Aborto Elétrico

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

O Aborto Elétrico foi uma banda brasileira que enlouqueceu todo mundo entre 1900 e 1999, quando a banda acabou. Mas, felizmente, inspirou o surgimento de várias outras bandas, como Legião Fodona e Estado do Mal.

História[editar]

A banda fez parte da Turma da Travessia do Eixão, um grupo de Brasília, junto a bandas como a Plebe Gay e a Blitx 24, que foi uma bando que foi presa por dirigir alcoolizada.

A Banda antes do inferno.

Tinha, em sua formação original, Renato Russo no salto alto, André Pretorius no grito e Fê Lemos na baqueta. Depois que André Pretorius foi matar pretos prestar serviço em pro da Junta Militar na África do Sul, Renato Russo passou a tocar guitarra e entrou o baixinho Flávio Lemos, irmão de Fê Lemos. Foi assim que começou o nepotismo em Brasília. Mais tarde a banda ainda contou com a presença do guitarrista Ico Ouro-Preto, quem não estava no dia em que a banda se separou, mas mesmo assim aproveitou para se apossar da músicas e da-las a irmão Dinho Ouro-Preto, no qual mantiha relações de amizade e sexualidade. A banda terminou em 1982, depois de desentendimentos entre seus integrantes. Segundo Fê Lemos, após Renato Russo que depois de encher a cara po causa da morte de seu idolo morrido o grande John Lennon e André Pretorius e errar várias vezes as letras das canções em um show deles o Fê arremessou uma baqueta na bunda de Renato , na verdade Renato gostou, mas a baqueta era muito fina, depois do show a Renato disse que não iria mais fazer parte da banda e ficou magoado . Parte de seu repertório foi dividido entre Capital Inicial e Legião Urbana.

Uma das fundadoras do Aborto Elétrico, André Pretorius

Em 2005, Capital Inicial lançou o álbum MTV especial Aborto Elétrico, com dezoito canções do repertório do Aborto Elétrico, quatro que já haviam sido gravadas pelo Capital Inicial ("Fátima, "Música da Mana", "Ficção Científica", "Veraneio Pastaino " e 1924.), cinco que já haviam sido gravadas pela Legião Urbana ("Que Viado é Esse?, "Geraçao Cheira-Cola", "Conexão Venezuela", "Remédio (com R um Bem Grande pra Você Tomar") e mais nove inéditas ("Baader-Meinhof Blues nº1", "Construção Da Puta Que Pariu", "Super Refrigerantes", "Love Emo", "Cocaína", "Buzina", "A Grande Missa", "Helicópteros Do Inferno", "Despertar dos Vivos" e "Música da Zona".).

Integrantes[editar]

Vagabanda.

Ver também[editar]