Delaware

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Delauêre
Bandeira de Delauêre
Bandeira de Delaware
Brasão de Delauêre
Brasão de Delaware
Lema FIRST!
Apelido A Pequena Porcariazinha
Gentílico delawariano
Localização
Localização de Delauêre
Capital Sabonete Dove
Maior cidade Smilinguido
Estados limítrofes Acre
Características geográficas
Área Igual Sergipe
População 1,8 mi ex-escravos hab. 1863 IBGE
Densidade 177,93 hab/km²
Clima tedioso


Delaware, ou para as pessoas que odeiam o W, Delauare, é um dos 50 estados dos Estados Fudidos da América, um desses micro-estados localizados na costa leste do país que está ali visivelmente só para fazer número com sua pequeneza e impressionar as pessoas quando dizemos que os EUA tem 50 estados, o que acontece quando consideram uma área do tamanho do seu quintal como estado. Por só estar ali para fazer número, é o estado norte-americano que menos tem alguma identidade própria ou importância nos grandes conflitos.

História[editar]

A famosa Delaware Memorial Bridge criada em 1951 especificamente para que quem estiver viajando de carro de Nova York para Washington possa passar por cima de Delaware sem precisar encostar em seu solo.

A região era milenarmente habitada pelos índios paunuteuku, uma tribo de hostis aborígenes, hoje extintos, mas diz a história que tinham o hábito de canibalizar rivais comendo os cus de seus desafetos, infligindo graves marcas de humilhação nestes rivais. Foram todos, como sabemos, dizimados pelo politicamente correto militado pelas mamães de garotos criados a leite com pera que não aguentam 1 minuto de porrada com um índio aborígene que teve seu lar surrupiado por colonizadores europeus.

Os primeiros europeus a chegarem no atual território de Delaware foram os neerlandeses em 1631, procuravam um cantinho para plantarem seu haxixe em paz e assim fundaram uma pequena farmácia para a venda de cannabis recreativa chamada de Zwaanendael. A vendinha não durou nem 1 ano, primeiro porque os usuários logo estavam pelas sarjetas assaltando as pessoas e os não-usuários daquela vendinha se revoltaram incendiando o local e expulsando os holandeses.

Os segundos a tentarem algo em Delaware foram os suecos em 1638 quando fundaram ali uma bela de uma porcaria chamada Nova Suécia, a ideia era criar um puteiro livre de impostos, mas que não deu muito certo também por resistência dos índios locais servirem de matéria-prima. Aliás, os suecos tão acostumados em viverem numa península em formato de pênis, decidiram arriscar criar uma colônia cujo mapa também fosse um formato de pênis murcho, então a península de Delaware mostrou-se ideal para a sua empreitada de insucesso, pois não duraram ali nem 17 anos, afinal a marinha sueca feita de barcos vikings movidos a remo tornava tudo um grande transtorno esse transporte entre Estocolmo e Delaware.

E assim em 1682, o almirante William Penis, que tinha esse apelido em chacota devido ao seu pênis similar a uma ervilha seca, triste com sua má fama decide procurar pelo Acre para conquistar alguma fama, mas por ser um gordo obeso não foi muito longe e teve que se contentar em pegar Delaware mesmo para a Coroa Britânica (Elizabeth). Até 1704 tudo ali era parte da Pennsylvania, mas os governantes pensilvanianos, cansados de sempre esperar os fazendeiros de New Castle (que apesar do nome, no máximo tinha só um celeiro, e jamais um castelo) comparecerem às reuniões, decidiram que aquele metade de península poderia ser um estado separado.

Delaware foi uma das Treze Bitches do UK, na época colonial focou sua economia na melhoria de vida e seguridade social à africanos. Como o local do estado era muito ruim para plantio, os governantes locais viram como uma oportunidade econômica importar o que eles chamavam de niggas para criarem sitcons a serem exibidas nas tardes do SBT. A ideia deu muito certo, e no auge desse comércio em 1780 Delaware continha 1,8 humoristas negros trabalhando para uma meia-dúzia de branquelos velhotes de pinto pequeno.

Tudo muda em 1776 quando os principais financiadores e compradores das dorgas produzidas em Delaware, os britânicos que adoravam comprar sua ervinha para o chá da tarde, ficaram de mal com a sua colônia. Durante a Guerra de Independência dos Estados Unidos da América Delaware aproveita para declarar independência é da Pensilvânia. Na guerra os soldados de Delaware foram os mais fracassados, o que explica porque hoje em dia ninguém os respeita direito. A sua única divisão de infantaria, oficialmente chamada de "Delaware Blues" ficou conhecida pelo apelido de "Blue Hen's Chicks" algo como "As Vadias Galinhas Azuis" em alusão à fraqueza daqueles soldados. Mas no final, graças à competência dos outros, os Estados Unidos ficou independente, mas não a toa Washington ficou em Maryland e não em Delaware.

Em 1861 ocorria a Guerra Civil Americana, e Delaware ficou do lado da União, embora toda a população fosse composta de rednecks solidários à Confederação, os poucos líderes de bom senso perceberam a insanidade que seria combater Daniel Day-Lewis, Leonardo di Caprio e os bigodudos das gangues de nova York. Outro golpe foi quando em 1863 a escravidão foi abolida, afundando Delaware numa grave social, pois agora não podiam mais trazer africanos para uma vida melhor no sonho americano. Os líderes de Delaware então precisaram mobilizar toda aforça nacional para a conquista do Texas e do Novo México, para que os latinos pudesse chegar à Delaware pelos coiotes de Tijuana e Mexicali.

Com os Estados Unidos estabelecido como uma nação forte, Delaware passou a ser meramente um estado parasita, localizado bem no meio da costa leste, dar a independência para essa porcaria de estado não é mais uma opção, então os estadunidenses deixam Delaware ali, se achando grandes coisas, mas todos sabem de sua insignificância, tipo como os baianos fazem em relação ao Sergipe.

Geografia[editar]

Delaware é tão insignificante que ocupa apenas meia-península, a outra metade da península de Delmarva está com a Terra da Maria, sendo Delaware o segundo menor estado dos Estados Unidos porque nem na disputa de menor estado ele consegue ganhar.

Contudo, o estado pelo menos serve para nos ajudar a estudar geometria euclidiana, pois é tudo tão sem graça por lá que eles precisam forçar algo de interessante até no desenho de sua fronteira. O pedaço de sua fronteira com a Pensilvânia é chamada de Twelve-Mile Circle, uma curva circularmente perfeita, e é só isso que eles acham grandes coisas de interessante a se dizer.

Cultura[editar]

Uma das tantas placas de boas vindas sinceras de Delaware.

Cquote1.png Parece guri retardado de youtube, só sabe dizer FIRST! Cquote2.png
Oscar Wilde sobre cultura de Delaware
Delaware é um estado pequeno, desprezível e sem importância, não tendo ele muito o que oferecer aos seus habitantes para que formem costumes ou uma identidade local. Os habitantes locais então passam os dias bolando e inventando mirabolantes mentiras sobre terem sido o primeiro estado americano a fazerem alguma coisa, e algumas raras vezes criando algo muito bizarro e realmente se tornando o primeiro estado americano a realizarem tal ato. Toda placa de "Bem vindo à Delaware" necessariamente vem com um subtítulo dizendo "o primeiro estado a <insira alguma mentira aqui>". Pelo menos, com a passagem do Furacão Isabel em 2003 Delaware de fato tornou-se o primeiro estado, não apenas norte-americano, mas do mundo, a ficar inteiramente dentro do olho de um furacão.

Transportes[editar]

Por ser um lugar pequeno, só há um modo de chegar ali, que é usando a Interstate 95, uma rua que sai da Times Square rumo à Washington e que infelizmente precisa passar por Delaware. Por sorte esse pedaço dura só uns 10 minutos de carro, então o martírio do tédio pode ser evitado. Outra opção seria pegar um bote em Cuba e ir remando até Dover, mas depende muito de seu grau de desespero.

Turismo[editar]

Delaware é o lar daqueles americanos mais tradicionais, devido ao solo arenoso é proibido construir edifícios no estado, somente casas de no máximo dois andares, criando assim toda uma paisagem que falsamente parece tão bucólica e pacata, mas quando você se aproxima só é um brejo frio e fedorento. Isso atrai muitos turistas desavisados, 99% deles pessoas que foram enganadas sobre uma falsa propaganda de que há algo de interessante em Delaware, os demais 1% são pessoas que tem tios em Delaware e não são desnaturadas e então não podem evitar de precisar visitar o lugar de vez em quando.