Coahuila de Zaragoza

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coahuila de Zaragoza é um daqueles estados grandes (relativamente) e desabitados do norte do México, aonde 98% da população sobrevive se alimentando de cactos e por fotossíntese.

História[editar]

Formidável Speddy Gonzales, o Ligeirinho. Recebendo a recompensa em queijo, pela contribuição na Revolução Mexicana.

Essa inóspita região, que nem os Estados Unidos fazem questão em ter, também não há 1 grama de ouro e nem os astecas tem coragem de se aproximar. Hoje, os raros habitantes daquelas redondezas são chapeleiros que passam 90% do dia dormindo para conservar energia alimentando-se da energia solar e sem a necessidade do consumo de água.

Durante a colonização espanhola, a atual região de Coahuila foi denominada de Nova Extremadura em alusão aos estados espanhóis na criação da Nova Espanha. Esta foi uma bem humorada piada da coroa espanhola para ofender os habitantes de Extremadura. Atualmente é Zaragoza que está sendo ridicularizada sendo comparada a Coahuila.

No início do século XX, quando Coahuila começou a aparecer em alguns mapas, aquela região foi berço de um dos heróis nacionais do México, o Formidável Speedy Gonzales, o Ligeirinho, que comandou a Revolução Mexicana no norte do país, acabando com o exército dos conservadores liderados por Frajola e Coyote.

Nos tempos modernos, Coahuila de Zaragoza não passa daquelas montanhas de fundo (fronteira), nos filmes de faroeste. E atualmente, Coahuila serve de colônia penal ao México.

Geografia[editar]

Esta região é compreendida por um vasto deserto aonde se encontram diversas reservas ambientais que tem a sua importância biológica em dúvida, já que não há natureza ou animais vivos complexos na região.

É daqui que sai todo o carvão que movimenta os trens a serem constantemente assaltados no estado por bandidos à cavalo.É também na região que são produzidos os únicos vinhos em solo mexicano. Os mais secos do mundo.