Desnotícias:Descoberto o segredo para vencer o Porto de Sérgio Conceição

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

PORTO, Portugal

Em uma grande reviravolta digna de um episódio dos Cavaleiros do Zodíaco, Sérgio Conceição foi atingido pelo próprio golpe e o Futebol Clube do Porto foi eliminado da taça de Portugal jogando no Estádio do Dragão frente ao Sporting Clube de Braga.

No primeiro confronto entre as duas equipas, que terminou empatado e com os portistas com dois jogadores a menor, Conceição virou-se a Carlos Carvalhal, treinador bracarense, e declamou que se o jogo fosse disputado 11 contra 11, o Braga teria levado cinco ou seis golos. No jogo da volta, assim como Shiryu de Dragão teve que ficar cego para vencer Algol de Perseu, o treinador do Braga adotou uma estratégia completamente impensável e aplicou a versão futebolística do gambito da rainha no treinador portista: aproveitou a suposta força do elenco portista em condições numéricas iguais para ter um jogador expulso e manter o Porto sem liberar seu máximo potencial, e chegando à incrível marca de 3-0, o que é algo que deve ter acontecido pela primeira vez na centenária história do clube bracarense, e estamos falando dos jogos contra todos os adversários, placar que foi descontado pelo Porto antes do intervalo.

No segundo tempo, o Porto chegou a pressionar e marcar o segundo golo, mas o empate não chegou e o clube, que já está a mais de dez pontos do líder Sporting (não, apesar desta ser a Desciclopédia, nós não estamos brincando, o líder é mesmo o Sporting!), foi eliminado da Taça de Portugal, podendo completar a quadra de um ano sem títulos assim que Cristiano Ronaldo marcar os dois golos que reserva para a próxima partida da Liga dos Campeões.

Fontes[editar]

Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram