Capuz Vermelho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Capuz Vermelho é um pseudovilão criado para reciclar personagens esquecidos pela DC Comics.

História[editar]

Capuz Vermelho em cena de um crossover com o Lobo.

A identidade mais conhecida do Capuz Vermelho é a de Jason Todd, que assumiu o manto em 2005, mas na verdade o personagem é bem mais antigo e já foi interpretado por outros inimigos do Batman.

O primeiro a se apresentar com esta alcunha foi ninguém menos que o Coringa no longínquo ano de 1951, quando ainda era um reles assaltante medíocre que cometia seus crimes usando uma grande capa com capuz na cor vermelha, vindo daí o apelido. Durante o roubo a uma fábrica de produtos químicos, é encurralado pelo Batman e cai em um tonel químico tentando escapar, ficando assim com sua aparência bizarra atual de pele branca, boca vermelha e cabelo verde, adotando o codinome Coringa.

Ânus Anos depois, quando ninguém mais lembrava da existência do tal Capuz Vermelho, resolveram trazê-lo de volta para justificar o reaparecimento de Jason Todd, o segundo Robin, que supostamente havia sido assassinado pelo Coringa. Em seu retorno, Todd sequestra o Coringa para se vingar e tomar seu lugar como o maior criminoso de Gotham, aproveitando para se vingar também do Batman, que não teve a competência de salvá-lo da morte que acabou nunca ocorrendo de fato. Todd então passa a usar uma fantasia bizarra que parece um cruzamento entre o Justiceiro e o Deadpool, autodenominando-se o novo Capuz Vermelho.

Existe ainda uma terceira versão do Capuz Vermelho com a qual ninguém se importa, que apareceu na minissérie Reino do Amanhã. Nesta encheção de linguiça, transexualizaram o personagem e o transformaram na filha bastarda do herói Ricardito com a vilã Lince, que ficou parecendo mais é uma versão fajuta da Chapeuzinho Vermelho.

Ver também[editar]