Ginecologista

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif TAAARAAAAADO(a)!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!


Icon tools.png Ginecologista
Explorador de Cavernas

Gine3.jpeg

Um futuro ginecologista.
Lema Um dedo na frente de uma boca sem dente!
O que faz Usa as mãos, apenas as mãos
Utilidade Baixo, ruim, pobre...
Popularidade Adorado pelas mulheres, odiado pelos homens
Salário Alto
Empresa Hospitais e boates
Sindicato Sindicato dos Fura-bolos
Profissionais Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Motumbo e Wando
Ex-Profissionais Aleijadinho e Edward Mãos de Tesoura
Na ficção Adam Sandler interpretou um ginecologista
Animal Tamanduá-Bandeira, pois sempre tem vontade de passar a língua
Planta Canela, para fazer chá às suas pacientes
Padrinho da Profissão
Male Icon.png
Desodorante Axe
Madrinha da Profissão
Female Icon.png
Fresta de mesa



Cquote1.svg Você quis dizer: Dedinho fura-bolos? Cquote2.svg
Google sobre Ginecologista
Cquote1.svg Você quis dizer: Melhor profissão existente? Cquote2.svg
Google sobre Ginecologista
Cquote1.png Eu já te falei sobre ver o Motumbo toda semana! Cquote2.png
Ginecologista sobre paciente
Cquote1.png Qual cortador de grama você usa? Cquote2.png
Ginecologista sobre sua paciente
Cquote1.png E conheça o seu... pai! Cquote2.png
Sua mãe sobre o seu ginecologista
Cquote1.png Ficar enfiando uma boneca Baby Alive pode ter sido a causa da candidíase Cquote2.png
Ginelocogista sobre sua paciente
Cquote1.png E o melhor é que eu sou pago para fazer isso! Cquote2.png
Ginecologista sobre sua paciente

Ginecologista é o "profissional" encarregado por tratar com carinho (e bota carinho nisso!) todos os grelos, botãozinhos de flor, as periquitas, larissinhas e bucetas de qualquer mulher que precise de ajuda íntima urgente.

Normalmente um ginecologista homem não possui atração por vaginas, pois se tivesse muito provavelmente seria afastado do cargo e preso por atividade indevida ao ficar babando por ver o terceiro olho da mulher brilhando em sua direção; ou poderia sofrer uma das piores penalidades para um homem: não achar uma bucetona nada de mais. Por causa disso, de acordo com os dados 100% precisos do IBGE (Imagina Beijar esse Grelhinho Espetacular!) a maioridade da profissão é feminina; isso é, sem contabilizar as lésbicas.

A etimologia da palavra "Ginecologista" vem do grego Ginus (Grelo), Cohllus (Observador) e Glysta (Gigolô, referenciando a profissão à algo como tarado).

Sobre essa maldita maravilhosa profissão[editar]

Nunca esqueça de tratá-la com carinho!

A função de um ginecologista na sociedade atual é ser responsável por manter a saúde sexual de suas pacientes, ao fazer exames nas mulheres periodicamente, dar dicas sobre o porquê você não pode enfiar um pepino japonês direto da feirinha local sem nem ao menos lavar (pode até não nascer um pepinão de dentro de você, mas as chances de você contrair um funguinho que te deixará com um cheiro de um cadáver recém-atirado no Rio Tietê são altíssimas), e claro, comer a sua paciente e dar a luz à mais um chifrudo ao nosso planeta.

Antigamente, um ginecologista era tido como um mágico. Por ser o único capaz de entender um pouco mais as mulheres e terem uma sexualidade duvidosa, eles frequentemente eram consultados pelos maridos da época para questionar o que caralhos estavam fazendo de errado - e tomarem um sermão de como apenas botar o dedão esquerdo na boca e gritar "Vai, vadia!" enquanto metiam freneticamente na velocidade de uma punheta comum não resultava em nada, a não ser surubões lésbicos em terrenos baldios.

Cquote1.png Mas como é que eu vou fazer os exames com esse matagal?! Cquote2.png

Você pode pensar: "Ei! Eu vou virar ginecologista, não tem como eu me cansar de buceta!" O triste é que o problema não reside só no fato de você cansar de vagininhas, mas também no principal aspecto de sua profissão: as pacientes. Não espere encontrar todo dia aquela patricinha de perfil de Instagram, pois raramente elas têm problema nas suas xaninhas (tirando a gravidez). Geralmente você pegará apenas aquelas magrelinhas raquíticas com uma buceta tão mínima que frequentemente você se perguntará se isso que você está observando na realidade é um cu ou o umbigo; ou então obesas estratosféricas com bucetas tão gigantes e de lábios tão espalhados que se a dona deles quisesse, poderia facilmente adestrá-los a fim de garantir um prêmio no quadro Soletrando do Luciano Huck.

O que é preciso ter para se tornar um ginecologista?[editar]

Então, mesmo com o que eu te falei você quer se tornar um ginecologista? Bem, foda-se primeiro segura a onda, que não é qualquer um que se torna um profissional! Pra isso você precisa ter anos de estudo de anatomia feminina, depois de alguma maneira passar em curso de Medicina da Fuvest e depois se especializar em Ginecologia. Mas quer saber? Caguei! Isso tudo não vale de nada quando o assunto é exercer a profissão de fato. Aqui vai uns requisitos realmente necessários para você se habilitar como um ginecologista.

Se até o Homem Berinjela resolveu se especializar, porquê não você?
  • Tenha dedos grandes: Ou pelo menos tenha dedos, pra não ficar feio. Um bom ginecologista deve ter dedos bem dotados, grossos, veiudos e pulsantes! Ou você acha que vai ficar olhando a barata da madame sem fazer nada? Não seja panaca, você deve pegar para examinar de verdade!
  • Não dar uma de manicão: Se você é tarado, pode ir para o xadrez! Disfarce bem o ato com algumas risadinhas ou um comentário como "E aqui senhora, você sente que está sensível?" ou "Poxa vida, parece que tem um carocinho aqui! Deixe eu colocar o dedo mais fundo pra ver melhor...". No caso de você não conseguir controlar a sua vontade insaciável, desista de vez, vire eunuco ou saia do armário.
  • Seja curioso!: Um ginecologista de verdade não fica esperando dar o sinal para fazer algo, ele chega e pronto! Quanto mais tempo você demorar, mais perceptível será que você é só um tarado que roubou um jaleco de alguém e começou a fazer brincadeirinhas. Nesse caso, não seja paciente, seja o doutor.
  • Não crie intimidades: Não faça sua paciente acreditar que você é algum tipo de confidente especial ou deixar ela te recomendar pra alguma amiga dela, pois isso pode inferiorizar sua posição de masculinidade e torná-lo mais um amigo gay. Depois de cada consulta, deite na maca com ela, acenda um cigarro e jogue a fumaça diretamente em seu rosto para reforçar ainda mais a ideia de que foi apenas uma coisa passageira. Se ela tossir, significa que funcionou.

Ver também[editar]