Apocalypto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Apocalypto foi o segundo filme dirigido por Mel Gibson depois de A paixão de Cristo. Como o filme anterior, esse é falado numa língua morta que ninguém, mas ninguém mesmo em parte alguma do planeta fala mais: o idioma Maia.

Sete e Pata de Jaguar planejam o terceiro filho. Nem imaginam o que os espera...
O pescador tentando vender seu coração para Pata de Jaguar
Dez Picanhas decidindo quem vai estuprar Pata de Jaguar primeiro
A pequena prima indígena de Samara roga uma praga aos maias...
Broxado foi a uma clínica tentar o tratamento de fertilidade dos Smurfs
Pata de Jaguar puto da vida, pronto pra fazer picadinho de Dez Picanhas

Personagens[editar]

São divididos em dois núcleos:

Os bonzinhos[editar]

São o povo da vila que é vítima dos terríveis traficantes de órgãos maias:

  • Pata de Jaguar (Jaguar Paw): É o herói da história, um verdadeiro Rambo/Bruce Willis indígena. Derrota todos os vilões sozinho, bem ao estilo hollywoodiano.
  • Sete (Seven): A mulher do Pata de Jaguar. Carrega um filho no bucho, e ainda assim sobrevive ao ataque dos maias e de um macaco raivoso, bem como manda o clichê hollywoodiano.
  • Broxado (Blunted): O irmão mais novo de Pata de Jaguar. Não consegue ter filhos, nem com todos os tratamentos de fertilidade da ultramoderna medicina indígena. Apela até mesmo para o mais forte estimulante sexual conhecido no novo mundo: pimenta malagueta.
  • Céu Nublado (Flint Sky): O pai de Pata de Jaguar. Gosta de pregar uma peça nos outros, especialmente em seu filho Broxado. Depois de lutar como um touro contra os maias, é fudido degolado como um frango.
  • Corrida de Tartaruga (Turtles Run): O filho mais velho de Pata de Jaguar. Recebeu esse nome por ser meio retardado e lerdo das ideias. Durante todo o filme fica só com o nariz escorrendo.
  • Nariz Chato (Curl Nose): Um índio de nariz batatado, estava sempre fungando onde não devia e foi o primeiro a morrer no ataque dos maias.
  • Rã Flatulenta (Smoke Frog): Um índio que sofre de sérios problemas com gases. consegue matar muitos maias asfixiado antes de ser capturado e ter seus órgãos retirados.
  • Folha de Cacau (Cocoa Leaf): Entre os índios da vila de Pata de Jaguar, "folha" equivalia a "fruta", e esse índio recebeu esse nome por apresentar traços afeminados desde pequeno (ui).
  • Sogra: A sogra de Broxado, uma bruxa velha que quer porque quer um neto. É tão bruaca que os maias tentam vendê-la, mas não conseguem e a mandam para um puteiro de velhas.
  • Velho contador de histórias: É o homem que toda noite conta uma lenda para os índios da vila. Não chegou a ser capturado pelos maias porque morreu de morte natural antes.
  • Flor do Céu (Sky Flower): A esposinha de Broxado. fogosa e assanhada tenta fazer um filho toda noite e deixa o marido literalmente estrupiado. Se sente frustrada por não conseguir engravidar e só não se divorcia porque ama muito o estrupício.
  • Pescador: Na verdade não é da vila de Pata de Jaguar, mas foi capturado enquanto tentava vender seu peixe.
  • Garota da vila: Na verdade ela é de outra vila que também foi atacada pelos maias, e faz uma profecia macabra para estes: "dentro de sete horas o sol vai se esconder, a cobra vai picar, o jaguar vai morder e vocês vão morrer, seus desgraçados".

Os malvados[editar]

  • Lobo Zero (Zero Wolf): Um maia caçador de lobos, conseguiu extinguir a espécie na América Central, daí o nome esquisito. Tem uma batalha digna de faroeste contra Pata de Jaguar e, claro, acaba se fudendo e comendo capim pela raiz.
  • Meio Olho (Middle Eye): Um veterano de guerra que teve o olho atingido por uma lança durante uma batalha contra os incas. É também o vilão que degolou Céu Nublado.Mesmo sendo meio cego, é um dos guerreiros incas mais fodas.
  • Tinta de Cobra (Snake Ink): Ganhou esse nome pela sua bizarra habilidade de fazer tinta misturando sangue e veneno de cobra.
  • Gosma Pegajosa (Hanging Moss): Um maia que vive gripado, com o nariz escorrendo e cheio de meleca. Os guerreiros conseguiram criar um veneno mortal com sua meleca e o usam para matar os velhos e os incapacitados.
  • Bêbado de Quatro (Drunkards Four): Um maia que adora um , está sempre de pileque e quando toma todas solta a franga. passou doenças venéreas para todos os guerreiros maias. Ironicamente acaba morrendo picado por uma cobra bem na jugular.
  • Pedra de Cortar (Cut Rock): É o filho do chefe dos guerreiros, Lobo Zero. depois de fazer treze anos, é finalmente recrutado para o exército do pai e mata mais de cem índios. Por conta de sua aparência,nunca perdeu o cabaço.
  • Dez Picanhas (Ten Peccary): Mais um subalterno de Lobo Zero.
  • Mandíbula de Macaco (Monkey Jaw): Recebeu esse nome por ter uma mandíbula muito avantajada, semelhante mesmo à de um macaco. Tenta estuprar Sky Flower junto com Meio Olho e Garra de Urubu e é jurado por Broxado.
  • Garra de Urubu (Buzzard Hook): Recebeu esse nome pelos seus dedos mal formados, que muito parece garras de urubu com suas unhas afiadas. Morre ao cair da cachoeira.
  • Vento Falante (Speaking Wind): Tem esse nome pela sua habilidade extraordinária de falar com o vento (e este responde, ainda que somente ele consiga entender). Fumava muita erva, e acabou sendo pego por um jaguar.
Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Tenaya 7 descobre que é a irmã do Ranger Preto, mas ela é re-capturada por Kilobyte e transformada em Tenaya 15, ou que "o Coveiro" é uma mulher chamada Heather Taffet.

Spoiler3.jpg

História[editar]

A história começa com Broxado testando mais um tratamento de fertilidade: comer testículo de javali. Como tantos outros, esse tratamento não dá certo e ele é motivo de riso para os demais caçadores, e então tenta outro tratamento recomendado pelo seu pai (a pimenta). Durante a caçada os índios encontram o pescador e sua tribo, que fogem dos traficantes de órgãos maias. De volta à vila, Broxado é humilhado por sua sogra e vai fazer um tchaka-tchaka com Flor do Céu, mas coloca pimenta demais no pinto e acaba sendo motivo de riso para toda a vila.

À noite, Pata de Jaguar tem um sonho com o pescador em que este tenta vender seu órgão, e acorda com um cachorro pirento latindo. a vila é atacada pelos traficantes de órgãos. Céu Nublado, Nariz Chato, Rã Flatulenta e Folha de Cacau lutam como verdadeiros índios, mas são mortos e levam muitos maias filhos da puta com eles. Flor do Céu é currada e morta, e Broxado jura vingança (bem ao estilo hollywoodiano). Pata de Jaguar esconde Sete e Corrida de Tartarugas num poço e trucida Mandíbula de Macaco. As crianças foram deixadas para trás e os índios capturados foram levados ao templo maia e no meio do caminho, numa outra vila aniquilada pelos maias, encontraram uma menininha muito sinistra com uma doença nojenta, que profere a profecia lá de cima.

No templo, vários índios são sacrificados e retalhados, e quando chega a hora de Pata de Jaguar, o sol se esconde (porque ocorre um eclipse) e o padre inventa uma historinha de que o deus maia está satisfeito com os sacrifícios e foi tirar uma soneca, e logo o sol voltará (como acaba acontecendo). Os índios poupados são levados para serem desovados num terreno baldio. Pata de Jaguar, Broxado e o pescador tentam fugir, mas apenas Pata de Jaguar consegue, matando Pedra de Cortar e despertando a fúria de Dez Picanhas. Ele se embrenha pela mata e, tal qual Rambo, mata os maias um a um: o primeiro é Meio Olho, que fica cego de vez e cai num precipício; depois Gosma Pegajosa é trucidado pelo índio; depois ele sodomiza Bêbado de Quatro e o elimina; depois foi a vez de acertar contas com Lobo Zero, a quem ele também trucidou; e finalmente a batalha final contra Dez Picanhas.

Garra de Urubu e Vento Falante ainda tentaram pegá-lo de jeito, mas foram dar as boas vindas aos conquistadores espanhóis que chegaram à praia. Enquanto isso, Sete matou um macaco, sobreviveu á inundação do poço e deu à luz lá dentro (como uma típica heroína de cinema), e foi resgatada po Pata de Jaguar, e ambos foram encontrar as crianças e fundar uma nova vila.

Curiosidade[editar]

  • Os atores do filme são todos índios apaches
  • Diferente de A Paixão de Cristo esse filme foi um fracasso de bilheteria.