Alone (Saint Seiya)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Alone)
Ir para: navegação, pesquisa


Macarraopre.jpg PORCA GIUSTIZIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Alone

Sacred god hades.jpg

Classificação Reencarnação divina
Cavaleiro
Deus a que serve Hades, oras
Armadura Armadura Divina de Hades
Golpes Pincelada do Mal
Perfil
Nacionalidade Italiana
Local de Treinamento Num orfanato qualquer da Itália, uma Igreja velha e o próprio Inferno
Nascimento Sabe-se lá
Frase Favorita "Nos reencontraremos mais tarde, Tenma!"


Cquote1.png Você quis dizer: Sozinho? Cquote2.png
Google sobre Alone (Saint Seiya)
Cquote1.png Experimente também: Acompanhado Cquote2.png
Sugestão do Google para Alone (Saint Seiya)
Cquote1.png Aloooooooooooone! Cquote2.png
Temna de Pégasus sobre Alone
Cquote1.png Meu irmão querido! Cquote2.png
Sasha (Saint Seiya) sobre Alone
Cquote1.png Never gonna be Alone... Cquote2.png
Nickelback sobre Alone
Cquote1.png Hades, vou acabar com você por matar o Tenma! Cquote2.png
Dohko de Libra sobre Alone
Cquote1.png Já peguei! Cquote2.png
Pandora Heinstein sobre Alone
Cquote1.png Já peguei! Cquote2.png
Temna de Pégasus sobre Alone

Apresentação[editar]

Não se enganem com esse rostinho, esse cara não é ninguém mesmo que o próprio Hades.

Sozinho Alone é o personagem principal do anime/mangá e, dessa vez, mais shounen do que yaoi, Saint Seiya: The Lost Canvas, criada pelo nerd-virgem (apesar disso ser bastante redundante) Masami Kurumada e companhia. Tal parte especial do anime que é à parte da ordem cronológica de Cavaleiros do Zodíaco, apesar de estarem entrelaçados (ou não), narra os acontecimentos ocorridos no tempo de 1900 e guaraná com rolha, durante a última Jihad Guerra Santa disputada entre a Deusa da Terra, Gaia Athena, e o Deus do Submundo, Hades.

Alone foi a peça chave para todo o desenrolar dessa trama, já que ele era justamente a reencarnação do Imperador do Inferno, além de ainda ser o irmão de sangue da reencarnação de sua maior inimiga, que nesse caso iria aparecer no corpo da hentai girl Sasha. Ele nasceu na Itália e tinha como melhor amigo o violento Tenma, que nada mais era do que a vida passada do Seiya de Pégasus.

Pintando como eu pinto[editar]

Seiya, Saori e Shun Tenma, Sasha e Alone, os protagonistas dessa era.

Assim como todos os outros personagens presentes no anime dos Cavaleiros do Zodíaco, Alone era órfão de pai e mãe, algo que persegue todas as gerações desses personagens somente para dar um drama a mais nas suas vidas, diferente por exemplo dos Guerreiros Deuses de Asgard, em que alguns ainda tinham a companhia de seus pais (apesar de alguns os matarem, ou render um ódio mortal deles), apesar dos apesares do espaço em que eles estavam.

Alone vivia em um orfanato na Itália (assim como muitos viveriam em um futuro distante na mansão de Mitsumasa Kido), mas apesar do seu nome significar "Sozinho" em Ingrês, ele tinha a companhia de muita gente, claro que todos órfãos e pobres, sem nenhum adulto os organizando. Ele tinha uma irmã super kawaii e lolicon chamada de Sasha e que muitos discutiam a sua consanguinidade, haja visto que Alone era loiro e Sasha tinha os cabelos roxos (algo muito comum em se tratando de hentais é o cabelo de cores extravagantes e chamativos), o que deixava realmente Alone pensativo.

Alone pinta como eu pinto e sua atividade favorita, pintar o 7.

Com o passar do tempo, Alone percebeu que tinha um dom mara! em suas mãos, pois conseguia desenhar as coisas tão bem quanto Leonardo da Vinci desenhava a Monalisa e outras bugigangas científicas. Tal dom conseguiu chamar a atenção de muitas pessoas no vilarejo em que morava, principalmente dos padres da região, que viam em suas pinturas uma anunciação divina na Terra (ou somente queriam que o menino pintasse alguma coisa bonita para eles de graça para a decoração das igrejas).

Com a venda dos quadros que pintava, Alone conseguia manter o orfanato em que morava com mais um grupo de miseráveis, já que era um dos mais velhos dalí e deveria manter a ordem na bodega. Ele contava com a ajuda de sua irmã Sasha e do briguento Tenma. Sasha passava todo o carinho de mãe para os pirralhos que nunca tiveram uma e Tenma passava o papel de pai que vivia dando esporros e maltratando os seus filhos, tal qual era a educação naqueles tempos. Mesmo assim, todos as crianças que alí viviam eram felizes com aqueles três cuidando de tudo, pois eles, apesar dos apesares, sabiam administrar bem o local (ou não).

Alone estava ficando aos poucos cada vez mais alone sozinho.

Infelizmente, o orfanato acabou chamando a atenção de um viajante do Santuário de Athena, que buscava nada mais e nada menos do que a reencarnação da deusa, que deveria estar por aquelas bandas da Itália, sabe-se lá o porquê, já que, geralmente, a Athena sempre vinha à Terra lá pela Grécia e não na Itália. Sísifo de Sagitário foi o cabra escolhido para adotar Sasha e levá-la para o Santuário, coisa que aconteceu logo após ele tê-la encontrado no orfanato pobre.

Depois que descobriu que era uma deusa e que estava perdendo tempo alí, junto aquele bando de miseráveis, Sasha logo correu para junto de Sísifo e rumou para o seu posto no Santuário, mas não sem dar aos seus amigos e irmão (ui!) uma linda correntinha de flores, para que eles sempre lembrassem que não passavam de dois viadinhos enrustidos eles sempre estariam juntos pela amizade e um dia se reencontrariam, não importando aonde fosse. Alone chorou dias e dias pela falta de sua irmã, mas Tenma estava alí para satisfazer todas as vontades do loiroso (eu disse TODAS!), se bem que ele realmente precisou disso.

Pandora-sama[editar]

Pandora, a puta mulher que desvirginou a boca do Imperador do Inferno.

Depois da partida de sua irmã, Hades Alone teve que tocar o barraco sozinho, já que Tenma só arranjava problemas para todos. Por tudo isso, ele acabou se esforçando ainda mais para criar quadros e vendê-los, pois a grana estava realmente ficando curta. O maior sonho de Alone naquele tempo era ver uma pintura localizada em uma Igreja na floresta próxima à cidade onde ele vivia, pois diziam que a pintura era tão "mara!" que não havia nenhum macho que não chorasse como um emo ao vê-la. Mas isso jamais lhe foi permitido, haja visto que ele nem cristão era e não merecia pisar naquele solo Santo.

Durante um dia em que pintava o rosto de um Anjo na Igreja principal da cidade, Alone recebeu a visita do padre da Igreja da Floresta (que nada mais era do que um dos paga-paus de Hades, Hypnos). Encantado com a pintura, ele perguntou o porquê da mesma ainda não ter cor nos olhos. Alone responde que ainda não tinha encontrado o vermelho-sangue que procurava. Foi então que Hypnos o padre o indica um lugar onde poderia achar tal cor.

O local que foi indicado para Alone ficava no topo de uma montanha, sendo que chegar lá não era para qualquer idiota (apesar de Alone conseguir isso somente com um par de sandálias nos pés e um monte de objetos de pintura nas mãos). Ao observar o lugar, ele deu de cara com ruínas de um antigo templo, que ele não sabia de que Infernos tinha saído. O vermelho que ele encontrou ainda não era "O Vermelho", mas pelo menos ele aproveitou a andança à toa e a beleza do lugar para pintar o sete.

A promessa ficou de que, um dia, todos eles se reencontrariam.

Nesse momento, o clima pareceu fechar para Alone, que se viu diante de uma hentai linda morena, chamada de Pandora, sendo que ela o informa que ele é, nada mais e nada menos, o Imperador do Submundo, dando-lhe um belo chupão na boca, desvirginando os lábios de Alone (pelo menos BV ele não é mais). Nesse momento, o colar com as incrições "Yours Ever" apareceu em seu pescoço e Alone já acordou no orfanato, cercado por todos os seus "filhos" e o papai Tenma.

Uma chuva enorme caia nesse dia, a represa tinha sido bloqueada, uma inundação ameaçava derrubar o orfanato e o povo da cidade fechou os portões, deixando os pobres dos garotos do lado de fora para que morressem. Tenma, usando-se do poder do protagonista, conseguiu destruir todas as pedras que bloqueavam a água com o seu ki cosmo, chamando a atenção de Dohko de Libra, que estava de passagem por alí.

Depois de ver o moleque liberando o cu um poder nunca antes visto na história daquele país, o Cavaleiro de Ouro de Libra achou melhor sequestrá-lo levá-lo consigo para o Santuário de Athena e transformá-lo em um Cavaleiro (de preferência o de Pégasus, já que é o mais fodão). Alone, para se despedir de Tenma, pinta-lhe um quadro, mas somente terminaria os olhos (que eram exatamente da cor que ele sempre procurava) quando Tenma voltasse como um Cavaleiro, ou como um peso-morto, e Alone, tal qual o seu nome, acabou realmente ficando "alone", ou seja, sozinho, somente com um bando de pirralhos que não faziam porra nenhuma.

I'm Hades[editar]

Finalmente o Imperador do Submundo se liberta.

Todo mundo estava feliz por alí: Tenma havia encontrado com Sasha no Santuário e descobriu que ela era Athena ao enfrentarem Raimi de Verme, mas somente Alone continuava na sua solidão, claro. Para o seu maior desespero, tudo aquilo que ele pintava acabava morrendo, assim que ele finalizasse a pintura. Ele não compreendia o porquê disso tudo, mas tinha uma ideia, suas pinturas deviam ser tão feias, que todos que a vissem morriam. Para o seu pior azar, até mesmo as pinturas feita de pessoas acabavam do mesmo modo, todas morrendo, sendo que ele, sem querer (ou não), resolveu tirar a prova dos nove pintando um quadro da turma do orfanato.

Bom, já sabe qual foi o resultado, não? Depois de ver o quão emo choroso estava o seu Senhor, Pandora reaparece e o leva para a Igreja da Floresta. Às portas do local, ambos encontram Hypnos, que diz que irá apresentar a Alone a pintura que ele tanto quis ver. Ao observar tal monumento Alone tem um choque, pois na pintura está registrado o Michael Jackson com o seu rosto, rodeado de crianças, estando todos felizes em Neverland. Nesse momento, Alone é possuído pelo espírito de Hades por completo.

Morra, Seiya Tenma!

Tenma se torna o Cavaleiro de Bronze de Pégasus (O RLY?) e, nesse mesmo dia, Sasha sente que Hades veio ao mundo para enfrentá-la. Shion de Áries e Dohko de Libra montam um grupinho para fazer o reconhecimento da área onde o Imperador poderia estar, que, coincidentemente, era na Itália, na cidade de infância de todos os protagonistas do anime. Quando chega lá, Tenma se depara com tudo destruído, as crianças mortas e Alone sumido. Yato de Unicórnio é atacado por uma guarnição de Espectros, que estavam junto do Imperador, foi quando Tenma descobriu que Alone era Hades.

Alone finalmente achou a cor que tanto buscava e que lembravam o vermelho dos olhos de Tenma, era a cor do sangue, que não faltava no chão da pequena cidade italiana. Pegando um pouco "da cor" com o seu pincel de pelos, Alone finalmente pode terminar a pintura que tinha começado de Tenma, matando-o instantaneamente. Ao cair, Tenma arrebenda a correntiha gay de flores de Alone, fazendo com que seus cabelos ficassem pretos, ao invés do loiro falso que antigamente reluzia por alí, sinalizando a possessão completa do corpo de Alone.

No Inferno[editar]

Alone reencontrando Tenma no Inferno e mostrando que somente estava alí para vê-lo por que curte ele (ui!).

A alma de Tenma ainda não tinha sido completamente levada para o Inferno, haja visto que a pulseirinha que ele tinha de Sasha predia a sua alma ao mundo dos vivos (algo muito comum em animes). Para trazê-lo de volta, Yato de Unicórnio e Yuzuriha de Grou, à mando de Hakurei de Altar, vão para a Colina do Yomotsu, onde encontram Tenma sendo prisioneiro sexual de Fiodor de Mandrágora e conseguem libertá-lo, depois de chamar a atenção de todos os moradores do Inferno, incluindo do próprio Imperador do Submundo. Cérberus, o cachorro de três pintos cabeças de Hades aparece e luta contra os três, levando a maior surra de todos, principalmente de Tenma que não é muito chegado a bichos.

Depois de descobrir que mesmo morto Tenma ainda estava vivo (WTF?), Alone resolve fazer uma visitinha presencial para Tenma, onde o convidaria para beber com ele no Inferno se juntar a ele em sua causa de dominação mundial. Yuzuriha ataca o Imperador, mas acaba sendo jogada longe somente com um simples rasenshuriken de Hades.

OWNED! Tenma owna o Imperdor do Submundo dizendo que prefere à sua irmã a ele.

Depois de receber o convite, Tenma de Pégasus se surpreende com o fato de Alone estar disposto a acabar com a própria irmã somente para dominar o mundo, mas Alone sinaliza uma coisa para ele que Tenma ainda não tinha se tocado: Sasha e Alone agora eram Athena e Hades, ou seja, não eram mais irmãos, mas sim sobrinha e tio, o que não impedia que uma guerra ocorresse entre eles, já que isso vinha desde muitas eras mitológicas. Tenma pensou bem (pra falar a verdade, ele pensou mais do que uma pessoa normal pensaria, já que ele tem um raciocínio meio lento, para não chamá-lo de burro).

Por fim, ele acaba dizendo que prefere passar os seus dias ao lado de Sasha, que era muito mais gostosa e boa de cama do que ele, mostrando para Alone que ele era macho, ou que pelo menos tentava passar essa imagem. Alone então vai embora e juntos prometem de que se reencontrariam mais uma vez, mas dessa vez seria para se degladiarem até à morte. Tenma concorda e fica acertado de que o próximo encontro seria exatamente no Santuário de Athena, coisa que realmente aconteceu (pelo visto, eles sempre cumprem suas promessas).

The Lost Canvas[editar]

Finalmente os dois irmãos (agora, tio e sobrinha) se reencontram para uma reunião de família.

Sem avisar a ninguém sobre o seu passeio para o Santuário de Athena, Hades resolve ir visitar sua antiga irmã, destruindo facilmente a frágil barreira que ela fazia para proteger o Santuário. Sísifo de Sagitário e Hasgard de Touro, que estavam de visita à Athena, ainda aparecem para proteger a sua deusa, mas são detidos pelo poder paralisante do Imperador, que não era nenhum lemuriano tal qual o Mu de Áries, mas não ficava atrás nessa bagaça de telecinese e controle de corpos com a mente.

O Cavaleiro de Ouro de Sagitário ainda tenta dar-lhe uma flechada com sua flecha (O RLY?) dourada, mas o disparo acaba saindo pela culatra do Sagitariano (ui!), voltando para ele certinho em seu coração (azar o dele), deixando-o praticamente moribundo para que os seus brothers o ajudassem e perdessem mais tempo na batalha. Depois disso, Tenma de Pégasus acaba voltando para o Santuário e fica interposto entre Athena e Hades, como se atrapalhando o encontro dos irmãos (ou tio e sobrinha, tanto faz), tal qual um bom fofoqueiro faria e desafia o Senhor do Submundo.

Alone se lembra de todos os momentos que passou ao lado de seus amigos, tal qual um vilão que é mau mas, ao mesmo tempo, não é mau.

Sage, o Grande Mestre aparece no meio da bagaça também, sendo que Hades o reconhece como o último sobrevivente da Última Guerra Santa em 1500, sendo este o antigo Cavaleiro de Ouro de Câncer (posto nessa época ocupado por Manigold de Câncer). O ex-Cavaleiro de Ouro de Câncer e hoje atual Mestre do Santuário, levá-os para um outro lugar com o seu teletransporte, já que o mesmo também é um lemuriano de Jamiel. O lugar não é outro senão a montanha onde geralmente o espírito de Hades é selado, sem falar que as mãos do Sage estão repletas de selos de Athena para exatamente prender de uma vez o Imperador.

Juntando os seus poderes com os da Deusa, ambos tentam prender o espírito de Hades na torre, mas são impedidos por nada mais e nada menos que a puta paga de Hades. Pandora aparece, perguntando o porquê do Seu Senhor estar alí, pois não deveria ter saído sem pelo menos ter deixando um recado ou mandado uma mensagem para o celular dela avisando do passeio. Hades não gosta nenhum pouco dessa perseguição.

Alone começa a pintar a Lost Canvas, mas não explica como isso destruirá a Terra.

Finalmente o maior e mais mirabolante plano de Hades começa a ser colocado de prática. Usando dos poderes "pinturais" de Alone, Hades começa a criar a tão famosa Lost Canvas (ou "Tela Perdida", caso você não saiba nada da língua gringa). O objetivo da coisa toda é muito simples, Hades vai começar a pintar o céu com um monte de anjinhos kawaiis, com um tom de rosa-bebê e algumas nuvens nos cantos (tudo muito alegre e feliz). Assim que terminar a budega, todo o mundo cairá nas trevas e Hades vai dominar o mundo, se bem que não está totalmente explicado como uma pintura no céu acabaria com a terra, mas isso são detalhes.

Tal coisa seria comparado ao Grande Eclipse que aconteceu no anime de ordem cronológica, quando Shun de Andrômeda acabou sendo penetrado (ui!) pelo espírito do Imperador do Submundo (pelo visto, Hades gosta de possuir garotos alegres).

Atualmente, Hades está trancafiado na sua torre (mais precisamente em uma gaiola), mais "alone" do que nunca, tendo a sua mente ocupada pela pintura que tem de terminar o mais rápido possível, enquanto todos os seus Espectros morrem e Pandora, Hypnos e Thanatos armam algo contra ele, provavelmente um boicote contra o Deus (ou não).

Ver também[editar]

Hitler curtindo um som do Fresno. Alone (Saint Seiya) é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Alone (Saint Seiya) no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Cavaleirospredef2.jpg