Bernard

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernard
Bernard.jpg
Pra relembrar dos velhos tempos de Atlético Mineiro, Bernard foi o guia dos alemães no passeio que fizeram no Mineirão
Apelidos Alegria nas pernas e lágrimas nos olhos, Substituto do Neymar
Nacionalidade Bandeira do Brasil Brasil
Posição Jogador cai-cai, jogador que faz fumaça
Chuta mal com os dois
Clubes Atlético Mineiro, Shakhtar Donetsk e Everton
Estilo de Jogo Triatleta: corre, pedala e nada
Gols Fizeram falta contra os alemães
Prêmios "Melhor Guia Turístico de 2014", prêmio dado por Candira


Cquote1.png Não tem problema que o Neymar tá fora, menino Bernard tem alegria nas pernas Cquote2.png
Galvão Bueno, momentos antes da desgraça acontecer

Bernard (8 de Setembro de 1992), o menino com alergia nas pernas, foi um dos principais jogadores da seleção no jogo treino contra a Alemanha, na Copa do Mundo de 2014. Assim como os outros brasileiros, ainda não conseguiu encontrar o Khedira.

Carreira[editar]

Nasceu em Belo Horizonte e iniciou sua carreira no Atlético Mineiro, ou seja, já estava predestinado a ganhar apenas títulos inéditos em sua carreira. Felipão deveria ter considerado este detalhe antes de escalá-lo contra os alemães futuramente, se o cara não pode nem ganhar um bicampeonato, como ele iria poder ganhar um hexacampeonato?

Em suas primeiras partidas pela equipe mineira, foi escalado como lateral-direito, e não teve um desempenho muito melhor do que um cone. E como jogar mal é um diferencial para fazer parte dos titulares do Atlético Mineiro, Bernard passou a estragar integrar os 11 iniciais, fazendo vários nadas em todas as partidas, apenas correndo e driblando pra trás. Daí que veio o apelido de "Alergia nas Pernas".

Em algumas partidas, foi escalado como atacante secretário de lateral, posição na qual também fez porra nenhuma.

Foda-se que não jogava nada, como o que importa hoje em dia é a força do empresário, Bernard foi vendido para o Shakhtar Donetsk, o único time da Ucrânia, pois só jogando sem adversários que ele poderia ganhar um bicampeonato na carreira. Mas nem assim conseguiu, sendo vice do Dynamo de Kiev duas vezes consecutivas.

Foi banco na equipe russa, e como prêmio por isso, foi convocado por Felipão para a Copa de 2014 - mais do que isso, ainda foi escalado para substituir Neymar na semifinal contra a Alemanha, já que o time alemão não marcava muito, e não eram necessários os 3 volantes, além do conhecimento de Dante sobre os esquemas táticos dos adversários. O resultado não precisa ser mencionado por aqui.

Atualmente[editar]

Está jogando no Everton da Inglaterra. Sua principal jogada é passar por debaixo dos adversários com mais de 1,90m de altura.