Estação Primeira de Mangueira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Predefinição:Política do Carnaval

Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: GRES Estação Primeira de Mangueira.

Cquote1.png Quem vai ver a Mangueira entrar? Cquote2.png
Famosa piada, mais antiga que o próprio samba, sobre a Mangueira

Torcedores da Mangueira.

Cquote1.png Eeeeeeeeu!!!!!! Cquote2.png
Típico tricolor sobre pergunta acima.

Cquote1.png Oi bota a camisinha, bota pra valer! E não dá chance pra esse tal de HIV! Cquote2.png
Jamelão sobre a Mangueira

Cquote1.png Ôh me leva que eu vou, sonho meu! Atrás da verde-e-rosa só não vai quem já morreu! Cquote2.png
Zé do Caixão sobre a Mangueira

Cquote1.png Verde e rosa não combinam, uma escola de samba assim jamais chegará a ser campeã! Cquote2.png
Avô do Jucelino Nóbrega da Luz, nos anos 30, sobre a Mangueira

Cquote1.png Claro que homenagearemos Cartola, tem tudo a ver com frevo. Cquote2.png
Diretoria e Carnavalesco da Mangueira sobre Centenário de Cartola

Cquote1.png Você quiz dizer SPAMangueira Cquote2.png
Google, sobre os torcedores da escola, no orkut

Cquote1.png Mangueira teu cenário é uma beleza que a natureza crioooooou Cquote2.png
Hino super másculo da Mangueira

Estação Primeira de Mangueira em um dia qualquer.

Estação Primeira de Mangueira é uma famosa escola de samba carioca, muito conhecida por estar sempre presente nas piadas de duplo sentido sobre o Carnaval. Também tornou-se popular no passado pela participação da comunidade, sempre presente, até ser substituída por artistas e traficantes. Escola que sempre varia nos enredos de seu desfile falando sobre Brasil, Nordeste, Paraíba, Brasil e para dar uma variada, Nordeste de novo.

Atualmente, o presidente, carnavalesco, designer de fantasias, escritor de enredos e responsável técnico da Estação Primeira de Mangueira atende pelo nome de Mangueira Boy, ou, se preferir, "o cara que não tira o boné nem pra dar o cu".

História[editar]

A Mangueira foi fundada nos anos 10 por um grupo de jovens jogadores de futebol que criaram um time rubro-negro e o inscreveram no Campeonato Carioca de Futebol com o nome de Mangueira. Desde essa época, já eram comandados por grandes dirigentes como Saturnino Braga, Carlos Cachaça e Angenor de Oliveira, sendo este último o presidente do clube, recebendo por isso o apelido de Cartola.

Estação Primeira de Mangueira em um dia de carnaval muito agitado.

Depois de derrotas memoráveis, o grupo viu que o futebol não era para eles, e assim se dispersaram. Alguns foram para São Paulo, onde ajudaram a criar o Corinthians. Outros foram para o Fluminense. Saturnino tornou-se político, chegando a ser eleito prefeito da cidade do Rio de Janeiro, mas embora muito bem intencionado, nunca conseguiu fazer nada que prestasse, além de bons sambas. Cachaça também queria entrar para política, sonhava alto, queria ser Presidente da República... Porém um pai de santo da comunidade, aconselhou-o a desistir, pois o eleitorado brasileiro jamais elegeria um presidente que gostasse de beber aguardente.

Certa vez, Carlos Cachaça caminhava para Vila Isabel quando viu ali próximo à favela do Esqueleto uma procissão onde centenas de pessoas reunidas, carregavam uma santa num andor, toda decorada em verde e rosa. Ao ver tal cena, Cachaça logo berrou: "Olha a Mangueira aí, geeeente!!!". Tal gesto causou idgnação entre vários dos fiéis, que repudiaram sua atitude. Cartola insistiu mais a frente, gritando novamente "comunidade, olha a Mangueira aí!!", e novamente não foi ouvido. Gritou uma terceira, e depois uma quarta vez, enquanto os fieis lhe replicaram, e o padre que comandava a procissão, indo a seu encontro, esbravejou: "Que falta de respeito, seu excomungado! Fique aí com o seu vício e nos deixe em paz com a nossa fé!"

Poucos metros adiante, a imagem da santa bateu no galho de uma mangueira, e caiu no chão, no que Cachaça, revoltado, comentou: - Eu avisei!

Cartola, um dos fundadores da Estação Primeira.

Cartola, por sua vez, não desistiu de criar uma entidade recreativa no morro, e a partir do antigo time de futebol, resolveu criar uma escola de samba. Chamou um molequinho que cantava enquanto fazia malabarismo nos sinais da Rua Visconde Niterói, e convidou-o para ser puxador da agremiação. O garoto aceitou na hora, mas com uma condição, "puxador não, eu vou ser é intérprete!"

Foi então que o mundo conheceu o talento de Jamelão, que atraiu de novo velhos mangueirenses, que assim ajudaram a escola a se tornar uma das mais populares do mundo.

Decade, um dos mangueirenses mais famosos!.

Tal popularidade é tão grande que não foi quebrada nem mesmo com a eleição de uma diretoria que barrou baluartes e encheu a escola de artistas. No ano do centenário do sambista Cartola, a Mangueira preparou uma fantástica homenagem, com um enredo sobre o frevo, porem acabou ficando na 10° posição e com isso provocou a fúria de seus torcedores que estavam na prisão assistindo à Apuração.

Após essa derrota, começou-se a articular uma tentativa de retomada da escola e expulsão do tráfico, primeiramente com a eleição do comentarista malucão Ivo Meirelles. Na presidência, Ivo reeditou o enredo de 2008 do Império da Casa Verde e trouxe 3 puxad... intérpretes para a escola, formando um grupo conhecido como "Os três patetas tenores": Zé Paulo Sierra (parente do José Sierra), Luizito (irmão do Huguito e do Zezito) e Rixxaahahahahaaha.

Para 2011, com a expectativa da entrada de uma UPP no Morro, a Mangueira, tentando resgatar suas raízes populares, escolheu o enredo "O filho fiel, sempre Mangueira", uma homenagem ao sambista Nelson do Cavaquinho, mangueirense e corinthiano.

Ver também[editar]

Outras mangueiras[editar]

  • Unidos da Mangueira (cópia barata da Mangueira que trocou o verde pelo azul, não existe mais)
  • Unidos da Mangueira (não é deja vu é a Mangueira do Recife com as cores da Mocidade)
  • Saude Yokohamangueira (a Mangueira japonesa, e consequentemente menor que a brasileira)
  • A mangueira de bombeiro também conhecida como "o tobogã de salto alto" ou "o quilômetro parado" ou ainda "o encanamento de 1km".
  • Um pé de manga (não é mangá, é manga de chupar mesmo
  • A mangueira de jogar água, conhecida pelos cariocas como "borracha" pra não confundirem com a escola de samba. A melhor mangueira do gênero é a famosa Mangueira Flat Hose.
  • Aquela que você esteve pensando a todo instante enquanto leu esse artigo