Adobe Inc.

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Adobe Systems)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Não criei. Cquote2.svg
Bill Gates sobre Adobe Inc.


Adobe Inc. é uma empresa de softwares careira fundada em 1900 e guaraná com rolha que faz programas muito utilizados por gurias retardadas mimadas para fazerem montagem para porem em seu orkut ou MySpace. A empresa é conhecida pelo seu produto Photoshop, que garantiu o sucesso da Playboy, e também é bem conhecida pelo Flash, é praticamente impossível viver sem ele.

As pessoas pirateiam tanto os produtos da Adobe que alguns desconfiam se existe alguém que realmente tem um software original da Adobe. Por causa desses piratas, agora você é obrigado a ter conta no site da Adobe para poder baixar os programas. Para criar a conta, você tem que dar TODAS as suas informações pessoais para eles, principalmente as de negócios, porque a Adobe teme muito a pirataria.

Como comprar um produto da Adobe[editar]

Aqui estão dicas para você não descer o nível e apelar para o crime usando pirataria (usar produto pirata da Adobe é tão sério quanto matar uma pessoa) comprando um legítimo produto da Adobe:

Parabéns! Agora você pode comprar um legítimo programa da Adobe! O problema é vai ser usá-lo para algo porque você vendeu o seu computador...

Produtos da Adobe[editar]

Nunca confunda um arquivo PDF com pedofilia.
Adobe Photoshop
Também conhecido como cerveja digital, é um programa mágico que edita imagens e transforma barangas em gostosas.
Adobe Reader
Esse programa serve para ler arquivos em PDF. Ele realiza a incrível façanha de demorar uma hora para iniciar só para abrir um arquivo de texto que no máximo tem algumas imagens ilustrativas.
Adobe Flash
Programa que tem a função de criar pequenas animações... E é só isso mesmo.
Adobe Acrobat
Ele tem duas funções: ler arquivos PDF (o Reader faz a mesma coisa e não pesa tanto) e EDITAR arquivos PDF (tá, o Reader não faz isso. Mas pra que editar arquivos PDF?).
Adobe Dreamweaver
Uma cópia descarada e sem vergonha do Macromedia Dreamweaver. Serve para editar arquivos em HTML, CSS, Javascript e mais um monte de códigos chatos mas importantes pra caralho. É voltado para o design de sites.
Adobe Fireworks
Serve basicamente para edição de imagens. Bom, você deve estar se perguntando: "Ah, mas se o Photoshop já edita imagens, pra que gastar milhões para criar o Fireworks?". É aí que você se engana, leitor (ou não): o Fireworks é focado em arquivos PNG e GIFs animados, diferente do Photoshop.
Adobe Illustrator
Esse aqui é uma cópia do CorelDraw. Ele é um editor de imagens vetoriais. Não entendeu? São imagens que usam cálculos matemáticos. Não entendeu ainda? São imagens que mesmo dando zoom continuam bonitonas, diferente das outras que viram um monte de bosta quadradinhos (pixels).
Adobe InDesign
Esse aqui é para as pessoas darem uma de escritor. Com ele você cria livros, revistas, panfletos, foder folders, jornais e mais coisas feitas de papel.
Adobe Premiere
Programa fudidão que só pega nos computadores da NASA. Serve pra quem quer dar uma de Spielberg e sair editando vídeos e filmes (sim, leitor, você pode criar filmes com essa porra!).
Adobe After Effects
É um programa usado para dar uns efeitos hollywoodianos nos vídeos editados no Premiere, para parecer que quem criou tem ideia do que está fazendo.
Adobe Flash Player
O nome certo seria Abode Trash Player, mas o Bill Gates não gostou desse nome e o batizou como Flash. É o programa usado para rodar vídeos e animações em Flash pelo browser, mas antes tem que carregar por meia hora (enquanto carrega, vai fazendo um café, depois vai fumar um cigarro). Além de deixar você séculos esperando, o vídeo toca pela metade e trava, fazendo você recarregar a página para reiniciar o processo, esperando tudo de novo.
Adobe Shockwave
Outro programa grátis que serve para jogar joguinhos 3D tipo aqueles da Miniclip.
Adobe PageMaker
Programa que, a exemplo do InDesign, também serve para fazer jornais, revistas, banners, etc. Como era fácil demais trabalhar com ele, a empresa aposentou o PageMaker e criou o InDesign, especialmente para aqueles designers metidos a besta que gostam mesmo é de softwares cheios de firulas para fazer aquilo que eles chamam de diagramação sofisticada e nós chamamos de agressão visual. Atualmente, o PageMaker ainda é muito usado em grafiquetas de fundo de quintal.