Apodi (Rio Grande do Norte)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Apodi, não o jogador de futebol
"Cidade ainda movida a festas de pobre forró e axé"
Bandeira de Apodi.png
Bandeira
Aniversário 23 de março
Fundação 23 de março de 1835
Gentílico Apodiense, Sobrevivente, Esturricado
Lema Mais quente do que apodi só o sol!
Prefeito(a) Um dos cabôco qualquer que foi eleito(a) pelos outros 14 eleitores. (Allan(a) Silveira)
Localização
Localização de Apodi, não o jogador de futebol
Estado link={{{3}}} Rio Grande do Norte
Mesorregião Ceará Potiguar
Microrregião Apodi Chapado
Municípios limítrofes Governador Dix-Sept Rosado, Felipe Guerra, Caraúbas, Umarizal, Riacho da Cruz, Tabuleiro do Norte, Alto Santo e Potiretama, Itaú, Severiano Melo
Distância até a capital 342Km km
Características geográficas
Área Não disponível
População "Uns 10 a 15 cabôco, não passa disso." (IBGE 2018) hab.
Idioma Nordestinês
Altitude Não se sabe a altitude em relação ao mar mas é a uns mêi metro do nível do sol (Nasa) metros
Clima verão

Cquote1.png Você quis dizer: iPod Cquote2.png
Google sobre Apodi (Rio Grande do Norte)
Cquote1.png Apodi (futebolista) Cquote2.png
Google sobre Apodi (Rio Grande do Norte) (Segundo resultado)
Cquote1.png Cimento Apodi Cquote2.png
Google sobre Apodi (Rio Grande do Norte) (Terceiro resultado)
Cquote1.png Sem resultados Cquote2.png
Google sobre Apodi (Rio Grande do Norte) (Quarto resultado)
Cquote1.png O carnaval ta ficando cada dia pior. Cquote2.png
Turista sobre a última vez que visita Apodi
Cquote1.png Lá vem o doido da lata. Cquote2.png
ÊÊÊÊ
Cquote1.png Pequeno Principe. Cquote2.png
Escola onde só tem viadinho metido a play boy e patricinha querendo da o cú
Cquote1.png Marimarin. Cquote2.png
O ladrão da cidade só vende coisa cara
Cquote1.png Panificadora Cristal. Cquote2.png
Vai roubar outro o pão se pegar se esfarela e é 1,0 real aff

Apodi é só uma cidade distante do Rio Grande do Norte que por muito tempo foi esquecida pelos seus governantes.

História[editar]

Apodi foi descoberto antes do Brasil em 1499 pelos espanhóis que buscavam pelo Acre, mas acabaram encontrando uma região muito mais inóspita, onde colocaram o nome do vilarejo de São João do Apodi. Aquelas terras, porém, ficaram abandonadas até 1680, afinal tinha porra nenhuma por lá, e foi rebatizado de Apodi em homenagem ao jogador de futebol.

Economia[editar]

A economia apodiense baseia-se na centralização do poder do prefeito. A mão de obra circula em torno das bondades do prefeito em arrumar emprego na prefeitura para o povo.

A situação na cidade é precária, o único lazer nos finais de semana é ir para o posto comer na conveniência ou patamá da igreja.

O grande problema de ir a um restaurante apodiense é que você não vai conseguir ter privacidade, afinal você está em Apodi e aqui sempre vão falar sobre sua vida nas calçadas alheias.

Política[editar]

A disputa política em Apodi trava-se entre o PCdoB que se diz nova geração que teve recentemente a perca de um dos seus principais nomes para o PSOL que se diz agora o principal partido da oposição da cidade. Depois tem também os do PMDB, PSB, PR, PT e etc que se unem em coligações, mas depois saem em conflitos sangrentos pela cidade querendo barganhar cargos e secretarias por ter apoiado uns aos outros.

A famosa política do pão e circo ainda é bastante utilizada e aceita, a partir do momento que vem Garota Safada e toca uma noite, todo mundo esquece que está sofrendo e votam novamente, no mesmo laranja, que adora sentar no palácio e se divertir. Ainda tem claro os famosos blogueiros locais que se acham inteligentes, postando os seus textos mal escritos e quase nada parciais, uns defendendo a prefeitura, outros atacando. Mas todos sabemos que cada um destes blogueiros está recebendo o seu.

Hoje Apodi vive a 3° guerra mundial, entre PMDB (bacurais) e PCdoB (bicudos) que em todas as eleições travam batalhas sangrentas.

Cultura[editar]

Houve uma tentativa frustrada de trazer o cinema para a cidade, entretanto, lotou tanto que o prédio cedeu e desabou... e hoje funciona uma central do cidadão.

Outra coisa muito interessante da cultura dessa cidade são os playboys, eles tem um estilo padrão de moto (sem retrovisor e com cano sport), caracterizados por serem injetadores de bomba musculosos, chinela havaiana (sempre), boné de (camelô) marca (inclusive à noite) e bermuda taktel (de florzinha) e as meninas que usam em to-da-e-qual-quer ocasião o batom vermelho PUTA (brega).

Ainda existem uns (bestas) cidadãos que ligam seus sons de alta potência, chamados de "Paredões" para poder (se amostrar) ouvir música (caralho de forró de corno) agradável até altas horas da noite. Esses (punheteiros) rapazes só sossegam quando chega a (inútil) maravilhosa policia pedindo para baixar o som.

Lazer[editar]

Dias normais em que a água das chuvas chega a lagoa de Apodi, formando assim pequenas ondas.

O Carnaval e a padroeira são quase estações do ano em Apodi. No fim do carnaval o povo já pensa na Padroeira, depois da padroeira o povo já pensa no natal e ano novo, depois do natal e ano novo, o povo só espera pelo carnaval e assim vai.

Recentemente uma obra de lazer foi construída em Apodi que beneficiou a todos os turistas. Trata-se de uma pista que passa por fora ("arrudeia") a cidade e evita que pessoas desavisadas passem por dentro da cidade, evitando o incomodo de perder tempo procurando algo pra fazer e ver em Apodi.

Turismo[editar]

Se você quer saber dos pontos turísticos, bem não saberia lhe dizer muito... mas com um praião daqueles você ainda quer o que? Museu?! Sei do litoral que é o, o resto dos pontos turísticos procure você.

Essa linda e maravilhosa cidade conta com uma infinidade (3) de pontos turísticos. Entre as mais conhecidas é a grande lagoa de Apodi que segundo estudos de vários pesquisadores contém inacreditáveis "uns 50 litros de água". A foto ao lado ilustra a grande lagoa de Apodi "tomando" um pouco de água em dias de chuvas.

Apodi só é procurada em época de carnaval, época quando o prefeito usa e abusa do dinheiro público para satisfazer seus desejos sexuais pessoais. Trazendo bandas pebas, com uma estrutura vagabunda, e mesmo assim dizer que foi gasto mais de 2 milhões de reais e todo mundo achar a coisa mais normal do mundo. Embora recentemente a prefeitura está fazendo um pouco diferente, pois está gastando apenas 1 milhão no carnaval e diz que está fazendo coisas boas para a cidade com essa economia, embora ninguém veja melhoria alguma.