforço escolar durante os anos seguintes.
  • Geografia: Os alunos são introduzidos à ideia de que Portugal se resume aos limites da cidade de Guimarães, sendo todo o resto do país (chamado de conquistas nos livros de ensino municipais) apenas um quintal para ser colonizado pelo übermensch da cidade-berço. Novamente, todos os outros anos são apenas para reforço do que foi ensinado no primeiro ano.
  • Matemática: Aqui, os alunos são ensinados que todas as respostas certas são as suas, pois um vimaranense nunca está errado, por mais absurdas e estúpidas que suas posições sejam.

No segundo ciclo, elas são introduzidas à doutrina do vimaranocentrismo, onde a Terra, o Sol e todo o Universo giram em torno de Guimarães. Tal doutrina implementa um ensino da física único em relação ao resto do mundo. Os trabalhos em grupo são avaliados por meio de uma metodologia apelidada Cúpula do Trovão, onde todos os os membros do grupo entram em uma jaula e combatem entre si, com o vencedor tendo a maior nota do grupo.

Ensino secundário[editar]

O ensino de química é mais ou menos como o ensino do resto de Portugal, mas a filosofia é eliminada e a sociologia é completamente substituída por uma teoria que divide o mundo em três castas, em uma estrutura social baseada em origem e supremacismo: No topo, estão os vimaranenses natos, destinados a governar toda a humanidade pela graça de Deus e do próprio Afonso I.

A casta imediatamente inferior seria composta de descendentes da classe superior nascidos em outros locais, além dos habitantes da cidade que nasceram em outros locais e dos gentios que aceitam a doutrinação vinda da classe superior.

Todas as outras classes e raças são considerados como sub-humanos que devem perecer no holocausto contra-revolucionário quando a monarquia absolutista ser restaurada graças a D. Afonso I 2.0 (sim, será esse mesmo o nome do gajo), Rei de Portugal e Conquistas, e sua rainha andrógina X Æ A-12. O mundo, após este evento, será governado por meio de uma pseudodemocracia cujo direito a voto é baseado nas Leis de Nuremberga, onde apenas os membros de famílias pertencentes à casta dos nativos a pelo menos quatro gerações recebem o direito de pelo menos tentar influenciar as decisões do rei.

Ensino superior[editar]

Existem dois campus da Universidade do Minho na aldeia, que são conhecidos internacionalmente pelo nome de Javard University (pronuncia-se Jávard)[5]. O Campus 1 abriga a Escola de Ciências Desumanas, onde são leccionadas as aulas das licenciaturas de Engenharia Social, Psicopatia, Pseudohistória e Contrafacção.

Há um campus do IPCA na cidade, onde fica parte da EST, chamada pelos habitantes locais de Escola de Sobibor e Treblinka, onde são leccionados os cursos técnicos superiores profissionais, nos quais um estágio externo é obrigatório após o final do curso, porém ninguém conseguiu voltar aprovado do estágio, porque ninguém no resto de Portugal consegue suportar as teorias dos alunos locais de que eles não estão em Portugal quando saem da cidade.

Religião[editar]

Em mais uma afronta a Braga, com sua grande influência no catolicismo português, os vimaranenses criaram uma religião própria onde eles são seus próprios deuses. Apesar de contar com status de religião oficial dentro do município, a auto-religião não é reconhecida por nenhum órgão público fora de Guimarães, e é a única religião fora da Comissão de Liberdade Religiosa do estado português.

Fora isto, os cristãos locais veneram um santo que não é santo em nenhum outro lugar do mundo, apesar de que o padroeiro da cidade varia entre São Lúcifer nos dias pares e Nossa Senhora dos Azeiteiros nos dias ímpares.

Cquote1.svg Meu Deus do Céu, até eu já fui canonizado e o Beato Guálter não Cquote2.svg
Nuno Álvares Pereira sobre o processo de canonização de "São" Guálter

Geminações[editar]

Devido à arrogância local dos que acham que aquela Ferreira do Zêzere inchada é a Tóquio do Ocidente, Guimarães só tem uma geminação real, com o Rio de Janeiro, pelas semelhanças de serem os povos mais insuportáveis de seus respectivos países. A lista completa de geminações se encontra abaixo:

Pontos turísticos[editar]

O famoso Presídio de Guimarães.
Cquote1.svg Sabes o que cairia bem aqui? Uma bomba atómica Cquote2.svg
Álvaro Cunhal


A grande atracção de Guimarães são os vários castelos e fortalezas (na verdade, apenas um edifício cujas características originais foram perdidas durante a época do Estado Novo) que precisam urgentemente de reforma mas foram proibidos de receber esses ajustes depois que a UNESCO os declarou património mundial da velharia arquitectónica. Fora isto, pode se destacar:


  • O antigo consulado de Wakanda, utilizado de 1929 a 1961, quando o país rompeu relações com Portugal devido à Guerra do Ultramar. Dizem as lendas que o ódio que Erik Killmonger tem pelos brancos se deu pelo fato dele ter passado dois anos como adido cultural neste consulado e não ter recebido benefícios por trabalhar em local insalubre.
  • O prédio da Caixa Geral de Depósitos de Creixomil, onde, de acordo com o folclore local, um cigano roubou a Bolsa de Valores e levou-a para Lisboa, onde a vendeu por um engradado de Super Bock
  • Os prédios da PIDE em Santa Eufémia: o prédio 1 atualmente é ocupado por um bordel e uma concessionária de automóveis, enquanto o prédio 2 é ocupado por uma loja da Worten.
  • O complexo residencial para estudantes da Javard em Azurém, famoso por seu estilo arquitetónico inspirado em um gulag no Turcomenistão. Dizem que o fantasma de Estaline perambula pelos corredores dos prédios às noites de toda quinta-feira, como castigo pelos crimes cometidos.
O gulag dos estudantes da Javard em Azurém. Se deres zoom na janela mais à direita no terceiro andar, é possível ver a silhueta de um casal de alunos bêbedos a pinar
  • A estátua de D. Afonso Henriques em Gondomar, que celebra a primeira menção que o rei fez ao local, anunciando o resultado de uma batalha contra os muçulmanos: "Perdi o Jogo".
  • O prédio ao lado da estátua, onde os vimaranenses dizem que o jornal desportivo O Jogo foi fundado e editado durante seus primeiros meses de existência, porém, foi perdido para o Porto em uma partida de sueca cujos participantes eram o presidente da câmara municipal de Guimarães e o filho de Pinto da Costa, que havia apostado o passe de Paulo Futre.
  • A fábrica de processamento de carnes de Ronfe, que serviu de inspiração aos poços de carne de Shang Tsung.
  • As ruínas do portal para Outworld que se abriu em meados de 1996 em Serzedelo. De acordo com a banda desenhada de Mortal Kombat 3, Baraka decidiu se ausentar do jogo para se tratar de um transtorno de stress pós-traumático após atravessar este portal, dado que ele estava adaptado à cordialidade dos tarkatâneos, que, mesmo sendo considerados cruéis e sanguinários para 999 entre mil habitantes de outras raças de Outworld, ainda são bastante gentis em comparação com os habitantes locais.
  • A fábrica de armamentos da Guardizela, aberta na década de 30, que produz desde então armamentos como a metralhadora de merda, muito usada e pouco efectiva na Guerra do Ultramar, mas ainda utilizada pela população local.
  • O estabelecimento prisional, conhecido pelos habitantes como "castelo", onde ficam os criminosos que cometem crimes como difamação (ou seja, falar que Guimarães não é o centro do universo e seus habitantes não são a raça escolhida por Deus para governar a humanidade), tráfico de Chocapitos do Lidl dentre outros crimes que existem apenas no código penal local. Tais crimes, por menores que sejam para os habitantes de outros locais, são sempre punidos com a morte por queda de escada ou electrochoque via computador ou decapitação por golpes de enxada no pescoço.
  • O matagal adjacente ao castelo, onde supostamente ocorreu a Batalha de São Mamede [carece de fontes], apesar de que os locais com este nome em Portugal se encontrem próximos a Fátima, Vila Real, dentro do Porto ou de... Braga.

Sociedade[editar]

Demo(nio)grafia[editar]

Apenas 51,3% da população vimaranense (chamado popularmente de guimacães) é do sexo feminino, porém, para fins demográficos, os órgãos administrativos portugueses utilizam as palavras é e tem e é para descrever o género dos habitantes locais, já que é de conhecimento público que são todos uns conas. A pirâmide etária é parecida com a das cidades vizinhas, mas se Braga é chamada de Capital da Juventude, Guimarães é chamada de Capital dos adultos que agem como crianças.

Imigração[editar]

A maioria absoluta da população é de origem portuguesa, com poucos imigrantes que foram despejados na cidade como castigo de seus crimes. Os brasileiros são poucos, geralmente descendentes de deportados na época das ditaduras do Estado Novo brasileiro, em um programa inovador de intercâmbio de presos políticos feito pelos regimes de Salazar e Getúlio.

Criminalidade[editar]

Um a cada doze vimaranenses apresenta dependência em Chocapitos do Lidl[6]. A situação se tornou tão incontrolável a ponto de que um décimo do orçamento da cidade é gasto em actividades para incentivar a toxicodependência dos seus habitantes.

Vimaranenses ilustres[editar]

De acordo com seus habitantes[editar]

Imagem obviamente manipulada sobre uma suposta passagem de Tó Madeira pelo Vitória SC, o que pode ser facilmente refutado pelo fato de Tó não ter chegado ao seu vigésimo terceiro aniversário com vida
Mark Landers a jogar pelo Vitória SC. Sua próxima partida no D. Adolfo Henritlers viria apenas 357 episódios depois, já como jogador do Porto, quando ele seria morto por uma cadeira arremessada ao relvado por um adepto após marcar um golo contra seu ex-clube
A reivindicação de naturalidade vimaranense a Tio1.jpg gerou tanta revolta entre os espanhóis que a UEFA teve que garantir que o Vitória SC não poderia ficar no mesmo grupo de qualquer equipe espanhola em competições europeias a partir de 2010.

No entanto, como 432% das coisas que os vimaranenses falam, tudo isto é mentira.

Na realidade[editar]

Cultura[editar]

A cultura da cidade resume-se em pegar algo que foi criado em uma localidade próxima, dizer que foi criado em Guimarães e acusar de mentiroso todo aquele que dizer que tal obra não foi criada lá, mesmo quando exibe provas contrárias.

Entre as criações autenticamente locais, destacam a prática da viola vimaranense, ou seja, violar um cabrito inserindo um instrumento musical em seu orifício anal e a prática do canto gutural do coro dos alunos da Javard.

Feriados[editar]

O feriado municipal é em 24 de Junho, mas enquanto o resto do norte português está celebrando o São João, os locais engajam-se em um ritual de masturbação de ego conhecido como Dia de São Mamede, no matagal próximo ao castelo que só recebe este nome durante o mês de Junho para alimentar o revisionismo histórico dos locais. No fim de semana seguinte, a comunidade de estudantes angolanos da Javard faz uma reprodução da guerra civil de sua terra natal nas residências universitárias de Azurém, a qual tem um placar histórico de 12 a 9 para os representantes da UNITA.

Guimarães na cultura portuguesa[editar]

Apesar de ser uma das cidades mais reconhecidas de Portugal (claramente apenas pelos aspectos negativos), existem poucas menções a esta aldeia no folclore e literatura portuguesas:

  • No Auto da Barca do Inferno, o Frade é condenado ao Inferno quando Satanás o flagra escrevendo Guimarães é Portugal, o resto são conquistas em uma das paredes do cais do porto. Desde então, tal frase (obviamente falsa) é usada pelos habitantes locais para justificar qualquer coisa, até mesmo o injustificável.
  • Um dos sonetos mais famosos de Florbela Espanca, escrito meses antes de seu suicídio, tem o nome de Vimaranense nem é gente.
  • Existe uma lenda urbana que diz que a terceira cidade de Grand Theft Auto 2 foi inspirada em Guimarães, especialmente pela missão da Máfia Russa em que o jogador tem que enviar um autocarro cheio de membros de uma máfia rival para uma fábrica de embutidos, o que lembrava a antiga fábrica da CNPC (Companhia Nacional de Processamento de Carnes) em Ronfe, onde era feita em série a maior especiaria da culinária vimaranense: o fiambre de carne humana.
  • Em 2010, um quadro de Paula Rego chamado Guimarães, de uma séries de personificações das cidades portuguesas, foi arrebatado por 400 mil euros em um leilão em Londres. O quadro consistia de um usuário de krokodil se olhando no espelho, onde se via como uma reflexão do primeiro rei de Portugal, mas na verdade, está caindo aos pedaços.
  • Na primeira versão da canção que Portugal enviou ao Festival da Eurovisão de 2014, o refrão começava com Guimarães é merda. Apenas na véspera do término das inscrições ao Festival da Canção é que a canção ganhou sua versão final, e o refrão começou com Eu quero ser tua.
  • Guimarães foi alvo de inúmeras piadas durante a primeira década do século XXI por ter sido a única cidade portuguesa com mais de cem mil habitantes a nunca ter vencido no quadro Cidade Contra Cidade do Big Show SIC. Em 316 programas, Guimarães apareceu cinco vezes:
  1. No episódio 44, derrota contra Pampilhosa da Serra
  2. No episódio 95, derrota contra Mangualde
  3. No episódio 158, derrota contra Caldas da Rainha por uma das maiores margens vistas na história do bloco; o cantor vimaranense foi retirado do palco sob ameaça de prisão, na única vez que o Macaco Adriano foi visto portando uma arma de fogo no palco.
  4. No episódio 209, derrota contra Sesimbra
  5. No episódio 242, derrota contra Vizela, no que é considerado o momento mais humilhante na história da cidade[7], pois Vizela tinha sido recriada como município apenas no ano anterior, após passar séculos como uma freguesia de Guimarães. Até hoje, na divisa de Vizela com Guimarães, existem placas com dois lados, contendo Obrigado por visitar Vizela, volte sempre quando lidas dentro de Vizela e VIZELA É PORTUGAL, VOCÊS QUE SÃO CONQUISTAS - 11 de dezembro de 1999 quando lidas dentro de Guimarães.
Uma placa indicando os limites com Vizela. A data da vitória sobre Guimarães no Big Show SIC é feriado municipal em Vizela, sendo chamada de Dia do Triunfo da Civilização Sobre a Barbárie
  • Um dos maiores escândalos da política portuguesa se deu em Felgueiras, quando a presidente da câmara municipal gastou todo o orçamento do município para o ano de 2005 com a construção de um muro de dez metros de altura com uma cerca de arame farpado, cercado de um campo minado de cem metros para proteger Felgueiras das ameaças vindas de Guimarães. Anos mais tarde, Fátima Felgueiras foi condenada a nove anos de prisão por não ter concluído o trabalho.

Guimarães na cultura internacional[editar]

  • A banda Cradle of Filth escolheu este nome como referência a Guimarães, pois, um dia, de acordo com a autobiografia de Dani Filth, os membros da banda estavam assistindo um programa sobre futebol internacional no começo de 1991, onde eram mostrados os melhores momentos do jogo entre Vitória e Sporting, e o narrador do programa disse "Careca empata para o Sporting, dando números finais a este encontro no berço de Portugal", frase imediatamente respondida pelo primeiro baterista da banda com "está mais para berço do nojo". Dani gostou tanto da frase que tudo o que conseguiu responder foi "merda, esse vai ser o nome da nossa banda!"
  • Em Angola, citar Guimarães em uma batalha de rap resulta em desclassificação automática[8].
  • Chamar alguém de vimaranense é visto como algo extremamente ofensivo em São Tomé e Príncipe.
  • Durante o final verdadeiro de The King of Fighters 97, Iori Yagami ameaça Orochi com "e se acordares, vamos lhe prender em Guimarães". Orochi nunca mais retornou à história canónica de KOF após ouvir esta ameaça.
  • No hentai oficial de Hetalia, em uma parte em que os personagens estão na praia de nudismo, Portugal e Espanha estão a caminhar na praia conversando quando Portugal começa a conversar sobre seus órgãos vitais, dizendo que Lisboa é seu coração, o Porto é seu pulmão, Coimbra é seu cérebro e Braga são os seus rins. Nesta hora, Portugal tropeça em uma pedra, ficando em uma posição similar à goatse, deixando Espanha petrificado enquanto olha para o buraco aberto do seu cu. Após recompor-se, Portugal olha para Espanha e questiona-o "qual é o problema?", pergunta que é respondida com "que coisa horrível!", o que é imediatamente treplicado por Portugal como "ah, aquilo que vistes é Guimarães".

Gastronomia[editar]

De acordo com os habitantes locais, a culinária vimaranense (que não passa de um plágio descarado da culinária do Porto e do resto do Minho, só que com outro nome) é uma das mais premiadas do mundo, recebendo inúmeros prêmios, incluindo dois lugares entre as Sete Desgraças da Gastronomia Portuguesa, fazendo da antiga província de Entre Douro e Minho a única região histórica de Portugal que recebeu mais de um prêmio nesta votação. Entre os pratos mais famosos, estão:

  • Francesinha de fiambre humano com necrose ao molho de urina: os vimaranenses se orgulham de dizer que é apenas em Guimarães que as francesinhas são feitas de francesinhas de verdade.
  • Bifana Humana: Os cortes do cu são os mais apreciados
  • Pão com pila
  • Cachorros com carne de cachorro
  • Caldo verde com caganitas de rato
  • Feto assado
  • Pastéis de Merda
  • Suco de kunami

Referências

  1. Elevada oficialmente a cidade apenas em 1853, em um dos últimos partos fracassados de Maria II
  2. O que não significa absolutamente nada, já que existiam cidades anteriores à nacionalidade: naquela época, por exemplo, Braga era reconhecida como cidade por ser sede de arquidiocese, enquanto Coimbra já era sede de um condado; além disso, receber o foral é uma coisa, ser elevada a cidade é outra: Barcelos obteve foral em 1227, mas só foi oficialmente elevada a cidade em 1928
  3. Porto e Braga já haviam sido capitais do Condado Portucalense, que seria elevado oficialmente a Reino em 1139, reconhecido pela Espanha em 1143 e pelo Vaticano em 1178.
  4. Vale notar que Lisboa nunca recebeu oficialmente o título de capital de Portugal, e que Afonso não era reconhecido oficialmente ou sequer considerado como rei durante esta época, pois sua "oficialização" como rei se deu após a Batalha de Ourique e o reconhecimento só foi acontecer após os resultados dos Torneios de Arcos de Valdevez
  5. O campus de Gualtar é chamado internacionalmente pelo nome de University of Braga, o nome original da UMinho antes que os vimaranenses protestassem pelo fato de que a ideia original era que a universidade fosse apenas em Braga, o que logo se mostraria como a decisão correta, que acabou não sendo feita por pressões políticas
  6. Tal situação é retratada de forma dramática no documentário O Estrondo 2, onde dois gunas têm que transportar uma carga de Chocapitos de Espinho para Guimarães.
  7. Até 2018
  8. Prova disso pode ser vista na final da quarta temporada da RRPL, onde Jeucal foi imediatamente desclassificado por citar Guimarães em uma das barras (Ver aos 18:25). A maldição foi tão grande que Jeucal nunca mais venceu uma batalha na RRPL.
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Guimarães no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg