Cipião Emiliano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Romanopre.jpg ROMANI ITE DOMVM!!!

HÆC ARTICVLVS ROMANVM EST. LATIM LOQVÆBITVR. NON INTERLEGIT? HVMORIS PRIVATVS NON EST. MVITISSIMVS ENGRAÇATVS! SED ROLA MEAM VADE MAMARE! VADE FŒDERE CVM PORRIBVS NOSTRVM.

Spqrpre.jpg


Cquote1.png Issaê, netão Cquote2.png
Cipião Africano sobre Cipião Emiliano

Busto de Cipião mostrando que ele cheirava gatinhos.

Cipião Emiliano (em latim Publius Cornelius Scipio Æmilianus Africanus, 185 a.C. - 129 a.C.) foi um outro grande general de Roma que ajudou a destruir tudo o que restava do mundo não-romano. Lutou na Terceira Guerra Púnica contra Cartago, onde destruiu tudo, deixando a cidade mais vazia que uma cena da Uma escolhinha muito louca. Também concluiu as Guerras Celtibéricas conquistando Numância.

Biografia[editar]

Cipião era filho do primeiro casamento de Lúcio Emílio Paulo Macedônico, conquistador da velha carcomida Macedônia. Foi adotado mais tarde por Públio Cornélio Cipião, conquistador de Cipiânia, que era filho de Públio Cornélio Cipião Africano, conquistador da África. Seu irmão Quinto Fábio Máximo Emiliano, consquitador da Emília, foi adotado por Quinto Fábio Máximo, conquistador da Máxima. Depois de conquistar a Numância, foi chamado de Numantino.

Por ser um garoto muito saliente, desde pequeno ficava duvidoso entre a luta greco-romana ou a luta romano-grega. Ao sanar suas dúvidas, converte-se à tradição dos Cipiões, junto políticos como Lúcio Calpúrnio Pisão Cesonino, conquistador de César e Quinto Fábio Máximo Emiliano; filósofos como Panécio de Rodas, sambista e conquistador da Roda; escritores como Lucílio e Terêncio; historiadores como Políbio; e assistentes sociais como a sua mãe. Casado com sua prima, teve de viver o dilema de sua prima e sua filha serem a mesma pessoa. Mesmo sendo parente dos Graco, não era favorável à Reforma Agrária indicada pelos mesmos, pois isso contrabalancearia a inflação estatal, podendo intervir o Estado na economia, tirando assim os princípios básicos do capitalismo financeiro.