Evanescence vs. Nightwish

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Night creature.JPG Evanescence vs. Nightwish surgiu das trevas!!

Vamos mergulhar o mundo nas trevas!!

Puro osso.gif


Combatente do lado pseudogótico da força

Nightwish e Evanescence são duas bandas muito "semelhantes", pra não dizer que Evanescence é cópia extremamente discarada e barata de Nightwish. Tanto que "ou Evanescence ou Nightwish" é uma frase que todo os fãs de Goth Metal e Emocore devem falar! Por isso, este artigo vai acabar com esse cabaré que há entre as duas bandas!

Aspectos Gerais[editar]

A vocalista do Nightwish, Tarja Turunen, é uma múmia super gostosa que testemunhou ocularmente vários acontecimentos históricos - e por isso usa roupas da época medieval, isto é, não por ser gótico, mas porque quando ela tinha 95 anos estava na moda. Estudou música erudita durante toda sua vida (ou seja ela estudou muuuito tempo), mas como sua cara feia e cavalar assustava o público, resolveu montar, com seu (ex)amante Tuomas, essa banda onde eles fazem de conta que misturam música clássica com Metal, e nisso sai essa porcaria que vocês conhecem.

Amy Lee, que nunca teve talento pra nada, pensa ser gostosa e é mesmo e resolve ganhar dinheiro em cima de otários que pensam que ela é realmente gostosa. Funda uma banda comercial que mistura letras sobre sua vida triste de adolescente caipira e suas decepções amorosas. Logo depois de um tempo enriquece, e passa a comprar e consumir compulsivamente muitas guloseimas (gótica!), e vai engordando (lembrando que ela era uma baita de uma gostosa no início da banda). É nesse momento que ela resolve entrar para a comunidade dos gótikuzinhos do orkut, onde é lavada cerebralmente - e em seguida resolve expulsar todos os integrantes magricelas da banda, deixando somente os gordinhos tetudos.

Mainstream[editar]

Evanescence é uma banda totalmente mainstream,e com pose de gótica, ou seja, se vende ao sistema, tocando qualquer coisa que pareça poético pra agradar ao papai e a mamãe, assim eles compram os CDS pros seus filhinhos

Nightwish é uma banda que finge ter alguma coisa a ver com Música Erudita e Heavy metal para pode vender e acham que dão medo em alguém fazendo músicas ridículas!

Vida Amorosa[editar]

Combatente do lado New Emo da força

Tarja, desiludida da vida, casou-se com um argentino, e Tuomas teve um ataque de pelancas. Este, que já estava de olho no bofe antes dela, não aguentaria mais perder a posição de diva na qual as Tarjetes colocavam a então vocalista. Resultado: expulsou-a da banda.

Amy Lee, enquanto isso, tem um caso com a grande musa do punk mundial Avril Lavigne. Esta, por sua vez, trai Amy com Kelly Osbourne, filha do grande pai do metal Ozzy Osbourne, a múmia imortal.

Amy Lee sofre durante meses ao lidar com a saída de Ben "Chimbinha" Moody do Evanescence, que, cansado de aturar sua gordura e seu desafinar, decide ser ator de teatro e apresenta um espetáculo onde interpreta Regina Casé fantasiada de privada. Depois da saída do moçoilo, boatos sobre um relacionamento entre os dois começaram a surgir, sinalizando que havia brigas entre o casal. Não muito depois, é revelado que Amy Lee apanhava mais que mulher de malandro e visitava o Sindicato das Parceiras Maltratadas das cidades onde fazia shows.

É nesse contexto que Amy se envolve com um zé roela, vocalista da banda Shelter, Shiver, Scither - ou qualquer coisa do tipo, não lembro. Um mané tão bunda-mole e sem sal, que só lembram do sujeito como namorado da Amy Lee. O cara, cujo nome é desconhecido até hoje, começou a beber mais que um gambá, pois só assim conseguia compor e aguentar a bovinez de sua amante. A coisa ficou tão feia que o moço resolveu dar um pé na bunda dela e, logo em seguida, se internar.

Em homenagem ao pézão na bunda, Amy grava a música Call Me you're Sober (me chame quando estiver sóbrio), onde graciosa, elegante e poética, ela chora as mazelas de ter sido trocada pelo álcool.

Atualmente, Amy está casada com seu ex-terapeura, Boromir Saldanha. Em entrevista, Boromir declarou que resolveu unir o útil ao agradável: "Eu aturo essa vaca reclamando da vida, mas em troca como ela todo dia" - porém há boatos de que o cara é mazoquista mesmo.

Em homenagem ao seu marido, Amy grava o clipe Bitch Enough, onde ela simula fazer sexo com um piano, ela se esfrega nele, vai subindo um fogo e o clímax é repesentado por uma chuva, que deixa ela toda molhadinha.

Segundo a revista Rolling Stones, Amy tem um caso lésbico com sua insepárável maquiadora Bethy, a feia.

Conclusão[editar]

Tarja foi substituída por (Coto)Anette, que é a irmã gêmea de Michael Jackson. Já Tuomas se rendeu à pirataria, e durante meses realizando assaltos e ataques a navios da marinha britânica ficou conhecido como Jack Sparrow, porém voltou para a banda logo mais. Os dois integrantes que dizem que foram demitidos do Evanescence, na verdade foram mortos por Marco, o Viking do Nightwish, que os esquartejou com dois machados de guerra +12 enormes.

Amy Lee, depois que demitiu a única fonte de talento do Evanescence Ben "Chimbinha" Moody, tentou fazer algo que prestasse sozinha. O resultado foi o escatológico "The open door", que só serviu pra sabermos que alguns acham uma garrafa de pinga melhor que ela.

Agora Amy sumiu do mapa. Há boatos de uma recente overdose de gatinhos, quadro que foi agravado pela alta ingestão diária de sorvetes e balinhas de goma Haribo. Já alguns conhecidos dizem que no momento, encontra-se trancada em algum armário escuro, exercitando a prática do autoflagelo com faquinha de rocambole - tradicional entre os emos - e compondo mais músicas sobre o quanto a vida é dura, feia e ruim, mesmo com milhões de dólares na conta bancária (gastos com guloseimas góticas).