Desnotícias:Bolsonaro anuncia o novo ministro da saúde depois de Pazuello não ter dado o cu pra ele

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Brasília, Brasil

Finalmente o presidente Buchonaro decidiu exonerar o ministro da saúde Eduardo Pazuello depois do mesmo não aceitar sexo anal para o presidente, depois disso o messias resolveu constatar seus assessores que conversem com os deputados e senadores do centrão, para ser seu novo escravo sexual.

O presidente da câmara dos deputados Arthur Lira indicou Ludhmila Hajjar para ocupar o cargo, e o Presidente aceitou, sem saber que não era aquela Ludmilla e sim uma véia esquerdista que já foi amante do Lula, e isso deixou o Presidente extremamente decepcionado, que, estava na seca, e não transava com uma mulata desde que acusaram ele de estupro racial, se é que isso existe.

Então, com forte pressão do meu pau da oposição e do centrão decidiu contratar o cardiologista, amante do seu filho 01 Marcelo Queimarosca Queiroga, que, mesmo tendo bom senso (algo que o antigo não tinha) aceitou a proposta, e vira o quarto ministro a ocupar o cargo no Ministério da saúde durante a coronavírus.

Fontes[editar]

  • Novo ministro anunciado — Marcelo Queiroga é escolhido por Bolsonaro para ser novo ministro da Saúde no lugar de Pazuello, 16/03/2021
Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram