Companheiro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Olha cumpanheiro, eu ffo le differ uma coiffa Cquote2.png
Lula sobre companheiro
Companheiro é tudo aquilo que eu NÃO preciso, mas para que você entenda melhor, ei de explicar igual a um dos meus melhores profes, que por sinal estudei em um dos piores high school estaduais possível, o troço é podre mesmo, um dos últimos a receber verba :) Nem por isso deixa de ser possível bons professores, que por sinal são companheiros, já vi um chamar aluno pra porrada lá fora... Vamos ao que interessa.

Eu preciso...[editar]

Motivo de dificuldades em achar um companheiro.
Companheiro ideal pra você.

A companhia (se não escrivinhei certo corrija, companheiro), significa não apenas alguém por perto, mas é algo mais, e nem me refiro à companhias do tipo procurado por Paulinho Rola (lembra dela?), é só tipo alguém que está por perto em horas cruciais e pode vir a ser útil, ou sempre é útil sem que se perceba.

Paulinho Rola deu uma pista do que pode ser um companheiro: No caso dele serviria para lhe comer a bunda entre outras coisas, mas a utilidade de um companheiro varia de acordo com o gosto da criatura que quer um.

Algumas pessoas não querem admitir, por serem algo religiosas, que não casaram com a bênção de deus, às vezes sequer no cartório, mas para não falar que são amasiadas, amigadas (amizade também não é essa porra), ou namoram como se fossem casadas há algum tempo, elas dizem que têm um companheiro, mesmo que mal sirva pra dar umas trepadas. Foi exatamente daí que Paulinho Rola disse precisar de um companheiro, sendo que na verdade ele queria um bofe, ou a palavra estranha que a bicharada queira inventar.

De um...[editar]

Nem é preciso que o companheiro seja uma pessoa, pode ser mesmo um cachorro, gato, porcaria de bicho infeliz que foi transformado em pet que seja, mas isso porque os humanos acreditam memso que bichos podem substituir uma pessoas da mesma espécie, quendo muito um chimpanzé faria isso, mas nem ele, muito menos ainda um felino, avenino, ou canino, embora esses últimos sejam tão idiotas (o lobo nem sabe como tem um parentesco tão alto), que são os mais domesticáveis e que grudam mais nas pessoas, a ponto de concordar com tudo que quem souber treiná-los mandar, até mesmo se fizerem farra furrie, o bicho concorda por mais medonho que seja seu dono.

A companhia do cão devia se ater apenas àquelas pessoas que juram ser amigonas íntimas do diabo, tais como Paulete Lebrezinha, que jura conversar com um demônio, dando um desconto para a Paulete, já que conversa com demônio se referindo apenas a um aliado de satã. Ora, se o satã é um só, que se chama, segundo a bíblia Supernatural, de Lúcifer, que sendo apenas um não teria tempo para ser companheiro de tanta gente e teria mais o que fazer.

Companheiro[editar]

Companhia perfeita.
Ao encontrar, expresse.

A coisa de dizer que até mesmo o capeta pode ser companheiro só podia mesmo sair da cabeça de macaquinhos humanos, que adoram uma fantasia, mas então posso mesmo ficar alegrinho em escrever mais uma sessão por aqui :D A pergunta é a seguinte: Se dizem que até o coisa ruim (isso é mineiro quem fala?), pode ser companheiro, então coisas não consideradas tão positivas, mas que estão sempre ao lado da pessoa podem ser chamadas companheiros, ou companheiras?

Eu mesmo respondo, quando a pessoas quer dizer que sua companheira por exemplo é a cachaça e embora tenha tido muié em sua vida e mesmo amigos, a criatura se sente melhor acompanhada de bebida alcólica decerto porque se sente mais confortável ao beber do quem com quer quer que seja. Já de chamar coisas ruins de companheira não sei se pode se referir à uma ficante, namorada muié, que seja uma baranga, ou uma megera, pois nesse caso, mal está servindo para uma boa trepada e, segundo se parece, companheiro(a) deve ser ao menos algo que sirva pra algo e queira estar com a pessoa para causar bem estar de algumas forma.

Mas não era certo que companheiro era alguém apenas que estava sempre junto? Não, não... tem que ter uma utilidade, mas no caso citado, a utilidade pode parecer algo bom para esse bebum dos infernos, mas ela é tão momentânea que nem compensa, a mesma coisas de que resolveu ser chaminé ou noiado, parece companheiro(a), mas não é pois a utilidade não bem utilidade e vá arrumar um companheiro, seja quem ou o que for e sossegue esse rabo.