Favela Comunidade

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
1centavo.gif Esty artygo é dy pobry!
Esty artygo é sobry koyzas dy póbry, peçowas póbrys
y o dono taméyn dévy dy sê un pobretãwn do karáy!

Cquote1.svg Você quis dizer: Dejeto Urbanístico Cquote1.svg
Google sobre Favela
Cquote1.svg Você quis dizer: Destruição de Mata Atlântica legalizada Cquote1.svg
Google sobre Favela
Cquote1.png Experimente também: Grilagem de Terras Cquote2.png
Sugestão do Google para Favela
Cquote1.png Experimente também: Roubo de energia, água, gás e TV a cabo Cquote2.png
Sugestão do Google para Favela
Cquote1.png Experimente também: Tuberculose Cquote2.png
Sugestão do Google para Favela
Cquote1.png Experimente também: Gente feia Cquote2.png
Sugestão do Google para Favela

Grande favela brasileira

Cquote1.svg Favela é um nome dado a aglomeração de casebres ou choupanas toscamente construídas e desprovidas de condições higiênicas. Cquote2.svg
Conrado sobre Favela
Cquote1.svg Não vai subir ninguém! Não vai subir ninguém! Vai ficar todo mundo quietinho aí! Cquote2.svg
Capitão Nascimento sobre PMs querendo entrar em favelas.
Cquote1.svg Casa da maconha: 666-24666 LIGUE JÁ E GARANTA LOGO A SUA! 10X SEM JUROS!! (frete grátis) Cquote2.svg
Canal de televendas sobre favela
Cquote1.svg The drug has been planted Cquote2.svg
Narrador do Counter-Strike sobre favela.
Cquote1.svg É evidente que isso é um problema dessa gentalha que não sabe lavar o próprio cu! Cquote2.svg
Diogo Mainardi sobre favelados.
Cquote1.svg Atropelar favelas e deixar corpo no chão! Cquote2.svg
BOPE sobre missão na favela.

Quem paga em dinheiro vivo nesse hotel, recebe o troco em bala.

Favelas Comunidades são lugares geralmente construídas em morros com casas jogadas umas em cima das outras. Seus habitantes possuem toda a comodidade e regalias de uma moradia típica da classe "P" (de Pobre), como, por exemplo, tráfico de gatinhos na porta de casa, AK-47 em cima daquele "broco", laje para churrasco e um agradável cheiro de fossa. Usam a Linguagem Popular para fazer negócios que movimentam a economia local e usam caminhões limpa-fossa como transporte (metade da população).

Características[editar]

Ser rico infeliz ou pobre feliz? (rico infeliz é claro)

  • Tem todos os luxos, incluindo nada de privacidade, muita casca de banana no chão, maçã podre, nada de reboco ou acabamento, nada de banheiro, sem água encanada, sem energia elétrica de qualidade, sem segurança, geralmente o chão chique é de terra e o seu cunhado virá morar no cafofo logo, logo.
  • Seus moradores têm 4 opções de carreiras a seguir: se tornar jogador do Flamengo, cantor de funk, ser traficante, e agora pode ser até deputado federal ou se tornar presunto do açougue.
  • Existem 10 fuzis por metro quadrado. Pelo menos 3 vezes por semana a polícia civil, Exército ou BOPE invade as "residências" das pessoas e, apesar de não encontrar nada, por incrível que pareça, os policiais voltam para o departamento com mais dinheiro na carteira.
  • As mulheres que habitam esses locais têm até dois, três ou de 9.325 filhos, todos de pais diferentes. Como são muito inteligentes e têm muita visão de futuro, essas mulheres costumam ser superprotetoras e armá-los desde cedo. Criam seus filhos com tanto cuidado que muitos não passam dos 19 anos.
  • Lá as crianças ganham balas bolas e fuzis como presente de natal.
  • O ensino não tem matérias como português, matemática ou biologia... favelados aprendem o próprio dialeto, como o "favelês", que pode ser encontrado aqui, a "matemática do crime", "como matar PM", "biologia da maconha" e "maratona fudeu neguinho é o BOPE"
  • As que assitem mais televisão aprendem a dar o golpe do baú em cima dos ex-favelados que se tornaram ricos, como Vampeta ou Obina, já que estes perderam suas conexões com quaisquer manos que ainda são favelados (exceto pelos aviões que trazem a mercadoria).
  • Uma das principais mercadorias produzida pelas favelas brasileiras são os gatinhos, um fator importante para a economia local, pois são comprados por viciados e apreciadores de churrasquinho de rua, além das escolas de samba que os utilizam para a confecção de tamborins.
  • As igrejas e bares estão competindo para ver quem tem mais unidades na favela. Cada uma tem pelo menos 100326 igrejas e 100325 bares. Cada bar que abre, é uma igreja a mais que chega junto.
  • As refeições dos pobri é muito balanciada todo dia comem a mesma coisa para o seu organismo se acostumar e aprender a liberar o alimento todo pelas fezes. Por isso eles comem todo dia FEIJÃO E ARROZ (sem direito à carne), com uma deliciosa sopa de mijo com sorvete de gurmito cru pra acompanhar.

Defesa[editar]

Uma favela em seu estado mais puro.

Depois de alguns milhões de anos de evolução e milênios de samba, os macacos evoluídos dominaram o uso de armas de fogo através de Charlton Heston.

Caveirão: A máquina de matar manos.

Como é moda na República, importam armas mais poderosas que as do exército brasileiro e de quase todos os países do mundo e mandam ver. A força aérea emitiu uma ordem que proíbe aviões de voarem baixo sobre favelas. Não que algum piloto fosse burro o bastante pra fazer tamanha merda. Pergunte a um piloto civil ou da aeronáutica (brasileiro; se for gringo, sugira isso a ele) se ele voaria baixo ali e ele vai rir de você.

Organização[editar]

A organizaçao de casas de uma favela

É cada macaco no seu galho barraco. Os que não têm sua moradia tem como costume invadir casas de 5m², que abrigam famílias de pelo menos 16 pessoas. Quando a situação fica apertada demais, eles conseguem fazer uma extensão com a casa ao lado, assim juntando 4 famílias, ou um total de 64 habitantes em menos de 20m². Lá cada macaco fedorento, pobre e feio indivíduo tem um fuzil M4A1 ou AK47 e uma arma que não sei o nome, mas que é capaz de explodir um avião ultra sônico.

Usam um barril como escudo o então seus mendigos e fedidos filhos. "não sei se isso é escudo mas pra eles é.

na favela as pessoas catam lixo e alimentam seus filhos como se fosse chocolate.

Arquitetura[editar]

A arquitetura dos barracos também é comparada às grandes obras arquitetônicas como o Coliseu, o Partenon e o Stonehenge. Comparado a essas obras (ou mesmo a quaisquer outras), a favela é uma merda, que sequer merece ser comparada.

Favela também é cultura, que é rapidamente passada de uma para a outra - especialmente quando um barraco pega fogo e o alastra para as demais "moradias", ou quando alguma gangue domina o pedaço e dizima as demais.

Lugar para o qual os macaquitos da República das Bananas fugiram e evoluíram quando foram expulsos, é também a sede do poder paralelo e local das maiores fábricas de gatinhos para cheiramento.

A favela mais pobre da Noruega

Foi Oscar Niemeyer quem projetou as favelas do Rio de Janeiro. Vale lembrar que ele está MORTO com mais de 100 anos, está com catarata crônica e projetava as favelas somente sob efeito de gatinhos laranjas A casa dos mano é tão pequena que, se eles entrarem e piscar o olho, já chegaram no vizinho!

A divisão dos cômodos é: quarto-sala, cozinha-banheiro, lage...

Economia[editar]

A favela possui uma economia muito grande. Sua economia é tão diversificada que ela devia se separar do país e formar uma grande instituição, autônoma. A moeda utilizada na favela são as pedras de crack, balas de fuzis e camisas do flamengo. Com crack se compra tudo na favela, e para comprar na cidade é necessário trocar a grana toda. Por isso, os favelados trocam a grana com os ricos que, de tão ricos, queimam dinheiro e ficam só cheirando para demonstrar o quão ricos são. Ela também se baseia em limpa os vidros dos carros com água do esgoto, roubar os aba reta( que também são favelados),se músico que nem o Mike do Mosqueiro, ser deputado federal e ser goleiro do Flamengo.

Festas[editar]

A principal festa ocorrida na favela é a tradicional feijoada: com um saco de feijão é possível dividir para toda a família (aproximadamente 138 pessoas). Porém, como a carne é cara, se utiliza muito peixe na comida, Que geralmente é pego no corrego que passa no quintal. O principal lazer nesse tipo de evento é ver quem ganhou mais grãos de feijão ou quem achou a espinha do peixe!

Também ocorrem festas aleatórias em dias de jogo do Flamengo. Estranhamente, acontece sempre o mesmo nessas festas (independentemente até do resultado do jogo): uma horda infindável de marginais delinquentes torcedores briga com todos, queima ônibus e espalha terror.

Cquote1.svg Seux fila da pulta! Nu fala así cux moradô dar cumunidadi nãum caráiu! Sô moradôra di favéla i tenhu muitu orgulhu dor meu mano, porra! Cquote2.svg
Cocota Moradora da Vila Cruzeiro sobre seu local inferno