Ana Sofia Martins

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Skinny narrowweb 300x454,0.jpg Ana Sofia Martins é uma modelo anoréxica!

Este artigo contém fatos sobre uma modelo que precisa engordar uns 20 quilos pra ficar magra pra caralho. Sua dieta faz os presos em campos de concentração parecerem obesos e se virar de lado, desaparece.

Black Beer.gif Este artigo é negro AFRO-DESCENDENTE!!

Nem pense em dizer que são todos parecidos...

Cquote1.png A escravidão doeu mais nos brancos do que nos negros... Cquote2.png
Pelo menos foi o que o Bush disse.

Ana Sofia Martins
800.jpg
Pagando de gostosa
Nascimento 29 de Novembro de 1989
Bandeira de Portugal Portugal
Ocupação Modelo, Apresentadora de televisão e pseudoatriz

Cquote1.png Essa não é aquela daquele filme triste sobre a modelo negra de África, em que lhe cortam o clitóris? Cquote2.png
Carla Perez sobre Ana Sofia Martins
Cquote1.png ... Cquote2.png
Waris Dirie sobre citação acima
Cquote1.png Só gosta de chocolate branco, essa... Cquote2.png
Negão sobre Ana Sofia Martins
Cquote1.png Gosto de um bocado de chocolate no meu leite! Cquote2.png
Teu tio engraçadão sobre Ana Sofia Martins

Ana Sofia Martins (mais conhecida como "Ana Sofia") é uma modelo portuguesa de renome internacional, que, em 2015, achou que devia ir brincar de atriz para a TVI, quando foi protagonista da novela ou seriado (ainda ninguém percebeu), A Única Mulher.

Sua triste infância[editar]

Por favor, faça o seu donativo para alimentar Ana Sofia Martins.

Nascida em Lisboa, esta mulata gostosa mas magra pra caralho, é filha de pai cabo-verdiano com mãe portuguesa. Sua mãe desertou de casa e o pai abandonou-a, tendo sido educada pelos padrinhos do irmão, mas nem assim conseguiu escapar a viver num bairro suburbano de Lisboa, antros de criminalidade e tráfico de droga e armas.

Como todo o afro-descendente que vive em Portugal, passou sua infância a comer muamba e a dançar kizomba nos terraços de cimento do bairro, e trabalhava como empregada de mesa no restaurante dos padrinhos de seu irmão. Ou não. Mas Ana Sofia não gostava nem de muamba nem de cachupa, e como em sua casa só se comia comida africana, nunca conseguiu passar dos 50 kilos.

Honrado suas origens africanas.

Sua sorte mudou em 2004, quando tinha 15 anos de idade, e foi abordada nas ruas de Lisboa por uma agência de modelos. Afinal, Ana Sofia era magra pra caralho e Kate Moss era musa, e entrou para a Agência DXL, sendo o seu bilhete de entrada para a moda internacional e para muito dinheiro no banco.

Carreira[editar]

Depois de entrar pra agência, venceu um concurso em Portugal que a levou para Istambul, para representar o país na final do Look Models International, onde venceu o primeiro lugar e conseguiu contratos com várias agências internacionais.

Como foi pobre durante sua infância inteira, por vezes Ana Sofia ainda se esquece de usar calças.

Habituada a uma vida de pobreza, Ana Sofia ficou deslumbrada com o luxo da mundo da moda internacional e como cada mala dava para alimentar uma família de Lisboa durante 1 ano inteiro. Ver as outras modelos a mandar cocaína não a impressionou, a isso ela já estava habituada a ver no bairro onde havia crescido, só que eram as prostitutas sem dentes ou os maninhos do hip-hop, e não loiras subnutridas com 1 metro de 90 de altura ou gays de meia-idade.

Participou em campanhas para as maiores grifes do mundo da moda e designers internacionais, como a Benetton, Narciso Rodriguez, Victoria's Secret... Também fez muitos editorias de moda para a Marie Claire, Glamour, Cosmo Girls e outras revistas que ganham a vida a dizer às mulheres que estão gordas e que deviam se parecer com a modelo que está na capa. Em resumo, graças à sua magreza, Ana Sofia fartou-se de faturar e encher seus cofres.

Mas como se não bastasse, em 2012 torna-se apresentadora de televisão na MTV Portugal, e, em 2014, na SIC Mulher (um canal absolutamente ridículo e desnecessário) com o programa A Minha Vida Dava um Blog. Nesse ano, também apresenta a entrega dos prêmios da Academia Portuguesa de Cinema.

Em 2015 estreia-se como pseudoatriz, a convite do chefão máximo da TVI, José Eduardo Moniz, para protagonizar em A Única Mulher, onde era necessária uma mulata gostosa e José Eduardo não se lembrou de mais nenhuma.

Afiliados[editar]