Equação de Dirac

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cruelquantum.gif Este artigo possui referências à Mecânica Quântica

Por isso, ele está absolutamente correto e completamente errado ao mesmo tempo.


Addition Table.svg Este artigo é relacionado à matemática.

Se vir um número complexo, ignore-o.


Mecânica Quântica
Princípio da Incerteza
Murphydinâmica Quântica

Formulação matemática


Cquote1.png Hã? Cquote2.png
Joseph Climber sobre Equação de Dirac
Cquote1.png Plagiador! Cquote2.png
Erwin Schrödinger sobre Equação de Dirac
Cquote1.png FILHO DA PUTA!!! Cquote2.png
Estudante de Física sobre Paul Dirac e sua equação

A Equação de Dirac, na Mecânica Quântica, é a equação que rege a forma como as partículas de spin meio (1/2) vão se comportar no sistema quântico. Na Murphydinâmica Quântica, explica a interação entre os ázarons e a matéria (seja ela escura ou não). Segundo a forma como foi escrita por Paul Dirac, a equação é:

,

Onde:

Criação da Equação[editar]

Dirac desenhando peitos na lousa, a fim de obter inspiração.

Enquanto Max Planck estudava a fundo a radiação de corpos negros afrodescendentes, iniciou o desenvolvimento da teoria quântica. Esta teoria acabou por ser abraçada por trás por parte de inúmeros nerds desocupados cientistas e, dentre todo esse montinho de cientistas, Paul Dirac apareceu de gaiato no navio.

O grande problema para os cientistas era conseguir escrever na forma de funções ou equações tudo o que se passava em um sistema quântico. Mas como não se conseguia observar porra nenhuma, pois átomos e afins são ligeiramente menores que o seu pênis, era preciso dar uma de joselito e inventar coisas. Na Mecânica Quântica, as coisas NÃO tem necessidade de ter sentido algum, o que facilitou de certa forma a mente criativa dos cientistas envolvidos.

E assim foi com todas as equações. Planck teve um sonho maluco antes de criar uma equação que se tornou importante para algo que ninguém lembra. Erwin Schrödinger pegou seis alunas gostosas da graduação de Física e se mandou com elas para os Alpes, só voltando de lá uma semana depois, cansadão e com a Equação de Schrödinger feita no guardanapo do motel. E nunca falou pra ninguém como chegou à equação (deve ter sido uma loucura o que Schrödinger fez com as alunas). Com Dirac não seria diferente. Ele fez uso de sua tara em seios como fonte inspiradora para chegar à equação. E após algumas semanas, chegou aos hieróglifos que você viu há pouco.

Aplicações[editar]

Devido ao seu importante enchimento de linguiça papel na validação da teoria quântica, esta equação é muito utilizada tanto na Mecânica Quântica quando na Murphydinâmica Quântica, servindo a cada uma destas ciências em buracos lugares diferentes:

Imagem da anulação entre uma partícula e uma antipartícula.

Mecânica Quântica[editar]

A importância desta equação está em provar que a antimatéria ecziste. Através da manipulação destes hieróglifos, chega-se à conclusão que, junto com a partícula que você encontrou, haverá outra que acabou de sair do armário. Essa partícula que tem o sinal trocado, se entrar em contato com a partícula que você estava procurando, irá anular as duas partículas e liberar uma quantidade incomensurável de energia, cerca de cem vezes o que Itaipu produz por hora.

Por meio desta equação e de estudos subsequentes, foi provada e reconhecida por A mais B que a antimatéria existia e não era uma invenção. Com isso, já se iniciou a pesquisa para a produção de armas e bombas baseadas nesta tecnologia, mas sem sucesso, devido às propriedades altamente explosivas da união da matéria e antimatéria.

As partículas com suas respectivas antipartículas.

Murphydinâmica Quântica[editar]

A importância da equação para a Murphydinâmica Quântica é a explicação da forma como os ázarons interagem quanticamente com a matéria, a fim de provocar as distorções que conhecemos como azar. Essas interações, antes incompreendidas pelos vagabundos estudiosos no assunto, tornaram-se fáceis de entender com esta equação.

Segundo estes estudiosos, ela tece a probabilidade da função de onda colapsar em função do nível de conveniência do observador, exatamente como a Murphydinâmica Quântica postula. Esse fato ajudou a fortalecer a teoria quânica e ainda fez com que esta equação tivesse algum uso, que acabou rendendo algum reconhecimento a Paul Dirac e sua técnica de inspiração por meio da observação de seios.

NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Equação de Dirac.

Ver também[editar]