Baba Cósmica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Playinguittar.gif

Kurt Cobain deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.

Abbey Road vazio.jpg Baba Cósmica já acabou!

Mas ainda fazem sucesso (ou não).

Clique aqui pra ver os grupos que non eczisten mais.

Dalto.jpg
Este artigo é coisa de artista de um hit só!

Se você conhece outra música desse artista, você deve ser um fã muito doente ou alguém da família dele. Se você vandalizar, vai começar o Rebolation tion.

Conheça outros esquecidos aqui.
Baba Cósmica reunidos e irritados por perceberem que só lembram deles por causa dos Mamonas.

Cquote1.png Você quis dizer: O plágio de Mamonas Assassinas que na verdade foi plagiado pelos Mamonas, ou não Cquote2.png
Google sobre Baba Cósmica
Cquote1.png Já querem inventar outro Mamonas, esses carniceiros do SBT! Cquote2.png
Você sobre Baba Cósmica, ignorando o facto que o Baba Cósmica veio antes.
Cquote1.png Sábado de sol, aluguei um caminhão... Cquote2.png
Provavelmente a única coisa que vocês lembram produzida por eles.

Baba Cósmica foi uma banda de rock e punk lá do início dos anos 90 que fazia muito rock imbecil, na linha de bandas como Ultraje a Rigor, João Penca e Seus Miquinhos Amestrados e Dr. Silvana. Ficaram mais conhecidos mesmo pela infelicidade de terem emprestado uma música deles, Sábado de Sol, para uma banda decadente de cinco garotos de Santos que nunca faria sucesso nem iria tocar em todos os programas de TV na época e encher os sacos dos pais que iriam ter que comprar um maldito CD dessa banda e ver o filho ouvir até explodir o som de casa ou furar o CD de tanto arranhão, ou mesmo até deixar todos os pais violentamente insanos mentalmente e precisando de auxílio terapêutico de tanto imaginar uma Brasília Amarela. Bem, pelo menos pro Baba Cósmica TALVEZ teria sido bom mesmo que essa banda que pegou sua musiquinha e foi com a galera comer feijão no caminhão em pleno sábado de sol não tivesse feito mesmo sucesso, mas todo mundo aí sabe que só em falar o nome Mamonas Assassinas qualquer muleque dos anos 80 e início dos 90 irá ficar insano e dizer "AQUILO ERA MÚSICA LEGAL! O ROCK MORREU ALI!" e bravatas retardadas do tipo.

Com isso, o Baba Cósmica acabou virando, pra muitos garotos burros como eu uma tentativa de imitar os Mamonas Assassinas, quando na verdade eles já existiam anos antes, mas e daí, é igual dizer que antes do Brasil ganhar a Copa do Mundo a Itália e o Uruguai já tinham levado 2 e a Alemanha já tinha fisgado uma, é coisa de idiota, todos sabem que o Brasil é o país do futebol e nada existe antes do Brasil ou convencer os torcedores do Flamerda que o título de 87 é do Popóti do Hellcife.

Grandes sucessos[editar]

  • Sábado de Sol: Concorreu no MTV Video Music Brasil 1996 à Videoclipe da Audiência, Melhor Videoclipe de Artista Revelação, perdendo em todas porque o pessoal se perguntava onde estavam os Mamonas Assassinas no clipe.
  • ...
  • ...
  • ...
  • ...
  • É sério, não consigo lembrar mais nenhum...
  • Dizem que tinha uma tal de "Uma Pedra no Meu Caminho", mas parece mais um poema imbecil aí

Vamos pular essa seção, ok?

Formação[editar]

O power trio pagando de Mamonas Assassinas a todo custo.
  • Rafael Ramos - Vocalista e baterista, atualmente um dos caras da gravadora Deckdisk, junto com o pai descobriu os Mamonas Assassinas e acabou depois disso tendo que fundar outra banda, que não funfou também, acabou como produtor musical e também é um dos mais de zilhões de ex-VJs da MTV. Ironicamente já revelou muita merda nesse mundo, como Loser Manos, Maskavo, Relespública, Matanza, João Donato, Pitty, Móveis Coloniais de Acaju e Rancore, entre outros tantos que até hoje infectam o rock do Brasil.
  • Dois ou três perdedores que eu nunca me lembrei bem o nome deles.

CDs[editar]

  • Baba Cósmica (Demo) - 1994
  • Baba Cósmica 2 (Demo) - 1995
  • Gororoba - 1996 (o único que vendeu, graças ao facto de cantarem nele uma musiquinha de uma bandinha ai que explodiram num avião Learjet)
  • O Que Você Quiser - 1997, ninguém sabe, ninguém viu

Para relembrar[editar]

Já chega né, todo mundo sabe que eles cantaram outras músicas, né... como... como... er...