Cuckold

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif SAAAFAAAAADO(a)!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!

Barrichello Criyng.jpg Cuckold é um(a) PERDEDOR(A)

E não adianta chorar, sempre vai se foder bonito.

Clique aqui para ver outros azarões.
Cquote1.svg Cuco, cuco, cuco, cuco... Cquote2.svg

Cquote1.svg Você quis dizer: Youtuber? Cquote1.svg
Google sobre Cuckold
Cquote1.svg Você quis dizer: Voyeurismo? Cquote1.svg
Google sobre Cuckold
Cquote1.png Experimente também: Creampie Cquote2.png
Sugestão do Google para Cuckold
Cquote1.svg Cuco! Cuco! Cuco! Cquote2.svg
Cuco sobre Cuckold.
Cquote1.svg Vai lá gatinha, arrasa! Cquote2.svg
Praticante de Cuckold para a própria namorada.
Cquote1.svg Puta merda! Cquote2.svg
Você ao saber o que é isso.
Cquote1.svg Se ele deixa eu pego! Cquote2.svg
Eu sobre namorada de um praticante de Cuckold.
Cquote1.svg Não sou machista, pode vir meter na minha esposa! Cquote2.svg
Youtuber intelectual e desconstruído

Cuckold é mais um hábito sexual estranho de quem não tem o que fazer, e falando a verdade é coisa de maluco. Consiste em sentir prazer em observar o parceiro trepando com outra pessoa, isso mesmo, traição consentida, o que por si só já é bizarramente engraçado.

O termo é utilizado também para o corno pós-2015, que se descobre corno mas fica suportando quieto os chifres que o parceiro continua a lhe dar pra não manchar sua imagem de homem desconstruído ou algo do tipo, mas na verdade é por ele ser um completo banana sem amor próprio e com zero culhões. Situação bastante recorrente com attwhores do tipo youtuber e subcelebridade.

Origem do nome[editar]

Cuckold, isso mesmo o cara que leva chifre é OWNED.

Cuckold por incrível que parece se origina da palavra cuco, aquele passarinho sacana que adora deixar seus ovos em outros ninhos para que os filhotes sejam cuidados por outrem, ao mesmo estilo do que o Ricardão fez com seu pai, obrigando-o a te receber, fato esse que o Ricky nunca se arrependeu.

O cuco macho tem o péssimo hábito de abrigar em seu ninho uma fêmea extremamente promíscua, ela costuma dar saidinhas e voltar com ovinhos devidamente fecundados, seja por águias, pato ou beija-flores, o que o carcteriza como um corno manso, contudo certos seres irracionais viram no hábito uma forma de arranjar alguma espécie de prazer, por mais heterodoxo que seja.

Praticando[editar]

É mais ou menos assim... O cara apoia a namorada.

Toda essa diversão consiste basicamente no seguinte:

O praticante convida a namorada para uma saudável volta ao redor do deserto parque Eis que então surgem enormes tentáculos e ele a convence a praticar um ménage a trois com outro cara, a garota assustada, ou não, topa. Eles arranjam o terceiro membro, se você der sorte quem sabe até consegue. Então eles se mandam para um local apropriado, seja um drive-in, um motel ou a casa da mãe Joana mesmo.

Após vocês se reunirem para a suruba, o namorado da garota pede para que o cara recrutado a coma enquanto ele simplesmente olha, não tem como não achar estranho, mas já que ele pediu, não serão feitos questionamentos a cerca disso, tudo o que sabe-se é que ao fim o cara ficará com a péssima fama de corno.

Quem faz?[editar]

Adepto ao Cuckold observando o parceiro.

Quem não gosta de ver o parceiro sendo comido por outra(s) pessoa(s)? Bem nessa categoria incluem-se:

  • Zelófilos — Pessoas com tara por ciúmes, WTF? Pessoas que adoram sentir ciúmes, que sem dúvida possuem alguns parafusos a menos ou sérios traumas infantis, por que se excitar com o parceiro transando com outro é algo bem... Incomum.
  • Voyeurs — Sentem prazer em simplesmente olhar que quer que seja transando, podendo ser o parceiro, ou não. São seres estranhos pois preferem assistir a fazer, sem dúvidas devem ter tido algum problema na infância, tal como ser estuprado pelo próprio porquinho da Índia.
  • Vidrados em submissão — Sentem que assim estão subjugando o parceiro, obrigando-o a ficar com outro, doce engano, o que no máximo estão fazendo é arranjar um belíssimo par de chifres.
  • Pessoas com prazer e medo de traição — Para começar merecem o hospício, ter medo é compreensível mas ter tesão por ser traído é algo muito bizarro, digno de aparecer na Superinteressante.
  • Cornos mansos.

Praticantes famosos[editar]

Ver também[editar]